Governadores pedem suspensão de voos internacionais

Suspensão de voos internacionais; expectativa de vacina; mercado marítimo; mais ferrovias. Estes são destaques para a economia do turismo, nesta segunda-feira, 28 de dezembro de 2020. 

🖋 Edição: _Sérgio Botêlho_

Governadores pedem suspensão de voos internacionais

Preocupados com o recrudescimento da pandemia, o Consórcio do Nordeste, grupo dos governadores de Alagoas, Bahia, Ceará, Maranhão, Paraíba, Piauí, Rio Grande do Norte e Sergipe, pediu ao ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, que suspenda imediatamente todos os voos com origem ou destino no Reino Unido, Dinamarca, Holanda e Austrália, segundo o Valor Econômico. O grupo sugere ainda que o governo federal solicite quarentena “para todos os passageiros que vierem dos demais países europeus e que, durante o período de isolamento, façam exames RT-PCR”.

Expectativa da vacina

O presidente da Associação Brasileira das Empresas Aéreas (Abear), Eduardo Sanovicz, estima que o setor deve fechar o ano com 75% do tráfego doméstico restabelecido, em comparação com 2019. A recuperação total deve ficar para junho, com expectativa de vacina e retomada dos eventos.

Mercado de apoio marítimo

Ainda na sombra da crise de 2015, o mercado de apoio marítimo brasileiro sofre com cancelamentos, renegociações e suspensões de contratos, taxas diárias reduzidas e custos operacionais elevados devido à pandemia de Covid-19. Atualmente, cerca de 60 das 331 embarcações de bandeira brasileira em operação estão sem contrato. Considerando a frota de bandeira estrangeira, 364 embarcações de apoio estão na costa brasileira – redução de quase um terço ante o número de 2015, de 500.

Mais trilhos no Espírito Santo

A Vale anunciou que o novo trecho de ferrovia que construirá no Espírito Santo poderá ter 10 quilômetros a mais do que o previsto inicialmente. A empresa também vai investir para ampliar as viagens de trem de passageiros que liga o litoral do Espírito Santo a Belo Horizonte (MG), com duas viagens diárias na alta temporada, a partir de 2025. 

Porto de Santos amplia ferrovia interna

A Autoridade Portuária de Santos (SPA) pretende rescindir antecipadamente o contrato da Portofer, empresa que coordena a chegada de trens ao cais santista, e buscar investimentos superiores a R$ 2 bilhões na ampliação da ferrovia interna do porto por meio de um novo contrato. Hoje a malha ferroviária que funciona dentro do condomínio portuário e dá acesso aos terminais de diferentes tipos de cargas permite movimentação anual de 50 milhões de toneladas. Nos últimos meses, entretanto, o cenário mudou e surgiu um gargalo de grandes proporções no horizonte. O governo federal prorrogou a concessão da Malha Paulista até 2058. Investimentos bilionários feitos pela Rumo vão elevar sua capacidade de transporte das atuais 35 milhões para 75 milhões de toneladas anuais.

You may also like

2 thoughts on “Governadores pedem suspensão de voos internacionais

Leave a Reply