Saldo positivo na criação de postos de trabalho, na Paraíba

Paraíba aponta neste primeiro semestre a retomada de postos de trabalho; maio foi o segundo mês consecutivo de crescimento

Apesar dos efeitos nocivos da pandemia na economia, a Paraíba aponta neste primeiro semestre a retomada de empregos formais. Pelo segundo mês consecutivo, o número de trabalhadores admitidos com carteira assinada foi superior ao de desligados. Segundo dados da Secretaria Especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia, com base do novo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), no mês de abril, houve 10.683 admissões contra 9.993 desligamentos no mercado formal de trabalho, o que resultou na geração de 690 postos de trabalho. Em março, o saldo positivo havia sido de 1.965 postos. 

Os setores de construção (513), comércio (397) e serviços (209 vagas) se destacaram nos saldos positivos de abril entre as principais atividades econômicas da Paraíba. O setor da agropecuária (22) manteve também saldo positivo. Dos cinco maiores setores, apenas a indústria (-451) registrou baixa dos postos de trabalho no último mês.  

No acumulado do primeiro quadrimestre deste ano, o saldo de trabalhadores admitidos com carteira assinada foi superior ao de desligados em 1.315 postos. No período, houve admissão de 50.628 pessoas contra 49.313 desligamentos. Já no quadrimestre do ano passado, o saldo negativo, devido às implicações da Covid-19, chegou a 15.411 postos. Somente no mês de abril de 2020, o saldo negativo havia sido de 8.299 postos.

Cenário Regional – Dos nove Estados do Nordeste, seis tiveram saldo positivo (BA, MA, PI, CE, PE e PB) e outros três (AL, RN e SE) tiveram saldo negativo no mês de março na Região. Já as cinco regiões do país tiveram saldo positivo na geração de emprego, sendo que houve aumento de trabalho formal em 23 das 27 unidades da Federação. A região Sudeste liderou (49.371), seguido de Sul (21.721). Em terceiro veio o Centro-Oeste (20.628) e, em quarto, a região Nordeste (19.747) e, por último, a região Norte (9.170).

O Brasil gerou 120.935 novos postos de trabalho em abril deste ano, resultado de 1.381.767 admissões e 1.260.832 desligamentos no mercado formal de trabalho com carteira assinada.

Da Redação do Para Onde Ir com informações da Agência de Notícias do Governo da Paraíba 

Related Posts
Combate ao coronavírus deve ser prioridade absoluta ao país
Economia não tem chance de recuperação sem retorno da confiança geral na saúde ao nível anterior à pandemia, impondo-se o combate ao coronavírus Sérgio Botêlho - Não há nada mais importante, ...
READ MORE
43 bilhões de reais da Caixa visam aquecer construção civil
43 bilhões de reais estão sendo ofertados pela Caixa Econômica Federal a empresas da construção civil e mutuários. De acordo com o anúncio feito pelo presidente da instituição, as medidas ...
READ MORE
Bolsonaro alerta para possíveis reajustes nos combustíveis por força da crise na Venezuela
Em coletiva concedida há pouco, o presidente Bolsonaro alertou para a possibilidade de reajuste nos preços dos combustíveis por conta da crise na Venezuela.Ele lembra que a política de preços ...
READ MORE
Números do IBGE fazem CNC prever maiores perdas no setor serviços
Os números divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) sobre o setor de serviços deixou o segmento mais pessimista. Conforme os dados da Pesquisa Mensal de Serviços (PMS), ...
READ MORE
Crédito da foto: John Wessels - FAO
Um relatório da Organização das Nações Unidas para a Alimentação e Agricultura, FAO, alerta que os setores da pesca e aquicultura podem estar sujeitos a mais interrupções em 2021. A ...
READ MORE
Cooperativismo proporciona emprego e renda em João Pessoa
Dia Internacional do Cooperativismo é comemorado na Central de Comercialização da Agricultura Familiar (Cecaf) na capital paraibana O dia 1º de julho é considerado o Dia Internacional do Cooperativismo e a ...
READ MORE
Fatos marcantes da terça-feira, 22: combustível, MDB e orçamento
Três fatos marcaram a vida política em Brasília nessa terça-feira, 22. O primeiro, que já se arrastava desde a madrugada, foi a greve dos caminhoneiros por conta do preço do ...
READ MORE
UFPB assume liderança nacional em registro de patentes
A Universidade Federal da Paraíba (UFPB) assumiu o primeiro lugar no ranking nacional de registro de patentes. Em segundo lugar, está a Universidade Federal de Campina Grande (UFCG). Ambas passaram ...
READ MORE
Aeroporto Internacional de Brasília.
Segundo dados a Agência Nacional de Aviação Civil-ANAC, o número de empresas aéreas nacionais aptas a operar voos regulares caiu quase pela metade entre 2010 e 2018.A informação está sendo ...
READ MORE
Crédito da foto: Canva
Varejo tem pior Natal. Dólar põe empresas em dificuldade. Multiplicam-se atos de resistência a medidas de isolamento.  🖋 Edição: _Sérgio Botêlho_ Estado de calamidade Os governadores do Nordeste querem a prorrogação do estado ...
READ MORE
Combate ao coronavírus deve ser prioridade absoluta ao
43 bilhões de reais da Caixa visam aquecer
Bolsonaro alerta para possíveis reajustes nos combustíveis por
Números do IBGE fazem CNC prever maiores perdas
Pesca e cultivo de frutos do mar podem
Cooperativismo proporciona emprego e renda em João Pessoa
Fatos marcantes da terça-feira, 22: combustível, MDB e
UFPB assume liderança nacional em registro de patentes
Aumenta concentração de empresas aéreas de passageiros
Governadores querem prorrogação do estado de calamidade e

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.