CNI avalia: política comercial entrou numa estrada perigosa 

Além de política comercial, leia: dólar e Bolsa; suspensa realização de cultos; MPF expõe efeitos da garimpagem na Amazônia 

Além de política comercial, leia: dólar e Bolsa; suspensa realização de cultos; MPF expõe efeitos da garimpagem na Amazônia 

🖋 Edição: _Sérgio Botêlho_

*ECONOMIA DO TURISMO*, Ano II, Nº 109 de 09.04.2021

CNI avalia: política comercial entrou numa estrada perigosa

Nos últimos dois anos, o Brasil alterou 18 medidas antidumping por meio do instrumento de interesse público. De acordo com levantamento realizado pela Confederação Nacional da Indústria (CNI), esse número corresponde a 35% das 51 medidas que estavam em vigor no país desde 2019, quando a nova legislação para o uso desse mecanismo entrou em vigor.

Política comercial

Para representantes da indústria, além de prejudicar o setor, as mudanças indicam que o governo é tolerante com práticas desleais de comércio internacional. Segundo o diretor de Desenvolvimento Industrial da CNI, Carlos Eduardo Abijaodi, “se essa diminuição representar o enfraquecimento do sistema de defesa comercial, como tem sido o caso, a indústria brasileira pode ser inviabilizada em determinados setores, gerando estímulo às importações desleais com práticas condenadas na Organização Mundial do Comércio (OMC), possível desemprego e redução de investimentos”.

STF mantém restrição temporária a realização de cultos

Por maioria dos votos (9×2), o Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu, nesta quinta-feira (8), manter a restrição temporária da realização de atividades religiosas coletivas presenciais, no Estado de São Paulo, como medida de enfrentamento da pandemia de Covid-19. A Corte entendeu que tal proibição não fere o núcleo essencial da liberdade religiosa e que a prioridade do atual momento é a proteção à vida..

MPF chama a atenção para destruição da Amazônia pela garimpagem

O Ministério Público Federal (MPF), por meio de membros da instituição que atuam em toda a Amazônia, divulgou apoio à publicação e vídeo “O Ouro Ilegal que Mina Florestas e Vidas na Amazônia”, lançados nesta quinta-feira (8) pelo Instituto Igarapé. O material detalha como operações de garimpagem ilegal têm conexões com outros crimes e propõe recomendações entre políticas públicas e corporativas. 

Cooperação técnica com o MPF

O Instituto Igarapé, entidade que atua em cooperação técnica com o MPF para aprimorar o combate a crimes ambientais, destaca que corrupção, desmatamento, violência, contaminação de rios e demais ilegalidades cometidas no ciclo do ouro têm provocado a destruição de florestas e de vidas – sobretudo de populações indígenas – na Amazônia brasileira. .

Bolsa de Valores

Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) fechou a quinta-feira, 08, em alta de 0,59%, a 118.313 pontos. O dólar terminou o dia em baixa de -1,22%, a R$ 5,57.

⏳ Destaques:

Destaques históricos e comemorativos do dia
Leia: Destaques da Grande Mídia Impressa.
Notícias sobre Economia do Turismo

You may also like

Comente