CNI avalia: política comercial entrou numa estrada perigosa 

Além de política comercial, leia: dólar e Bolsa; suspensa realização de cultos; MPF expõe efeitos da garimpagem na Amazônia 

🖋 Edição: _Sérgio Botêlho_

*ECONOMIA DO TURISMO*, Ano II, Nº 109 de 09.04.2021

CNI avalia: política comercial entrou numa estrada perigosa

Nos últimos dois anos, o Brasil alterou 18 medidas antidumping por meio do instrumento de interesse público. De acordo com levantamento realizado pela Confederação Nacional da Indústria (CNI), esse número corresponde a 35% das 51 medidas que estavam em vigor no país desde 2019, quando a nova legislação para o uso desse mecanismo entrou em vigor.

Política comercial

Para representantes da indústria, além de prejudicar o setor, as mudanças indicam que o governo é tolerante com práticas desleais de comércio internacional. Segundo o diretor de Desenvolvimento Industrial da CNI, Carlos Eduardo Abijaodi, “se essa diminuição representar o enfraquecimento do sistema de defesa comercial, como tem sido o caso, a indústria brasileira pode ser inviabilizada em determinados setores, gerando estímulo às importações desleais com práticas condenadas na Organização Mundial do Comércio (OMC), possível desemprego e redução de investimentos”.

STF mantém restrição temporária a realização de cultos

Por maioria dos votos (9×2), o Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu, nesta quinta-feira (8), manter a restrição temporária da realização de atividades religiosas coletivas presenciais, no Estado de São Paulo, como medida de enfrentamento da pandemia de Covid-19. A Corte entendeu que tal proibição não fere o núcleo essencial da liberdade religiosa e que a prioridade do atual momento é a proteção à vida..

MPF chama a atenção para destruição da Amazônia pela garimpagem

O Ministério Público Federal (MPF), por meio de membros da instituição que atuam em toda a Amazônia, divulgou apoio à publicação e vídeo “O Ouro Ilegal que Mina Florestas e Vidas na Amazônia”, lançados nesta quinta-feira (8) pelo Instituto Igarapé. O material detalha como operações de garimpagem ilegal têm conexões com outros crimes e propõe recomendações entre políticas públicas e corporativas. 

Cooperação técnica com o MPF

O Instituto Igarapé, entidade que atua em cooperação técnica com o MPF para aprimorar o combate a crimes ambientais, destaca que corrupção, desmatamento, violência, contaminação de rios e demais ilegalidades cometidas no ciclo do ouro têm provocado a destruição de florestas e de vidas – sobretudo de populações indígenas – na Amazônia brasileira. .

Bolsa de Valores

Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) fechou a quinta-feira, 08, em alta de 0,59%, a 118.313 pontos. O dólar terminou o dia em baixa de -1,22%, a R$ 5,57.

⏳ Destaques:

Destaques históricos e comemorativos do dia
Leia: Destaques da Grande Mídia Impressa.
Notícias sobre Economia do Turismo
Related Posts
Senado pode recriar programa emergencial de emprego e renda
Além de emprego e renda, leia: dólar e Bolsa; ferrovias MS; vasos ribeiros no Vogue 21; Mulheres Modernas, em São Paulo 🖋 Edição: _Sérgio Botêlho_ *ECONOMIA DO TURISMO*, Ano II, Nº 95 ...
READ MORE
Brasileiros já buscam destinos, desde que sem aglomeração
Além de destinos sem aglomeração, leia: dólar e Bolsa; Copa Brasil de Marcha Atlética; vai começar a Copa do Brasil; vacinas; parque fecha em Brasília. 🖋 Edição: _Sérgio Botêlho_ *ECONOMIA DO TURISMO*, ...
READ MORE
Foto: Manu Dias/Arquivo GOVBA
1,2 milhão de pessoas deixarão de estar nas ruas de Salvador no Carnaval. 25% dos consumidores de SC não pretendem se vacinar. Ministério Público quer revogação de decreto autorizando igrejas a ...
READ MORE
Photo by Phelipe Jesus on Pexels.com
Tem investimentos portugueses, e mais: Bolsa e dólar; estruturas temporárias de convivência no comércio no DF; novas datas para exames toxicológicos 🖋 Edição: _Sérgio Botêlho_ *ECONOMIA DO TURISMO*, Ano II, Nº 129 ...
READ MORE
Crédito da foto: Canva
Varejo tem pior Natal. Dólar põe empresas em dificuldade. Multiplicam-se atos de resistência a medidas de isolamento.  🖋 Edição: _Sérgio Botêlho_ Estado de calamidade Os governadores do Nordeste querem a prorrogação do estado ...
READ MORE
Crédito da foto: Canva
Afora Índice de Confiança do Comércio, tem mais: Santos Brasil vence edital no Porto de Santos. 45,9% das empresas de transportes fecharam vagas de trabalho. Empresa rodoviária inaugura guichê no ...
READ MORE
Crédito da imagem: Canva
E MAIS: Novo Olhar do Turismo, em Brasília. Manejo ecológico na capital federal. Atos da Fundação Palmares são contestados. Pan-americanos de Santiago se aproximam. 🖋 Edição: _Sérgio Botêlho_  *ECONOMIA DO TURISMO*, Ano ...
READ MORE
Crédito: Canva
Cidades endurecem medidas contra aglomerações no carnaval 2021 E MAIS: DF recebe mais 37.400 doses de vacina. Endividamento das famílias em Brasília aumenta. Hidrovias do Brasil emite títulos no mercado internacional. 🖋 ...
READ MORE
Senado pressiona e professores devem se vacinar em junho
Tem professores, e mais: 27.227 vagas estão abertas para cursos no Senai; Gestantes vão poder optar pelo teletrabalho 🖋 Edição: _Sérgio Botêlho_ *ECONOMIA DO TURISMO*, Ano II, Nº 145 de 15.05.2021 Senado pressiona ...
READ MORE
Expectativa de vida na América Latina varia em até 14 anos
Tem expectativa de vida, e mais: Bolsa e dólar; tese investiga o que é uma obra de arte feia 🖋 Edição: _Sérgio Botêlho_ *ECONOMIA DO TURISMO*, Ano II, Nº 183 de 22.06.2021   Expectativa ...
READ MORE
Senado pode recriar programa emergencial de emprego e
Brasileiros já buscam destinos, desde que sem aglomeração
Relatório sobre autonomia do BC será apresentado nesta
GDF tenta atrair investimentos portugueses na capital do
Governadores querem prorrogação do estado de calamidade e
Índice de Confiança do Comércio segue otimista, mas
Turismo se fortalece no movimento municipalista
Cidades endurecem medidas contra aglomerações no carnaval 2021
Senado pressiona e professores devem se vacinar em
Expectativa de vida na América Latina varia em

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.