Dia Nacional do Livro Didático é comemorado neste 27 de fevereiro

Trajetória do livro didático no Brasil começou em 1929, quando criado o Instituto Nacional do Livro (INL), com a função se legislar esta área

O livro de forma geral, surgiu pela necessidade dos humanos em registrar suas histórias e suas ideias e crenças através dos tempos. Antes do livro, isso já vinha sendo feito de diversas maneiras, iniciando-se o processo pelas inscrições rupestres.

O formato antigo mais próximo do que é o livro hoje foi o Codex ou Códice. Os códices (ou codex, da palavra em latim que significa “livro”, “bloco de madeira”) eram os manuscritos gravados em madeira, em geral do período da era antiga tardia até a Idade Média. 

Manuscritos do Novo Mundo foram escritos por volta do século XVI. O códice é um avanço do rolo de pergaminho, e gradativamente substituiu este último como suporte da escrita. O códice, por sua vez, foi substituído pelo livro. As primeiras comunidades cristãs foram as responsáveis pela substituição gradual do volumen (o rolo antigo) pelo códice.

Mas, foi um alemão chamado Gutenberg que inventou a prensa e os tipos móveis e essa sua invenção iria revolucionar a história da produção de livros, pois agora os livros seriam impressos e não mais copiados a mão.

O primeiro livro impresso por Gutenberg ficou conhecido como a Bíblia de Gutenberg, reconhecida como obra-prima da impressão e do artesanato refinado. A classificação se deve ao seu tipo gótico nobre, ricamente impresso na página. O texto é a tradução latina conhecida como Vulgata, feita por São Jerônimo no século IV.

O livro didático

Alguns autores sugerem que o livro didático surgiu no século XIX como complemento aos en­sinamentos que não constavam na Bíblia. Já outros autores dizem que o livro didático sempre fez parte da cultura escola, mesmo antes da invenção da imprensa.

No Brasil as primeiras ideias sobre o livro didático surgiu em 1929, com a criação do Insti­tuto Nacional do Livro – INL, esse instituto foi criado para legitimar o livro didático nacional e auxiliar na sua produção. Mas tudo isso ficou no papel por muito tempo, foi apenas em 1934, no governo do presidente Vargas que o instituto começou a elaborar um dicionário nacional e uma enciclopédia e aumentar o número de bibliotecas públicas.

O livro didático é criado por um ou mais autores. O que difere dos demais livros é que esses autores contam com a ajuda de uma equipe de pesquisadores, consultores e colaboradores. Depois de impresso o livro tem de ser inscrito no edital público e uma comissão de professores universitários escolhidos pelo Ministério da Educação – MEC- verifica possíveis erros conceituais, de redação e de conteúdo.

Fontes:

Dia do Livro Didático

Códice

A origem do livro didático 

Related Posts
Distrito de Porto Seguro
Há quase 500 anos (sendo, portanto, uma das mais antigas manifestações religiosas do Brasil) que o município de Porto Seguro realiza, anualmente, entre os dias 06 e 15 de agosto, ...
READ MORE
O Cruzeiro começou a circular em 10 de novembro de 1928
A primeira revista nacional com direito a amplas ilustrações foi O Cruzeiro, criada em 1928. Assim, por quase 50 anos, a revista fez figura na comunicação impressa do país, sob ...
READ MORE
Manifesto 2000 por uma Cultura de Paz é lançado em 04 de março de 1999
Vencedores do Prêmio Nobel da Paz lançam Manifesto 2000 por uma Cultura de Paz e Não-Violência, em Paris, que continua aberto a assinaturas Em 04 de março de 1999, um grupo ...
READ MORE
Foto: Biblioteca do IBGE
Sérgio Botêlho - A conturbada história dos jesuítas - não apenas na Paraíba, mas no Brasil inteiro, em virtude da indisposição da Coroa para com a Ordem - deixou marcas ...
READ MORE
Semana Santa é aberta neste domingo, 25, na Basílica das Neves
Segundo release distribuído pela Arquidiocese da Paraíba, a programação oficial da Semana Santa/Páscoa será realizada na Catedral Basílica de Nossa Senhora das Neves, no Centro de João Pessoa, com alguns ...
READ MORE
Anita Malfaltti: artista plástica faleceu em 06 de novembro de 1964
Em 06 de novembro de 1964 morria a artista plástica modernista brasileira, Anita Malfatti. Nascida em 1889, Anita fez parte da histórica Semana de Arte Moderna de São Paulo. O ...
READ MORE
Museu Nacional: das últimas obras de Niemeyer no Eixo Monumental
O Museu Nacional, no Eixo Monumental, em Brasília, é uma das últimas obras de vulto, do arquiteto Oscar Niemeyer, na capital federal. Fica vizinho à Catedral de Brasília e à ...
READ MORE
Hoje na História
Brasil, Argentina, Paraguai e Uruguai assinam, em 26 de março de 1991, o Tratado de Assunção, criando o Mercado Comum do Sul (Mercosul) É conhecido pelo nome de Tratado de Assunção ...
READ MORE
Crédito da foto: ONU
Curso será ministrado no Palácio da Paz em Haia (Holanda) entre 25 de junho e 3 de agosto e está aberto para profissionais com experiência em direito internacional. As aulas ...
READ MORE
De Repente na Rede homenageia o cantador cearense Antônio Jocélio
Funesc preparou para esta quarta-feira, 14, apresentação do cantador Antônio Jocélio no programa De Repente na Rede A Fundação Espaço Cultural da Paraíba (Funesc) exibe, nesta quarta-feira (14), mais um programa ...
READ MORE
Em Porto Seguro, agosto é mês da Festa
O Cruzeiro começou a circular em 10 de
Manifesto 2000 por uma Cultura de Paz é
Palácio e Faculdade de Direito, em Jampa: conjunto
Semana Santa é aberta neste domingo, 25, na
Anita Malfaltti: artista plástica faleceu em 06 de
Museu Nacional: das últimas obras de Niemeyer no
26 de março de 1991: é criado o
ONU oferece bolsas de estudo para Direito Internacional
De Repente na Rede homenageia o cantador cearense

Um comentário em “Dia Nacional do Livro Didático é comemorado neste 27 de fevereiro

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.