Energia solar na Paraíba é prioridade do MME

Energia solar na Paraíba foi motivo para um discurso do deputado federal Wilson Santiago, no plenário da Câmara

Energia solar na Paraíba foi motivo para um discurso do deputado federal Wilson Santiago, no plenário da Câmara. Na íntegra, o discurso:

Venho à tribuna, nesta quarta-feira, para anunciar fato positivo para o Estado da Paraíba. Falo da transformação das usinas de geração de energia solar Malta e Angico 1 em prioritárias pelo Ministério das Minas e Energia. Elas funcionam na cidade de Malta, em nosso estado, e atuam por meio de 8 unidades geradoras.

As usinas pertencem a duas empresas organizadas em Sociedades de Propósito Específico. São elas a Malta Energia Renováveis e a Angico Energias Renováveis, no Complexo Solar Malta. Ambas são controladas pelos Fundos de Investimentos Prisma Hélios de Infraestrutura e Multiestratégia.

Complexo solar

Tanto a Usina Solar Angico 1 quanto a Malta entraram em funcionamento em 2018. Elas fazem parte do Complexo Solar Malta, uma unidade geral capaz de abastecer em torno de 1 milhão de habitantes. A cidade de Malta está em região de alta incidência solar, em torno de 3.200 horas anuais de insolação.

Importante registrar que o Nordeste, em geral, tende a se transformar em campo promissor para a instalação de usinas solares. O Brasil é o país com maior irradiação solar, do mundo, principalmente por conta da contribuição nordestina. A ligação regional com o sol é antiga e permanente. Agora, vai dar seus frutos.

Faturamento

Senhor presidente, senhoras e senhores deputadas e deputados. Segundo cálculos iniciais, a expectativa de faturamento dessas empresas vai girar em torno de 25 milhões de reais, por ano. Com certeza, levando para a Paraíba os benefícios de um rendimento dessa natureza. Principalmente na geração de empregos.

Mais do que isso, sabem vossas excelências a relevância que tem a energia solar para o futuro do país. Antes de mais nada, por se tratar de uma energia renovável, isto é, inesgotável. Por conta disso, apresenta inúmeras vantagens sobre as demais fontes geradoras de energia.

Por outro lado, apesar de ter a concorrência das hidrelétricas, no campo das energias renováveis, ela apresenta outra vantagem. Diferentemente da energia gerada pelas correntezas dos rios represados, a energia solar não agride a natureza. Daí, a qualificação de energia limpa.

Dessa maneira, não retira da natureza recursos essenciais à vida, como, por exemplo, acontece com a água, nas hidrelétricas. Afinal de contas, todos conhecem os danos causados à vida das populações ribeirinhas por conta do represamento dos rios. Assim, a Paraíba passa a contribuir para o Brasil no quesito da preservação ambiental.

Prioridade

Agora, o processo de funcionamento de ambas as usinas vai caminhar com mais rapidez. Por isso é que comemoramos a transformação das duas usinas solares como prioritárias para o governo federal. Lembrando que o ministro Bento Albuquerque já havia anunciado, aqui mesmo, na Câmara, ser estratégico o reforço da energia solar, no Brasil.

E não poderia ser diferente, senhor presidente. Não fora todas essas vantagens enumeradas, a energia solar permite alcançar regiões isoladas. E, mesmo, unidades residenciais bem fora do perímetro urbano. Isso, por meio das unidades de geração individual de energia, que vêm se espalhando pelas residências do país.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.