Brasil agora tem 15 cidades metrópoles: mais 3 ganharam o posto

Brasil agora tem 15 cidades metrópoles com mais 3 que alcançaram posto. As novas metrópoles são Campinas, Florianópolis e Vitória. Dessa maneira, Campinas é a única metrópole que não é capital do estado. Assim, São Paulo passa a ter duas metróp0les: a capital e Campinas. Ademais, todos os estados do Sul e do Sudeste, agora, têm metrópoles. Os dados são do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Contudo, há um dado que revela a baixa mobilidade urbana no Brasil. Isso, porque em 10 anos, 86% das cidades brasileiras não sofreram alteração, segundo o IBGE. As 15 cidades metrópoles são, pela ordem alfabética, Belém, Belo Horizonte, Brasília, Campinas, Curitiba, Fortaleza, Florianópolis, Goiânia, Manaus, Porto Alegre, Recife, Rio de Janeiro, Salvador, São Paulo (a maior) e Vitória.

“O conceito de metrópole do estudo é diferente do de regiões metropolitanas, que são recortes legais definidos pelos estados para fins de planejamento. A pesquisa delimita as regiões de influência associadas aos centros urbanos e os vínculos estabelecidos entre as cidades na busca de bens e serviços. O elo final de cada rede são as metrópoles, para onde convergem as vinculações de todas as cidades presentes no território nacional”, esclarece Bruno Hidalgo, gerente de Redes e Fluxos Geográficos do IBGE.

Regic mostra a concentração da rede urbana no Sudeste

A pesquisa atual dá continuidade aos trabalhos anteriores publicados em 1972, 1987, 2000 e 2008. As cidades brasileiras foram classificadas, hierarquicamente, observando-se dez critérios: Gestão do território, Comércio e serviços, Instituições financeiras, Ensino superior, Saúde, Informação, Cultura e esporte, Transporte, Atividades agropecuárias; e Ligações internacionais.

A Regic 2018 mostra que cada metrópole tem sua região de influência que, em conjunto, cobre todo o país. A hierarquia dos centros urbano foi dividida em cinco níveis. Para as 15 metrópoles convergem 97 capitais regionais, 352 centros sub-regionais, 398 centros de zona e 4.037 centros locais.

A maior parte das metrópoles encontra-se na região Sudeste, bem como os dois níveis seguintes (capitais regionais e centros sub-regionais). Já os centros de zona e centros locais são mais numerosos na região Nordeste. As capitais regionais são centros urbanos com alta concentração de atividades de gestão, mas com alcance menor em termos de região de influência em comparação com as metrópoles.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.