Importante ponto turístico e cultural de João Pessoa está em recuperação

Prefeitura da capital promove recuperação de importante ponto turístico e cultural de João Pessoa que, em breve, estará pronto como atração

O Centro Cultural Casa da Pólvora, um dos mais importantes equipamentos históricos, culturais e turísticos de João Pessoa, está sendo recuperado e, em breve, vai retornar ao roteiro de eventos da Capital. A construção, vinculada à Fundação Cultural de João Pessoa (Funjope), está recebendo serviços de limpeza, capinação e jardinagem, ações que estão dando uma nova feição para o prédio.

O trabalho de recuperação está sendo realizado numa parceria entre a Autarquia Especial Municipal de Limpeza Urbana (Emlur) e as Secretarias de Desenvolvimento Urbano (Sedurb) e de Meio Ambiente (Semam).

“A limpeza e zeladoria da Casa da Pólvora fazem parte de uma ação integrada do governo Cícero Lucena no sentido de garantir cuidados necessários aos nossos equipamentos culturais. Esse espaço estava abandonado, sem projeto e com instalações precárias. Vamos recuperar e, na sequência, começar um plano de ações culturais e artísticas neste equipamento valioso”, comentou o diretor executivo da Funjope, Marcus Alves.

Localizada na antiga Ladeira de São Francisco, a Casa da Pólvora está temporariamente fechada em razão da pandemia do novo coronavírus. Porém, após a conclusão dos trabalhos, a previsão é de reabertura, seguindo todos os protocolos de saúde e com um novo olhar, evidenciando a importância histórica, turística, cultural e até econômica do conjunto.

“A proposta é retornar com uma exposição de estandartes do Folia de Rua e fotos pitorescas do Carnaval de João Pessoa”, destacou a diretora Ana Maia. “Temos muitas ideias de eventos, mas o principal vai ser um café com o pôr do sol e o resgate da nossa cultura em todos os sentidos, literatura, música, teatro, dança e lazer, fomentando a geração de emprego e renda e interação com a comunidade”, comentou.

História – A Casa da Pólvora foi construída por ordem de carta régia do capitão-mor governador Fernando de Barros e Vasconcelos. A obra, que começou em 10 de agosto de 1704, foi concluída em 1710 na administração do capitão-mor João da Maia de Gama. O prédio foi tombado pelo Serviço do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Sphan) – hoje Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) – em 24 de maio de 1938. O monumento, que possui traços seiscentistas, passou por reforma em 2014.

Nas Águas dos Potiguaras - ebook - praias de João Pessoa e Cabedelo, no litoral paraibano. Deixe o email e FAÇA O DOWNLOAD.

DESTAQUES DA GRANDE MÍDIA IMPRESSA 

Related Posts
PBTur e Setur-JP vão unir esforços pelo turismo paraibano e pessoense
PBTur está realizando atualização do banco de imagens sobre pontos turísticos paraibanos no litoral e no interior A Empresa Paraibana de Turismo (PBTur) e a Secretaria de Turismo de João Pessoa ...
READ MORE
Praia de Jacarapé - Foto: Secretaria de Turismo de João Pessoa
Sérgio Botêlho - Jacarapé é uma praia pouco frequentada até para grande parte da população de João Pessoa. Avaliem para quem vem de fora! Se não tomar cuidado, passa batido, ...
READ MORE
Crédito da imagem: Canva
Retomada da vacinação contra Covid-19 em João Pessoa, nesta segunda, 01, acontecerá por meio do sistema drive thru anuncia prefeitura A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) retoma, nesta segunda-feira (1º), a ...
READ MORE
Museu Nacional: das últimas obras de Niemeyer no Eixo Monumental
O Museu Nacional, no Eixo Monumental, em Brasília, é uma das últimas obras de vulto, do arquiteto Oscar Niemeyer, na capital federal. Fica vizinho à Catedral de Brasília e à ...
READ MORE
Turismo religioso: Itaguara sedia mais uma Festa de Nossa Senhora do Rosário
A cidade de Itaguara, em Minas Gerais, realiza mais uma Festa de Nossa Senhora do Rosário, manifestação centenária que chama a atenção pela devoção e história dos congadeiros da cidade. ...
READ MORE
Em 9 de março de 1842 Verdi estreia Nabucco, no Scala de Milão
Ópera, tida como de inspiração nacionalista, Nabucco foi escrita no período em que se buscava a unificação da Itália; Va pensiero é ponto alto Em 1842 o compositor italiano Giuseppe Verdi, ...
READ MORE
Parque Sólon de Lucena: da Lagoa dos Irerês às artes de Burle Marx
Sérgio Botêlho - Contar a história do Parque Sólon de Lucena é passear pela própria história da atual cidade de João Pessoa. Expandindo-se, a partir do Sanhauá, a velha cidade ...
READ MORE
40 novos abrigos serão construídos em avenida pessoense
A Superintendência Executiva de Mobilidade Urbana de João Pessoa (Semob-JP) vai implantar 40 novos abrigos ao longo da Avenida Epitácio Pessoa, nos próximos 60 dias. A iniciativa faz parte do ...
READ MORE
Centro Histórico de João Pessoa: Setur e Iphan estudam ação conjunta
Secretaria de Turismo e Iphan discutem ações conjuntas de revitalização para movimentar o Centro Histórico de João Pessoa O Centro Histórico de João Pessoa é uma das prioridades da gestão do ...
READ MORE
Crédito da foto: Canva
Alvo do treinamento a ser realizado pela PBTur nesta quarta-feira são os colaboradores do Sebrae-PB que atuam no interior do estado Com o objetivo de ampliar o número de cadastros das ...
READ MORE
PBTur e Setur-JP vão unir esforços pelo turismo
Jacarapé: uma delícia de praia em área de
Vacinação contra Covid-19 em João Pessoa continuará nesta
Museu Nacional: das últimas obras de Niemeyer no
Turismo religioso: Itaguara sedia mais uma Festa de
Em 9 de março de 1842 Verdi estreia
Parque Sólon de Lucena: da Lagoa dos Irerês
40 novos abrigos serão construídos em avenida pessoense
Centro Histórico de João Pessoa: Setur e Iphan
PBTur treina equipe para ampliar cadastro do trade

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.