‘Bica’ treina servidores em manejo e captura de animais silvestres

Curso de capacitação e reciclagem sobre manejo e captura de animais silvestres reuniu guarda municipal

Curso de capacitação e reciclagem sobre manejo e captura de animais silvestres reuniu guarda municipal

O Parque Zoobotânico Arruda Câmara (Bica) promoveu, nesta quarta-feira (11), mais um curso de capacitação e reciclagem sobre manejo e captura de animais silvestres para guardas municipais. Participaram, dessa terceira turma, 20 servidores das cidades de Conde, Pitimbu, Alhandra e Pocinhos.

O curso foi dividido em dois turnos, manhã e tarde, com teoria e prática, abordando as técnicas de captura e manejo de aves, mamíferos e répteis, com foco na segurança dos profissionais e o bem-estar dos animais, mostrando a melhor forma de lidar com cada espécie.

“Fazemos aula de campo abordando sobre mamíferos, com enfoque principal no bicho preguiça, que é um dos animais mais encontrados com necessidade de resgate, mas também serpentes, jacarés, jabutis, tartarugas e aves de rapina. O curso é para que os servidores aprendam um pouco mais e aprimorem suas técnicas na hora de fazer a captura desses animais”, explica Kleber Filho, ecólogo e técnico do parque. 

Este é o terceiro curso voltado para turmas de guardas municipais realizado só este ano. Segundo Kleber Filho, a Bica é bastante procurada por ser um dos poucos locais da Paraíba que oferece condições de vivência prática e formação nessa área. “Essa é uma das importâncias do zoológico, a área de educação e conservação que oferecemos. Então, aqui ensinamos quais são as melhores técnicas, de forma a garantir tanto a segurança dos profissionais da segurança como dos animais”, afirma o técnico.

O guarda municipal e presidente da Associação Estadual dos Guardas Municipais, Sérgio Carneiro, ressalta que a instituição vem buscando profissionalizar a equipe, o que contribui com a segurança pública e a defesa do meio ambiente, que é um dos papeis fundamentais da Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp), descrito também no Estatuto da Guarda Municipal no Brasil (Lei nº 3.022).

“A Associação entrou em contato com o Parque Arruda Câmara para trazer esse conhecimento para a Guarda Municipal. Nosso propósito maior é que as cooperações que não têm essa formação possam começar a ter”, destacou o presidente.

Edição: Sérgio Botêlho

Da redação do Para Onde Ir, com informações da Secom-JP

You may also like

Comente