R$ 600 atrai mais de 18 milhões de pessoas; Caixa paga amanhã

R$ 600 atrai mais de 18 milhões de pessoas; Caixa paga amanhã. Esses são destaques da grande mídia impressa, sobre economia, nesta quarta-feira, 08 de abril de 2020.

🖋 Edição: Sérgio Botêlho

📃 Destaques do dia:

R$600

“Benefício de R$ 600 será pago a partir de amanhã. Decreto permite que bancos abram agências no DF”. Manchete de capa do Correio Braziliense.

18 milhões de pessoas

“Mais de 18 milhões se inscrevem no 1º dia para receber os R$ 600. Governo estima que mais 7 milhões de pessoas precisem se cadastrar”. Manchete de capa do O Globo.

Perda de renda

“Cresce expectativa de perda de renda com coronavírus. Preocupação, majoritária entre os mais pobres, já avança para os mais ricos, segundo o Datafolha”. Manchete de capa da Folha.

Crédito a inadimplentes

“Medida deve abrir crédito a empresas inadimplentes. Governo poderá baixar uma MP para permitir a renegociação de débitos a empresas, Estados e municípios que não venham pagando suas obrigações, para que possam voltar a se endividar”. Manchete de capa do Valor Econômico.

“Caixa começa amanhã a pagar R$ 600. Cerca de 54,5 milhões de pessoas receberão no total R$ 98 bilhões”. Destaque do Valor Econômico.

“BIS vê risco de novos surtos e contração mundial mais longa. Estudo do Banco de Compensações Internacionais (BIS) sobre o impacto da pandemia de covid-19 considera que a contração do PIB global pode se arrastar por vários trimestres”. Destaque do Valor Econômico.

“Investidores agora mandam startups pararem de gastar. Nas últimas semanas, os fundos de venture capital brasileiros têm conversado com as empresas de seus portfólios para desacelerar o ritmo de gasto de recursos”. Destaque do Valor Econômico.

“Doações já somam quase R$ 1 bilhão. Cresce o número de novas plataformas de financiamento coletivo para ajudar no combate à covid-19”. Destaque do Valor Econômico.

“Pacote de socorro não pode virar despesa fixa, alerta Delfim. Para ex-ministro, país não pode repetir os erros da crise de 2008”. Destaque do Valor Econômico.

“Onde estão 20 milhões de brasileiros? O problema da pobreza não atendida por programas sociais está nos grandes centros e capitais”. Destaque do Valor Econômico.

“Enquanto o Japão, que era modelo de sucesso, decreta emergência… PREMIER É CRITICADO PELA DEMORA EM AGIR; ISOLAMENTO NÃO É OBRIGATÓRIO”. Destaque do O Globo.

“Ecovias cita propina em gestões do PSDB em São Paulo”. Destaque da Folha.

“Governo avalia bancar contas de luz de baixa renda por três meses”. Destaque da Folha.

“Auxílio de R$ 600 ganha site, mas mais vulneráveis terão de esperar”. Destaque da Folha.

“Médicos com contratos precários são 56% no país”. Destaque da Folha.

“18,3 milhões se inscrevem no 1º dia para receber R$ 600. Cadastrados no site ou no aplicativo só devem começar a receber a partir de 14 de abril; eles não têm registro de microempreendedor individual, nem contribuem de forma autônoma ao INSS. Governo estima de 15 milhões a 20 milhões de trabalhadores nessa situ”. Destaque do Estadão.

“Governo banca conta de luz de baixa renda por 3 meses. Tarifa Social receberá R$ 900 milhões; desde 2015 Tesouro não fazia aportes”. Destaque do Estadão.

“‘TEMOS DE ESQUECER O QUE PLANEJAMOS’. É preciso uma intervenção no sistema financeiro para liberação de crédito, ou a cadeia automotiva pode não resistir, diz Pablo Di Si”. Destaque do Estadão.

“Monica de Bolle: Em tempos de escuridão, doença e tragédia, a renda básica é a luz que pode nos guiar para mais justiça social e liberdade.”. Destaque do Estadão.

“Pandemia. G20 recebe pedido de ajuda. Ex-líderes mundiais, entre eles o ex-presidente FHC, pediram ao grupo de países mais ricos que se unam e coordenem ajuda às nações atingidas pela doença”. Destaque do Correio Braziliense.

📃 Editoriais do dia:

“É preciso criar as condições para o retorno ao trabalho. Presidente nada sabe sobre o assunto e perdeu a noção da realidade”. Editorial do Valor Econômico.

“O mês em que o Brasil parou. Primeiros dados de março já indicam a extensão dos danos econômicos da pandemia.”. Editorial do Estadão.

“A falta que faz a União. Ante a lentidão do governo federal, governadores e prefeitos agilizaram suas próprias medidas de amparo aos setores mais debilitados.”. Editorial do Estadão.

📊 Mercado:

Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) fechou a terça-feira, 07, em alta de 3,08%, a 76.358 pontos. O dólar terminou o dia em baixa de –1,25%, a R$ 5,23.

Destaque histórico:

Informações sobre o dia de hoje na história, é só clicar.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.