PIB é fraco, presidente, irônico, Guedes, otimista, e mercado, pessimista

PIB é fraco, presidente, irônico, Guedes, otimista, e mercado, pessimista. PIB é o principal destaque econômico da grande mídia, nesta quinta-feira, 05 de março de 2020.

📃 Destaques do dia:

“Merval Pereira: Futuro nublado. Presidente da República sem apoio do Congresso, e com a economia em desacerto, não termina bem.” Em O Globo.

“Congresso mantém vetos do Planalto sobre o Orçamento. Congresso deve controlar R$ 19 bilhões, e governo poderá bloquear emendas.” Em O Globo.

“Regra para táxis pode ‘amarelar’. Crivella envia à Câmara projeto que libera quase 10 mil carros.” Em O Globo.

“PIB de 1,1% reduz previsão de crescimento para 2020. Coronavírus e crise política contribuem para derrubar projeções.” Em O Globo.

“Consumo das famílias teve menor expansão desde 2016. Indicador é o principal responsável pelo crescimento da economia e teve estímulo adicional com liberação de recursos do FGTS.” Em O Globo.

“Míriam Leitão: Os erros que explicam o pibinho. O primeiro ano do governo Bolsonaro foi decepcionante também do ponto de vista da economia..” Em O Globo.

“Em vez de explicação, bananas a jornalistas. Após crescimento abaixo das expectativas, presidente primeiro evita comentar assunto e depois diz esperar alta maior em 2020, mesmo com coronavírus. Comediante caracterizado como o mandatário entrega bananas a jornalistas.” Em O Globo.

“Guedes vê crescimento acima de 2% este ano. Ministro diz que ‘economia brasileira está claramente reacelerando’ e que resultado do PIB veio dentro do esperado. Ele defende reformas e acredita que a atividade não será tão afetada pela crise do coronavírus.” Em O Globo.

“Maia defende que Estado volte a investir para país crescer. Presidente da Câmara afirma que setor privado não vai resolver todos os problemas. Governo diz que não pode aumentar gastos.” Em O Globo.

“Resultado é obstáculo para Brasil acelerar expansão da atividade.” Em O Globo.

“Dólar renova recorde, a R$ 4,579, apesar de anúncio de ação do BC. Autoridade monetária fará leilão de ‘swap’ hoje, mas expectativa de corte nos juros continua a pressionar moeda. Bolsa tem alta de 1,60%, seguindo mercado dos EUA.” Em O Globo.

“Ação do IRB desaba 32% após Buffett negar ser acionista. Presidente e vice da resseguradora renunciam a cargos depois de polêmica sobre compra de papéis.” Em O Globo.

“Comissão aprova fim de fundos públicos, mas preserva segurança. Proposta integra pacote de ajuste fiscal de Guedes. MP do Agro é aprovada.” Em O Globo.

“Tributária e Verde Amarelo não avançam no Congresso. Relator da reforma eleva a 60 dias previsão de prazo para comissão terminar seus trabalhos.” Em O Globo.

“Região Nordeste fica só com 3% das concessões do Bolsa Família. Governo Bolsonaro concedeu em janeiro 75% dos novos benefícios ao Sul e Sudeste. ” No Estadão.

“PIB decepciona; mercado prevê alta inferior a 2% para este ano. Ministro Paulo Guedes afirma que a economia está ‘reacelerando’ e espera crescimento com avanço de reformas. ” No Estadão.

“Consumo das famílias puxa PIB, mas perde fôlego. Corte de 0,4% nos investimentos do setor público deixaram ‘missão’ de investir para o setor privado, que registrou alta de 2,2%. ” No Estadão.

“Zeina Latif: O contágio financeiro sobre o setor produtivo precisa ser mitigado. O momento é de apreensão por conta das incertezas decorrentes da epidemia de coronavírus. Não há, no momento, como afirmar quando será o ápice da crise, para podermos dizer que o pior já passou.” Na Folha.

“PIB fraco faz investimento público virar novo debate. Presidente da Câmara, Rodrigo Maia, afirma que Estado deve investir; Guedes discorda. ” No Estadão.

“Sinal de novo corte de juros faz dólar subir. Moeda americana teve a 11ª alta seguida e, ontem, mesmo com o BC anunciando intervenção, fechou com avanço de 1,52% a R$ 4,58. ” No Estadão.

“Guedes diz a professor que vai se ‘dedicar’ à tributária. Segundo Heleno Torres, da USP, ministro está ‘muito animado’ e decidido ‘a assumir’ a reforma. ” No Estadão.

“PIB do Brasil cresce 1,1% em 2019, diz IBGE; resultado é menos da metade do projetado no início do ano.” Na Folha.

“Bolsonaro corre o risco de repetir pibinho de Temer.” Na Folha.

“PIB de 2019 divide empresários entre frustração e otimismo.” Na Folha.

“Importadora de móveis prevê desabastecimento do setor com coronavírus.” Na Folha.

“Apoiada no endividamento, recuperação econômica pode ter fôlego curto.” Na Folha.

“Gasto público é importante para Brasil crescer, defende Maia.” Na Folha.

“Brasil ainda está mais pobre do que na década passada.” Na Folha.

“PIB da agropecuária perde ritmo e tem menor alta em três anos” Na Folha.

“Investimento em queda explica ‘pibinho’ de 2019. No quarto trimestre de 2019, o investimento na economia brasileira caiu 3,3% em relação ao trimestre anterior.” No Valor Econômico.

“Disputa se acirra no caso IRB x Squadra. Inconsistências na comunicação do IRB com o mercado aumentaram o desconforto dos investidores com a empresa e seus principais executivos.” No Valor Econômico.

“Inframérica vai devolver aeroporto. Grupo argentino vai devolver ao governo federal o aeroporto de São Gonçalo do Amarante, em Natal (RN), que foi leiloado à iniciativa privada em 2011.” No Valor Econômico.

“Desaceleração inevitável. Para Mohamed El-Erian, ex-CEO da PIMCO, é improvável que os estímulos dados pelos bancos centrais combatam a desaceleração global provocada pelo coronavírus.” No Valor Econômico.

“Coronavírus afeta logística portuária. Provável falta de contêineres no mercado global, devido à crise logística provocada pelo coronavírus, deve impactar os embarques brasileiros a partir de abril.” No Valor Econômico.

“Após acordo, Congresso mantém veto de Bolsonaro. Veto do presidente a dispositivos do Orçamento impositivo foi mantido na Câmara dos Deputados por 398 votos a 2. Matéria não precisará ser analisada pelo Senado.” No Valor Econômico.

📃 Editoriais do dia:

“O que é PIB? Bolsonaro deveria saber que número fraco da economia significa país empobrecido.” Editorial da Folha.

“Jogatina de volta. Com motivos e procedimentos tortuosos, governo ressuscita sorteios na televisão.” Editorial da Folha.

“BC é induzido a fazer mais um corte nos juros. Além do movimento de redução de taxas devido ao coronavírus, o PIB brasileiro de 2019 foi frustrante.” Editorial do O Globo.

“Estagnação em 2019, vírus em 2020. O Brasil cresceu apenas 1,1% no primeiro ano do governo Bolsonaro. É preciso evitar a tentação de usar o vírus para justificar mais um ano de estagnação..” Editorial do Estadão.

“Desemprego na América Latina. No ano de seu centenário, a Organização Internacional do Trabalho (OIT) afirma em seu Panorama Laboral para a América Latina e Caribe que se deparou com uma incerteza básica: ‘A região se encontra em uma difícil encruzilhada entre o passado, o presente e o futuro do trabalho’.” Editorial do Estadão.

Bolsa de Valores:

Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) fechou a quarta-feira, 04, em alta de 1,60%, a 107.224 pontos. O dólar terminou o dia em alta de 0,29%, a R$ 4,49.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.