São Paulo e suas histórias: Paróquia de Nossa Senhora da Consolação

Sérgio Botêlho – A Paróquia de Nossa Senhora da Consolação, na rua da Consolação (República), em São Paulo, é obra datada de 1959, mas que substitui um outro templo primitivo construído entre os anos de 1799 e 1801

O atual prédio da Paróquia de Nossa Senhora da Consolação, na República, na capital paulista, foi inaugurado em 1959, apesar de a obra ter sido iniciada em 1909.

Igreja Nossa Senhora da Consolação - São Paulo
Igreja Nossa Senhora da Consolação – São Paulo

A igreja substitui uma versão primitiva construída entre 1799 e 1801, e pertence à Arquidiocese de São Paulo.

O projeto é do engenheiro alemão Maximilian Hehl, que residiu no Brasil e viveu entre 1861 e 1916. É o mesmo que foi responsável pelo projeto da Igreja da Sé, também em São Paulo capital.

Veja também: Paróquia do Divino Espírito Santo, na Frei Caneca

A principal festa da paróquia é o dia dedicado à invocação de Maria Consolata ou Consolação ou Consoladora dos Aflitos, em 28 de agosto.

A paróquia de Nossa Senhora da Consolação em São Paulo tem forte relacionamento com a comunidade, tanto do ponto de vista espiritual quanto material.

Igreja Nossa Senhora da Consolação - São Paulo
Igreja Nossa Senhora da Consolação – São Paulo

Durante a revolta tenentista de 1924, na capital paulista, durante dias a igreja abrigou pessoas, com refeições e proteção contra os bombardeios.

Em meio à ditadura militar, foi palco de protesto contra a morte do operário Santo Dias, assassinado pelo regime.

Foi da igreja que partiu o enterro da vítima da repressão policial, numa grande procissão rumo à Catedral da Sé.

É uma belíssima construção no estilo romântico-bizantino, com altares igualmente belos, tanto no que diz respeito ao altar-mor, quanto aos laterais.

(As fotos são de Sérgio Botêlho, repórter e editor deste site Para Onde Ir.)

You may also like

One thought on “São Paulo e suas histórias: Paróquia de Nossa Senhora da Consolação

Comente