Ibovespa cai de tal forma que perde tudo o que ganhou no mês, e dólar sobe; Copom mantém taxa de juros em 2%

A Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) caiu fortemente no pregão desta quarta-feira, 28. O percentual de queda foi na ordem de -4,25%, descendo de um altura de 100 mil pontos ao patamar dos 95.000 pontos. Enquanto isso, o dólar terminou o dia em crescimento de 1,35%, a R$ 5,76. 

O motivo para esses resultados tem a ver com o aumento dos casos de covid-19, na Europa, o que está provocando novos lockdowns em alguns países daquele continente. Há preocupação, também, com o crescimento do número de casos nos Estados Unidos. Também há temor, entre os investidores, com relação ao desempenho da economia norte-americana. 

Por outro lado, comenta o Infomoney, “o ministro da Economia, Paulo Guedes, culpou a política pelo atraso na agenda de privatizações, ao passo que o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), culpou a base aliada do governo pela demora”. A pinimba também é fator negativo para o desempenho da Bolsa e do dólar.

De sua parte, o Comitê de Política Monetária (Copom), do Banco Central, decidiu, em reunião que terminou ainda há pouco, manter a taxa de juros em 2%. Decisão veio depois do encerramento do pregão da Bolsa. 

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.