Centro Histórico de Mamanguape: um dos retratos da história paraibana

A povoação da região do município de Mamanguape, a partir da foz do rio do mesmo nome, remonta mesmo ao início das visitas estrangeiras ao litoral paraibano, mais precisamente franceses e portugueses, antes da conquista da Capitania em 1585.

Portanto, essas visitas acontecem ao longo do século XVI, e continuam mais intensamente após o início do Século XVII, com portugueses, espanhóis e holandeses, estes, especialmente após o domínio holandês entre 1630 e 1654.

Extensão

A cidade de Mamanguape originalmente alcançava um extenso espaço geográfico no litoral norte da capitania da Paraíba. Assim, Baía da Traição, Rio Tinto, Marcação e Mataraca, afora outros municípios para além do litoral, pertenciam a Mamanguape.

A cidade tem sua formação ligada fortemente aos portugueses e aos índios potiguaras, que forjaram o início da civilização naquela área do estado da Paraíba. Não, evidentemente, sem diversas disputas entre os dois lados, ao longo do tempo.

Essa composição humana inicial era ainda mais forte enquanto a sede da vila permanecia em Monte-Mor, hoje território indígena reconhecido pelos órgãos competentes, em área que se situa entre Rio Tinto e Marcação.

Vocação econômica

A vocação da Mamanguape para o plantio da cana de açúcar fez da cidade florescente polo de desenvolvimento, com destaque para o período situado entre 1850 e 1905, espaço de tempo em que se deu oficialmente a fundação da cidade, no ano de 1855.

Segundo relata a Wikipédia, “entre 1850 e 1905 Mamanguape possuía uma aristocracia rural muito promissora, ruas calçadas e iluminadas a lampião de azeite, comércio pujante de tecidos finos e mercadorias importadas, sobrados ornados com azulejos, famílias portuguesas e italianas e uma sociedade que se inspirava nos hábitos franceses”.

Hoje, o Centro Histórico de Mamanguape, um dos mais importantes da história da Paraíba, é tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico da Paraíba (Iphaep), o que aconteceu em maio de 2004. 

Publicações sobre Economia do Turismo

DESTAQUES DA GRANDE MÍDIA IMPRESSA 

Related Posts
Trilha dos Potiguaras
Sérgio Botêlho - Antes mesmo da conquista da Paraíba, em 1585 - com a fundação da Cidade Real de Nossa Senhora das Neves (atual João Pessoa) - Forte Velho, em ...
READ MORE
Pinterest
Sérgio Botêlho - Não há data precisa de construção da Igreja de Nossa Senhora de Lourdes, embora se admita que tenha ocorrido em algum ano do século XVIII. Sabe-se, contudo, ...
READ MORE
Casarão dos Azulejos: beleza arquitetônica única em João Pessoa
Sérgio Botêlho - Não há construção similar ao destacado prédio conhecido como Casarão dos Azulejos, na capital paraibana. Embora o seu múltiplo uso, ao correr do tempo, haja descaracterizado sua ...
READ MORE
Facebook
Sérgio Botêlho - À direita da PB-011, que vai da BR-101 a Forte Velho, dentro do município de Santa Rita, existe a Capela de Santana do Gargaú, bastante deteriorada, mas ...
READ MORE
Importante ponto turístico e cultural de João Pessoa está em recuperação
Prefeitura da capital promove recuperação de importante ponto turístico e cultural de João Pessoa que, em breve, estará pronto como atração O Centro Cultural Casa da Pólvora, um dos mais importantes ...
READ MORE
Igreja de Nossa Senhora da Penha de França, em Pitimbu. Foto: Facebook, página da Paróquia
Sérgio Botêlho - A ocupação do litoral paraibano foi uma saga da qual devem ser registradas as presenças constantes, durante décadas, não apenas de portugueses, mas também de franceses e ...
READ MORE
Nossa Senhora dos Navegantes: um dia inteiro de festa em Marcação
Sérgio Botêlho - Dentro das tradições indígenas do município de Marcação, a Festa de Nossa Senhora dos Navegantes - que, para parte das religiões afro-brasileiras é a representação católica de ...
READ MORE
Vale dos Dinossauros: destaque pré-histórico do Sertão paraibano
Em Sousa, no Sertão Paraibano, o destaque é pré-histórico, na forma do Vale dos Dinossauros, momento singular no roteiro turístico estadual A descoberta na região do Rio do Peixe, mais precisamente ...
READ MORE
Youtube
O coco de roda, assim como foi o samba em sua origem, ou ainda hoje é o rap, o funk e similares, carrega a marca das culturas de origem essencialmente ...
READ MORE
Foto: ONG Memorial das Ligas Camponesas
Sérgio Botêlho - O Memorial das Ligas Camponesas, em Sapé, guarda parte da história brasileira, desta feita escrita com sangue. Foi um capítulo onde os super-explorados trabalhadores do campo, na ...
READ MORE
Paraíso dos frutos do mar e de muita
Igreja de Nossa Senhora de Lourdes, em João
Casarão dos Azulejos: beleza arquitetônica única em João
Capela de Santana do Gargaú: muita história coberta
Importante ponto turístico e cultural de João Pessoa
Igreja de Nossa Senhora da Penha de França,
Nossa Senhora dos Navegantes: um dia inteiro de
Vale dos Dinossauros: destaque pré-histórico do Sertão paraibano
Coco de Roda: tradição cultural em Barra de
Memorial das Ligas Camponesas, em Sapé: história político-social

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.