Sistema S: o que é e como funciona no Brasil, desde a década de 40

Sistema S é termo que tem assumido posição de destaque na mídia, sempre. Dessa forma porque volta e meia há quem, nos diversos governos, deseje ou acabar ou reduzir sua importância. No entanto, o sistema vem sobrevivendo parecendo muito duro na queda.

O que é o Sistema S

O termo designa um conjunto de organizações vinculadas a corporações representativas do mundo empresarial. A saber, cumprem atividades dedicadas ao treinamento profissional, assistência social, consultoria, pesquisa e assistência técnica.

Essas entidades, em comum, têm, ainda, o seus nomes iniciados pela letra S. Assim acontece, portanto, com o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai); Serviço Social do Comércio (Sesc); Serviço Social da Indústria (Sesi); e Serviço Nacional de Aprendizagem do Comércio (Senac). Existem ainda os seguintes: Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar); Serviço Nacional de Aprendizagem do Cooperativismo (Sescoop) e o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae); o Serviço Nacional de Aprendizagem do Transporte (Senast) e Serviço Social de Transporte (Sest).

O Senai e o Sesi, são vinculados à Confederação Nacional da Indústria (CNI). O Sesc e o Senac, à Confederação Nacional do Comércio (CNC). O Senar, à Confederação Nacional da Agricultura e Pecuária (CNA). O Sest e o Senast, à Confederação Nacional do Transporte (CNT). O Sescoop e o Sebrae, são autônomos, com personalidade jurídica de direito privado e sem fins lucrativos.

Fonte de receita

O Sistema S é alimentado financeiramente por força do artigo 149 da Constituição Federal. Precipuamente em função da alínea III, que estabelece a contribuição de interesse das categorias profissionais ou econômicas.

As empresas pagam contribuições às instituições do Sistema S com base em alíquotas. E, assim, distribuídas: Senai, 1,0%; Sesi, 1,5%; Senac, 1,0%; Sesc, 1,5%, Sebrae, variável no intervalo de 0,3% a 0,6%; Senar, variável no intervalo de 0,2% a 2,5%; Sest, 1,5%; Senat, 1,0%; e Sescoop, 2,5%.

Criação

Esses organismos foram criados em meados da década de 1940. Enquanto apenas quatro deles (Sescoop, Senar, Sest e Senat) foram instituídos após a Constituição Federal de 1988. Passada a pandemia, resta saber como o Sistema S vai sobreviver dentro do novo normal

Related Posts
Combate ao coronavírus deve ser prioridade absoluta ao país
Economia não tem chance de recuperação sem retorno da confiança geral na saúde ao nível anterior à pandemia, impondo-se o combate ao coronavírus Sérgio Botêlho - Não há nada mais importante, ...
READ MORE
Brasília - Ministério Público do Distrito Federal e Territórios considera que torres de celular podem prejudicar a saúde Marcelo Camarg/Agência Brasil
Decisão foi tomada pelo Supremo Tribunal Federal que acatou Arguição de Descumprimento de Preceito Fundamental Por maioria, o Plenário do Supremo Tribunal Federal (STF) declarou a inconstitucionalidade de dispositivos da Lei ...
READ MORE
Pode chegar a US$ 250 milhões valor a ser pago por cimenteira paraibana
Cimenteira paraibana em Alhandra, município do Litoral Sul do estado, está em vias de ser adquirida pela Companhia Siderúrgica Nacional (CSN) Antes pertencente à família Crispin, a Cerâmica Elizabeth, em Alhandra, ...
READ MORE
DF tem primeira Câmara de Mulheres Empreendedoras
Com a tarefa de elaborar políticas voltadas para as empresárias e melhorar o ambiente de negócios no Distrito Federal, a Fecomércio-DF criou, nessa terça-feira, 08, a primeira Câmara de Mulheres ...
READ MORE
Crédito da foto: Canva
PIB de 2019. Apesar da Reforma da Previdência e de outras medidas específicas em favor da economia, ano passado, o Produto Interno Bruto do Brasil (PIB) cresceu apenas 1,1% em ...
READ MORE
Photo by olia danilevich on Pexels.com
Os números movimentados pelas micro e pequenas empresas representam 70% do total de empregos gerados no período Entre janeiro e março deste ano, as micro e pequenas empresas criaram 587 mil ...
READ MORE
Turismo sueco experimenta queda brusca, acompanhando a economia
Turismo sueco, a exemplo da economia do país, experimenta uma queda brusca diante da crise do coronavírus. Portanto, a estratégia de não manter o isolamento social de forma horizontal não ...
READ MORE
Photo by Gary  Barnes on Pexels.com
Estimativa sobre movimento no Dia dos Namorados é da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC)  O Dia dos Namorados deve movimentar R$ 1,8 bilhão em vendas no ...
READ MORE
Bolsa de Valores e dólar têm comportamento inusitado nesta sexta-feira
Na Bolsa de Valores de São Paulo e no dólar, investidores foram motivados por fala do presidente Jair Bolsonaro, que acabou influindo nos preços das ações da Petrobras; saiba mais As ...
READ MORE
Setor de transporte mostra preocupação com volatilidade do diesel
Em março deste ano de 2021, o diesel alcançou uma alta histórica desde a adoção da paridade internacional da Petrobras  O diesel atingiu, em março, uma alta histórica desde a adoção, ...
READ MORE
Combate ao coronavírus deve ser prioridade absoluta ao
Municípios não podem proibir instalação de torres de
Pode chegar a US$ 250 milhões valor a
DF tem primeira Câmara de Mulheres Empreendedoras
PIB de 2019, no Brasil, cresceu abaixo de
587 mil novos empregos foram criados por micro
Turismo sueco experimenta queda brusca, acompanhando a economia
R$ 1,8 bilhão deve ser o movimento do
Bolsa de Valores e dólar têm comportamento inusitado
Setor de transporte mostra preocupação com volatilidade do

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.