Recessão mundial é ameaça com guerra do petróleo e vírus avançando

Recessão mundial é ameaça com guerra do petróleo e vírus avançando. Este é um dos temas econômicos da grande mídia, nesta terça-feira, 10 de março de 2020, na seção DESTAQUES DA MÍDIA NA ECONOMIA, do Para Onde Ir.

Recessão mundial é ameaça com guerra do petróleo e vírus avançando. Este é um dos temas econômicos da grande mídia, nesta terça-feira, 10 de março de 2020, na seção DESTAQUES DA MÍDIA NA ECONOMIA, do Para Onde Ir.

📃 Destaques do dia:

“Mercados têm dia de pânico; Bolsa desaba 12%, maior queda do século. Preço do petróleo intensifica crise global, e Paulo Guedes defende reformas, mas Congresso pede ações mais imediatas.” Manchete de capa da Folha.

“Dia de pânico. Guerra do petróleo e coronavírus elevam risco de recessão mundial. Ibovespa tem queda de 12,17% e empresas perdem R$ 432 bi Petrobras e Vale: valor de mercado cai R$ 126,9 bi Paulo Guedes: reformas são a melhor resposta para a crise.” Manchete de capa do O Globo.

“Crise no petróleo e pânico nas Bolsas aumentam temor de recessão global. Ibovespa caiu 12,1% após disputa entre Arábia Saudita e Rússia; BB e Caixa vão reforçar linhas de crédito para socorrer empresas e famílias.” Manchete de capa do Estadão.

“Pânico leva a perdas de R$ 1 trilhão. Forte queda dos preços do petróleo adicionou ainda mais pressão sobre um mercado já estressado com a disseminação do coronavírus pelo mundo. ” Manchete de capa do Valor Econômico.

“O que o Brasil deve fazer para enfrentar a crise? Monica de Bolle: “É preciso eliminar o teto de gastos, pensar que tipo de estímulo fiscal pode ser feito”, PESQUISADORA DO PETERSON INSTITUTE. José Roberto M. de Barros: “A melhor coisa a ser feita é acelerar a aprovação da PEC emergencial”, ECONOMISTA E SÓCIO DA MB. Samuel Pessoa: “Aprovar reformas emergencial e administrativa para arrumar equilíbrio fiscal”, PROFESSOR DA FGV. Carlos Kawall: “Não temos espaço na política fiscal, a não ser que avancemos nas reformas”, DIRETOR DO ASA BANK. ” Destaque de capa do Estadão.

“Vinícius Torres Freire: Governo vai perder mais ainda com petróleo. ” Destaque de capa da Folha.

“Fernando Canzian: Crise é bem diferente da Grande Recessão.” Destaque de capa da Folha.

“Caixa e BB planejam ampliar o crédito para empresas afetadas.” Destaque de capa da Folha.

“Economistas se dividem sobre qual é a melhor receita para o governo.” Destaque de capa da Folha.

“Governos precisam agir rápido para evitar crise longa, alerta o FMI. ” Destaque de capa da Folha.

“Por que a Arábia Saudita começou uma guerra do preço do petróleo?.” Destaque de capa da Folha.

“Mônica Bergamo: Pauta econômica desgasta Bolsonaro; mudar de tema o favorece, diz estudo.” Destaque de capa da Folha.

“Foi um dia em que a música parou de tocar. Um “crash” nos preços do petróleo desencadeou um aumento nas já numerosas operações de saída das ações e de mercados emergentes. ” Destaque de capa do Valor Econômico.

“Petrobras tem queda recorde de quase 30%, a maior do século. Companhia perdeu R$ 91,1 bilhões em valor de mercado.” Destaque de capa do Valor Econômico.

“Para Guedes, reformas são nossa resposta. Ministro ainda está convencido de que a economia poderá crescer 2% este ano se forem aprovadas as reformas estruturais do governo.” Destaque de capa do Valor Econômico.

“Bolsonaro diz que o efeito do vírus está exagerado. Presidente demonstrou preocupação com eventuais reflexos da crise internacional na economia brasileira e pediu a colaboração do Congresso para aprovar propostas. ” Destaque de capa do Valor Econômico.

“Banco Central deve reduzir a Selic na próxima semana. Mercado interpretou declarações do diretor de política monetária do Banco Central, Bruno Serra, como sinalização de redução dos juros. ” Destaque de capa do Valor Econômico.

📃 Editoriais do dia:

“Bolsonaro e a crise. País precisa mitigar efeito do choque econômico, que presidente parece ignorar.” Editorial da Folha.

“Incúria amazônica. Curvando-se ao chefe, ministro Salles corta asas do Ibama, e multas despencam.” Editorial da Folha.

“Crise pressiona pela aceleração das reformas. Turbulência que pode se equiparar à de 2008 força Bolsonaro a acabar com a letargia diante das mudanças.” Editorial do O Globo.

“Dia de pânico, exceto em Brasília. Quando o tsunami de pessimismo já se havia espalhado por todo o mundo, o ministro Guedes reafirmou que o Brasil acelera enquanto o mundo desacelera.” Editorial do Estadão.

“Acordo promissor para o País. Os governos do Brasil e dos Estados Unidos firmaram um acordo militar no domingo passado que pode ampliar o bilionário mercado americano para empresas brasileiras do setor bélico.” Editorial do Estadão.

“Desorientação. Sem que o governo apresente e defenda sua agenda para enfrentar a crise imediata, prevalece a falta de rumo.”. Editorial do Estadão.

Em pânico, investidores ampliam correção de ativos. Sem reformas e sem crescimento apreciável, o Brasil será um dos alvos passivos da destrutiva correção de rumos”. Editorial do Valor Econômico.

📈 Bolsa de Valores:

Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) fechou a segunda-feira, 09, em elevada baixa de -12,17%, a 86.067 pontos. O dólar terminou o dia em alta de 2,01%, a R$ 4,73.

⏳ Destaques históricos:

Mais informações sobre o dia de hoje na história, é só clicar.

💰 Destaques econômicos:

Para Onde Ir publica diariamente os DESTAQUES DA GRANDE MÍDIA NA ECONOMIA.

Um comentário em “Recessão mundial é ameaça com guerra do petróleo e vírus avançando

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.