Praia de Pitimbu: lagosta, peixe, mariscada, história e maré mansa

A Praia de Pitimbu, último município do Litoral Sul da Paraíba, é a beira-mar urbana da cidade, com boa estrutura de hotéis e pousadas.

Praia de PitimbuSérgio Botêlho – A Praia de Pitimbu, último município do Litoral Sul da Paraíba, é a beira-mar urbana da cidade. Por conta disso, repleta de bares e restaurantes ao dispor de quem resolve visitá-la. E, ainda, com boa estrutura de hotéis e pousadas.

A maior parte de seus frequentadores mais assíduos não chega apenas de João Pessoa e municípios paraibanos mais próximos. Mas, sobretudo de Goiana e da Grande Recife, em Pernambuco, que sempre se constituíram em fregueses fiéis de Pitimbu.

MEMÓRIAS PESSOENSES. Crônicas sobre figuras e fatos da João Pessoa das décadas de 50 e 60 do século XX. COMPRE AQUI

Eventos

Há 5 momentos especiais na vida de eventos da cidade, anualmente. A primeira, em janeiro, a Festa do Senhor do Bonfim, padroeiro da cidade, com larga programação religiosa e profana. Depois, o carnaval, entre os meses de fevereiro e março, a depender da mobilidade do evento nacional. Milhares de foliões enchem as ruas e as praias do município.

Praia do Holandês, em Lucena, e seus lençóis d’água na maré baixa. SAIBA MAIS CLICANDO AQUI

A terceira é a da festa da Padroeira de Acaú, Nossa Senhora de Fátima, também com intensa programação tanto religiosa quanto profana, a durar, comumente, três dias. Artistas locais e nacionais costumam animar a celebração, que acontece no mês de setembro.

As quarta e quinta dessas festas são realizadas no mês de dezembro. A primeira delas, tem como temática central a lagosta, uma das principais culturas de sobrevivência econômica da região. O frege é mais nas areias da Praia de Acaú. Contudo, nas vizinhanças da principal praia urbana da cidade. Enfim, em 22 de dezembro, tem a festa de aniversário do município, nova oportunidade de grande regozijo para naturais e convidados. 

MEMÓRIAS PESSOENSES. Crônicas sobre figuras e fatos da João Pessoa das décadas de 50 e 60 do século XX. COMPRE AQUI

A praia

A praia propriamente dita é uma beleza e acompanha o jeitão das demais do município. Águas tranquilas e mornas, com ondas mansas. A maré baixa alonga a areia em dezenas de metros, deixando piscininhas no caminho para a alegria da criançada.

Além do mais, à semelhança do que se verifica na maior parte do litoral paraibano, com a baixa da maré, arrecifes se põem a descoberto, um pouco mais para dentro do mar, permitindo banhos à maneira do Caribe, com ida possível por meio dos catamarãs.

Praia Azul: tanto é o mar e a areia batida nessa orla deslumbrante e calma. SAIBA MAIS

História

Entreetanto, Pitimbu é muito mais. A cidade tem longa história. Já foi chamada, por exemplo, de Porto dos Franceses, que ali comercializavam o pau-brasil, e, conta a lenda, que até deixaram um tesouro enterrado, que nunca mais vieram buscar.

A história de Pitimbu rendeu ao município alguns sítios dignos de serem visitados. São exemplos a Igreja de Nossa Senhora do Rosário dos Pretos e o Casarão do Barão de Abiaí. Destaque, também, para o artesanato local, incluindo o praticado pelas marisqueiras.

DÓLAR, VIAGENS AÉREAS, HISTÓRIA HOJE, BOLSA, ANIVERSÁRIOS MUNICIPAIS, APROVEITE E ASSINE O BLOG POR E-MAIL. ACESSE CLICANDO AQUI

Em resumo, Pitimbu é hoje, além das atividades relacionadas à pesca, uma reserva do turismo paraibano, que merece ser conhecida por quem chega à Paraíba ou mesmo a Pernambuco. Arrependimento, não terá!

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.