DF: Parque da Cidade fortalece respeito à diversidade

Parque da Cidade é considerado o local mais democrático do Distrito Federal. O espaço recebe 100 mil pessoas, em média, aos finais de semana

O Parque da Cidade é considerado o local mais democrático do Distrito Federal. O espaço recebe 100 mil pessoas, em média, aos finais de semana – gente de todas as localidades e idades. Não por acaso, foi um dos lugares escolhidos para abrigar obras de arte voltadas ao respeito às pessoas e suas opções sexuais e ainda para comemorar o Dia Internacional do Orgulho LGBTQIA+, celebrado em 28 de junho.

A intervenção artística faz parte do projeto Brasília Cidade-Orgulho e promove instalações em diversos pontos da cidade | Fotos: Joel Rodrigues/Agência Brasília

São três espaços contemplados com as intervenções: a calçada que liga o Estacionamento 13 à pista de caminhadas, a ponte elevada e o parquinho Ana Lídia. As cores do Orgulho LGBTQIA+ (amarelo, azul, laranja, verde, vermelho e roxo) estão colorindo 72 metros de comprimento da calçada, partindo do Estacionamento 13 até a pista de caminhadas. A pintura vai ficar permanentemente no caminho.

A ponte elevada ganhou dois portais, um em cada extremidade, em forma de arco-íris. A estrutura, com as cores do movimento LGBTQIA+, tem cerca de 3 metros de altura e 4 metros de largura. O parque infantil Ana Lídia, por sua vez, recebeu um jogo da amarelinha bem colorido também.

“Todas as tribos frequentam o Parque da Cidade. São todos bem-vindos. Esse é um espaço público seguro e onde o respeito à diversidade é primordial”, atesta o administrador do Parque da Cidade, Silvestre Rodrigues da Silva.

“Todas as tribos frequentam o Parque da Cidade. São todos bem-vindos”, explica o administrador do Parque da Cidade, Silvestre Rodrigues

Não ao preconceito

A intervenção artística no Parque da Cidade faz parte do projeto Brasília Cidade-Orgulho, que vai fazer diversas instalações na cidade. O objetivo é reforçar a mensagem de respeito e contra o preconceito à categoria LGBTQIA+.

As molduras com a frase “Eu me orgulho” têm 2,60m x 2,60m e estão instaladas na Esplanada dos Ministérios, Museu da República, Torre de TV e Ponte JK. As bordas ostentam as cores do Orgulho LGBTQIA+. O público poderá subir e entrar na moldura para se enquadrar com os pontos turísticos e, assim, fazer suas fotos.

Do portal Para Onde Ir com informações da Agência Brasília 

Related Posts
Passaporte de vacinação tende a ser exigência internacional em 2021
Cidades, casas de show, estádios, locais de aglomeração em geral podem exigir comprovante de vacinação contra Covid, no próximo ano Após o início da vacinação em diversos países do mundo, diversas ...
READ MORE
Foto: Divulgação (www.pontao.com.br)
Sérgio Botêlho - Para os brasilienses, simplesmente Pontão. Oficialmente, Pontão do Lago Sul. Trata-se de um feiticeiro espaço de lazer, entre os mais frequentados de Brasília, que abriga bares e ...
READ MORE
Passaporte de vacinação tende a ser exigência internacional
Pontão, em Brasília: espaço gastronômico e de lazer

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.