Museu de Arte Moderna de São Paulo completa 72 anos

Quando nasceu, em 15 de julho de 1948, o Museu de Arte Moderna de São Paulo (MAM) tinha acervo ainda reduzido. Mas, estava tudo lá, em exposição: Anita Malfatti, Bonadei, Chagall, Di Cavalcanti, Picasso, Kandinsky e Volpi, entre outros.

O esforço para criação do Museu foi centralizado na figura de Francisco Matarazzo Sobrinho (1898-1977). Mas também de sua mulher, a aristocrata paulista Yolanda Penteado, membro de família abastada, tradicional e ligada às artes. 

O mecenas ítalo-paulista, para criação do MAM, estabeleceu linha direta com Nelson Rockefeller. A saber, foi o magnata norte-americano quem doou o primeiro acervo de obras internacionais modernistas ao museu paulista.

A doação

Quem nos conta melhor sobre a relação é Carolina Rosseti de Toledo, dos quadros da Universidade de São Paulo (USP). De fato, em sua investigação científica “A doação Nelson Rockefeller de 1946 no Acervo do Museu de Arte Contemporânea da USP”.

Segundo relata, “em novembro de 1946, dois curadores do Museu de Arte Moderna de Nova York receberam uma missão extraordinária. A ordem vinha de cima, diretamente do gabinete do magnata Nelson A. Rockefeller, e exigia presteza. 

Eles deveriam partir em uma maratona de compras e reunir, num curto fim de semana, 14 obras de arte que seriam presenteadas ao Brasil poucos dias depois. O conjunto tinha como objetivo mostrar o que a arte moderna tinha de melhor e ser representativo da multiplicidade e amplitude do pioneirismo cultural americano.

A doação das obras seria um gesto de amizade e generosidade de Rockefeller. Também demonstraria o comprometimento dos Estados Unidos em promover uma aproximação política e cultural com o Brasil no imediato Pós-Guerra”. 

ACESSE OS SERVIÇOS OFERECIDOS PELO ‘PARA ONDE IR’, DÓLAR, VIAGENS AÉREAS, HISTÓRIA HOJE, BOLSA, ANIVERSÁRIOS MUNICIPAIS, E APROVEITE PARA ASSINAR O BLOG POR E-MAIL|

A doação firmava a parceria entre o Museu de Arte Moderna de Nova York, que Nelson Rockefeller dirigia, e o MAM paulista. Decerto, mais do que isso, com se observa no relato histórico de Carolina Rosseti, representava altos interesses dos EUA pelo Brasil, no pós-guerra.

Consolidação

Seja lá como for, o MAM-SP consolidou-se no cenário paulista não apenas como museu. Além disso, como polo irradiador de cultura e sede de eventos artísticos memoráveis da cidade de São Paulo.

O MAM-SP está localizado no seguinte endereço:

Museu de Arte Moderna de São Paulo

Av. Pedro Álvares Cabral, s/nº – Parque Ibirapuera

04094-000 – São Paulo/SP – Brasil

55 11 5085 1300

atendimento@mam.org.br

Leia mais sobre o Museu de Arte Moderna de São Paulo nos seguintes links:

https://www.sp-arte.com/editorial/de-olho-na-historia-mac-e-mam/

https://www.ifch.unicamp.br/eha/chaa/rhaa/downloads/Revista%2023%20-%20artigo%208.pdf

ENVIAR MENSAGEM

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.