Mantendo-se atualizado sobre o Museu da Língua Portuguesa

Uma boa notícia para o setor cultural e turístico, neste final de ano, envolve o famoso Museu da Língua Portuguesa. Embora haja sido destruído por um incêndio em 21 de dezembro de 2015, terminaram as obras de restauração do prédio.

Dessa forma, instalado na histórica Estação da Luz, em São Paulo, o museu brevemente será reaberto ao público. Contudo, essa reabertura apenas será possível no dia 25 de junho do próximo ano.

De acordo com o governo, após a restauração do prédio, e sua readequação, falta a importante montagem do acervo. Então, o Museu da Língua Portuguesa voltará a ser referência para o estudo do Português.

O Museu

O Museu da Língua Portuguesa aconteceu por iniciativa da Fundação Roberto Marinho e da Secretaria de Cultura do governo paulista. Nesse sentido, naquele ano de 2006, o desafio era expor uma língua viva e em constante processo de mudança.

Assim, o resultado teria de ser exatamente uma exposição de caráter multissensorial. O local escolhido, então, foi a Estação da Luz, prédio inaugurado em 1901. Como atrativo principal, a história e arrojada arquitetura, toda edificada com material inglês.

Seções

Ao entrar, o visitante se deparava com a Árvore da Língua, de Rafic Farah. Dessa maneira, era possível observar as raízes da língua portuguesa. Portanto, ali estava, a partir do tronco indo-europeu, a construção das palavras até a copa.

Havia, ainda, a Praça da Língua, com frases, trechos de romances, de poesias, canções, sonetos e contos. Dessa forma, os textos eram expostos pelo teto, pelas paredes e pelo chão, levando o visitante a experiências sensoriais incríveis.

No elevador, música de Arnaldo Antunes feita de “língua” e “palavra”. No primeiro andar, sempre uma exposição envolvendo a língua portuguesa. Inesperadamente, no segundo andar, um trem pelo qual o visitante passeava pela construção oral da língua.

Língua portuguesa por todos os cantos

Havia palavras cruzadas iluminadas e computadores a desvendar significados e significantes da língua. Isso tudo, a revelar as influências indígena, negra, inglesa, espanhol e de migrantes outros. Enfim, o Beco das Palavras, onde era possível movimentar, com as mãos, sílabas projetadas no ar e na mesa.

Tudo isso estará sendo, a partir de agora, remontado, após a conclusão dos trabalhos de restauração. De tal forma que possa o Museu estar novamente à disposição do público, com toda a sua atratividade e poder educacional.

Fontes

https://noticias.r7.com/prisma/andre-azeredo/museu-da-lingua-portuguesa-sera-reaberto-em-2020-20122019

http://agenciabrasil.ebc.com.br/geral/noticia/2019-12/obras-do-museu-da-lingua-portuguesa-sao-terminadas

http://museudalinguaportuguesa.org.br/?gclid=EAIaIQobChMIh8bB8LvG5gIVyYGRCh3m1wZ6EAAYASAAEgJZy_D_BwE

https://novaescola.org.br/conteudo/2553/museu-da-lingua-portuguesa?gclid=EAIaIQobChMIh8bB8LvG5gIVyYGRCh3m1wZ6EAAYAiAAEgIHivD_BwE

https://www.vivadecora.com.br/pro/arquitetura/estacao-da-luz/

Memória

Assim, o Museu da Língua Portuguesa, de São Paulo, passa a fazer parte das Memórias do Para Onde Ir.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.