587 mil novos empregos foram criados por micro e pequenas empresas

Os números movimentados pelas micro e pequenas empresas representam 70% do total de empregos gerados no período

Entre janeiro e março deste ano, as micro e pequenas empresas criaram 587 mil novos postos de trabalho com carteira assinada no Brasil. Esse número representa 70% do total de empregos gerados no período. Por outro lado, as médias e grandes empresas (MGE) foram responsáveis por 190 mil ocupações formais. As MPE criam três novos postos de trabalho a cada um gerado pelas MGE, conforme levantamento feito pelo Sebrae com base nos dados do Caged do Ministério da Economia.

Na visão do presidente do Sebrae, Carlos Melles, os resultados positivos do 1º trimestre de 2021 refletem claramente a importância dos pequenos negócios na economia brasileira e o potencial para retomada do crescimento. “A receita das MPE para combater a crise causada pela pandemia é a geração de empregos. Quando comparamos com o 1º trimestre de 2020, os dados do Caged apontam que a evolução dos empregos gerados teve aumento de 400%. São números extremamente representativos da força dos pequenos negócios” destacou.

O setor de serviços foi o que mais criou vagas entre as micro e pequenas empresas entre janeiro e março deste ano, com 224,3 mil novos empregos formais. As cinco atividades que apresentaram maior saldo líquido na geração de emprego foram transporte rodoviário de carga, serviços de escritório e apoio administrativo, locação de mão de obra temporária, serviços de engenharia e serviços para apoio a edifícios. Em 2º lugar na geração de novas vagas ficou o setor da Indústria, com 152,8 mil postos de trabalho, seguido do Comércio, com 105,1 mil, depois a Construção Civil, com 75,3 mil e por último, a Agropecuária, com 23,9 mil.

Recorte estadual

Os estados brasileiros que proporcionalmente mais contrataram graças aos pequenos negócios foram Mato Grosso, que lidera com 56,1 novos postos de trabalho a cada 1.000 já existentes; seguido do Rio Grande do Norte, com 49,7 e Santa Catarina, com 48,9. No outro extremo, o Amazonas teve saldos negativos em janeiro e fevereiro, mas recuperou em março. Mesmo assim, o estado continuou com 3,3 novos empregos gerados a cada 1.000 já existentes. Em números absolutos, o estado de São Paulo lidera com 135 mil novas vagas no 1º trimestre deste ano.

Da Redação do Para Onde Ir com informações do Sebrae 

Related Posts
Curitiba tem o 4º melhor aeroporto do mundo, onde o de Campinas é o 10º, e o de Recife, o 11º
Segundo matéria divulgada nesta quinta-feira, 09, pela Agência Estado, o Brasil é o único país no mundo a ter dois aeroportos classificados entre os 10 melhores do mundo, sendo que ...
READ MORE
Polo de Tecnologia da UFPB promete criar milhares de empregos
Com o apoio da Universidade Federal da Paraíba (UFPB), o Polo de Tecnologia Extremo Oriental das Américas (Extremotec) foi criado, em João Pessoa, no final do ano passado. A iniciativa ...
READ MORE
Photo by Andrea Piacquadio on Pexels.com
Cooperativismo de crédito tem crescido no país acima do restante do Sistema Financeiro Nacional (SFN) O cooperativismo de crédito tem crescido no país acima do restante do Sistema Financeiro Nacional (SFN), ...
READ MORE
Photo by Gary  Barnes on Pexels.com
Estimativa sobre movimento no Dia dos Namorados é da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC)  O Dia dos Namorados deve movimentar R$ 1,8 bilhão em vendas no ...
READ MORE
Crédito não chega a empresas e Wellington Fagundes reclama
Presidente da Frenlogi e do Bloco Vanguarda, o senador critica bancos, governo e defende isolamentoCrédito não chega a empresas. “Não estão sendo parceiros. O sistema bancário é forte e organizado. ...
READ MORE
Em apoio ao acordo União Europeia-Mercosul, CNI lança cartilha
Cartilha da CNI em apoio ao acordo União Europeia-Mercosul tem dois blocos: o primeiro, com regras, o segundo com o tema ambiental e trabalhista A Confederação Nacional da Indústria (CNI) lançou ...
READ MORE
IBGE: setor de serviços da Paraíba mantém crescimento
Pesquisa Mensal de Serviços (PMS) do IBGE mostra que em julho o setor de serviços da Paraíba cresceu 0,8% sobre junho Apontando retomada, o setor de serviços manteve crescimento pelo terceiro ...
READ MORE
destinos mais procurados do país: Nordeste forma maioria
E TEM MAIS: Brasília iluminada; alerta médico aos jovens; deputado quer inelegibilidade a quem atentar contra Estado de Direito. *ECONOMIA DO TURISMO*, Ano II, Nº 10, de 01.01.2021 🖋 Edição: _Sérgio Botêlho_  Cidades ...
READ MORE
Como retomar o turismo? Crédito da foto: Canva
A fim de encontrar saídas tecnológicas para responder a questão de como retomar o turismo, está aberta competição internacional. Para isso estão unidas a Organização Mundial do Turismo (OMT), o ...
READ MORE
Natura vai comprar Avon e ações da empresa brasileira sobem
A notícia dada pelo Financial Times, jornal inglês diário einternacional, de que a nacional Natura vai comprar a Avon, empresanorte-americana, fez com que as ações da empresa brasileira subissem.O valor ...
READ MORE
Curitiba tem o 4º melhor aeroporto do mundo,
Polo de Tecnologia da UFPB promete criar milhares
Cresce o cooperativismo de crédito no Brasil, segundo
R$ 1,8 bilhão deve ser o movimento do
Crédito não chega a empresas e Wellington Fagundes
Em apoio ao acordo União Europeia-Mercosul, CNI lança
IBGE: setor de serviços da Paraíba mantém crescimento
destinos mais procurados do país: Nordeste forma maioria
Como retomar o turismo? Competição busca respostas; inscrições
Natura vai comprar Avon e ações da empresa

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.