Feira Rural do Sudoeste, em Brasília: neste sábado, 28, tem

Moradores do Sudoeste, Octogonal, Cruzeiro e região contam agora com a boa opção da Feira Rural do Sudoeste

Os moradores do Sudoeste, Octogonal, Cruzeiro e região contam agora com uma boa opção para adquirirem produtos orgânicos frescos, vindos diretamente do campo. Aos sábados, a recém-criada Feira Rural do Sudoeste traz uma boa oferta de insumos para quem quiser adquiri-los nas tendas montadas em frente ao Parque Bosque (SQSW 301/302), de 8h às 13h30.

Frutas, verduras, temperos, leite, café, cervejas artesanais e tantos outros podem ser comprados junto a pequenos produtores que ocupam um espaço aberto e debaixo da sombra das árvores. Atenta aos produtos, a administradora Jarlene de Assis, de 60 anos, abasteceu sua sacola com berinjela, rúcula e abobrinha frescas, trazidas diretamente das regiões rurais do DF.

Jarlene, que mora há 27 anos no bairro, aprovou a iniciativa. “Um local muito agradável, sombra boa, produtos orgânicos e frescos num lugar aberto. Espero que a feira cresça, ela humaniza o bairro, nós não tínhamos isso aqui”, observa.

A feira também surpreende quem vende os produtos, como o tecnólogo Robson de Jesus, de 55 anos. De origem indígena, o maranhense de Barra do Corda espera que os moradores passem a frequentá-la cada vez mais, uma vez que a feira está em sua segunda semana de funcionamento. “A iniciativa é ótima. Facilita muito para os moradores daqui, que podem comprar produtos de qualidade e levá-los à mesa. Eu só como produtos orgânicos e sei que eles fazem diferença para manter a saúde em dia. Os produtos sem agrotóxico trazem outra qualidade”, afirma.

Só neste ano, cinco novos pontos como a Feira do Sudoeste foram criados: as feiras rurais do Produtor de Vargem Bonita, do Condomínio Alto da Boa Vista (região administrativa de Sobradinho), do Parque da Cidade, do Núcleo Rural Barreiros e a do Sudoeste.

Administradora do Sudoeste/Octogonal, Tereza Lamb, conta que a ideia da feira nasceu a partir de uma conversa com uma prefeita de quadra. Após meses de conversa e apoio da Emater e da Secretaria de Agricultura, nasceu a Feira Rural do Sudoeste.

“Essa feira a gente nunca teve e é para abraçar o produtor rural, aquele que não consegue chegar no mercado, no Ceasa. É importante incentivá-los porque daqui a pouco pode ser que não existam mais os pequenos produtores rurais. Hoje nós temos 180 produtores envolvidos aqui”, explica.

A Feira Rural do Sudoeste oferece produtos de integrantes da Cooperativa de Produção e Comercialização Agroecológica Carajás (CooperCarajas), da Associação dos Produtores Agroecológicos (AGE), da Associação dos Produtores Agroecológicos do Alto São Bartolomeu (Aprospera), da AgroOrgânica e da Central dos Cerrados.

Varjão

Outra iniciativa que nasceu recentemente é a Feira Livre do Varjão. Ela é semelhante à Feira Rural do Sudoeste, mas abraça outros tipos de produtos. Realizada todos os domingos na entrada da cidade, das 7h às 14h, a feira conta com produtos orgânicos, mas também a venda de roupas, material para celular, produtos de beleza, entre outros.

“O domingo é uma boa oportunidade para os feirantes empreender, já que é quando boa parte do comércio está fechado. Nós temos uma feira diversificada e que tem atraído moradores não só do Varjão, mas também do Lago Norte, dos condomínios da região e do Taquari”, aponta o administrador Lúcio Rogério. Segundo o administrador, a feira tem seguido os protocolos de segurança, com aferição de temperatura e, além disso, ofertado cursos para os feirantes. “Tivemos reuniões sobre empreendedorismo com o Sebrae para levar conhecimento aos feirantes”, acrescenta.

Feira do Parque

Também realizada aos domingos, a Feira Rural no Parque chega para sua segunda edição. Ela é formada por produtores rurais e ocorre das 8h às 14h, na Praça Jatobá, no estacionamento 13 do Parque da Cidade Sarah Kubitschek, próximo à administração.

No local, cerca de 30 bancas vão vender frutas e verduras, artesanatos, bolos, biscoitos, geleias, mel, cogumelos, doces, pimentas, plantas ornamentais e uma variedade de outros produtos produzidos e processados no Distrito Federal. Também será possível comprar alimentos para o café da manhã e almoço. Segundo a Emater, há no DF, atualmente, cerca de 60 feiras rurais.

Funcionamento das novas feiras rurais do DF

Feira Rural no Parque

Domingos, das 8h às 14, na Praça Jatobá / Estacionamento 13 do Parque da Cidade (próximo à administração do parque)

Feira Rural no Sudoeste

Sábados, das 8h às 13h30, na SQSW 301/302, em frente ao Parque Bosque do Sudoeste

Feira Rural no CABV (Sobradinho)

Terças-feiras, das 17h às 21h, na área multiúso do Condomínio Alto da Boa Vista, em Sobradinho

Feira Rural do Produtor da Vargem Bonita

Sábados, das 7h às 15h, em frente ao comércio local, ao lado da quadra de futebol.

Feira Rural de Multiprodutos do Barreiros

Sextas-feiras, das 16h às 21h, na DF-140, Km 11, Núcleo Rural Barreiros.

Edição do Para Onde ir: Sérgio Botêlho, com informações da Agência Brasília 

Related Posts
Cabaceiras, no semiárido nordestino, é coisa de cinema!
Sérgio Botêlho - Cabaceiras, conhecida como a ‘roliúde’ nordestina, já foi cenário de filmes, novelas e séries de TV, e continua encantadora. O semiárido nordestino é uma das regiões mais secas ...
READ MORE
Senado autoriza US$ 126,9 milhões do BID para governo da Paraíba
A Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) autorizou nesta terça-feira (20) operações de crédito externo do governo da Paraíba com o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e com o Banco Mundial. ...
READ MORE
destinos mais procurados do país: Nordeste forma maioria
E TEM MAIS: Brasília iluminada; alerta médico aos jovens; deputado quer inelegibilidade a quem atentar contra Estado de Direito. *ECONOMIA DO TURISMO*, Ano II, Nº 10, de 01.01.2021 🖋 Edição: _Sérgio Botêlho_  Cidades ...
READ MORE
Crédito: Canva
Este ano, o carnaval será diferente. Por conta da pandemia da covid-19, as festas típicas das datas foram canceladas pela necessidade de distanciamento social. Sendo assim, a recomendação da Fecomércio ...
READ MORE
Crédito da foto: Canva
A Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) caiu fortemente no pregão desta quarta-feira, 28. O percentual de queda foi na ordem de -4,25%, descendo de um altura de 100 ...
READ MORE
CNM inicia inscrições para Marcha dos Municípios
O mais importante evento do ano do movimento municipalista já está com as inscrições abertas no site da Confederação Nacional de Municípios (CNM). A entidade orienta prefeitos, secretários, vereadores e ...
READ MORE
Feiras Rurais de Brasília: opção para consumo e para o turismo
Além de comprar produtos do dia a dia, nas Feiras Rurais de Brasília os visitantes aproveitam para turistar pela capital federal Hortaliças, frutas, legumes, doces, bolos, geleias, cogumelos, plantas ornamentais, artesanato ...
READ MORE
Crédito da foto: Canva
PIB de 2019. Apesar da Reforma da Previdência e de outras medidas específicas em favor da economia, ano passado, o Produto Interno Bruto do Brasil (PIB) cresceu apenas 1,1% em ...
READ MORE
Senado aprova parcelamento de dívidas de micros e pequenas empresas
Normas aprovadas preveem parcelamento de dívidas de micros e pequenas empresas em até 15 anos Por 68 votos favoráveis e nenhum contrário, os senadores aprovaram, na última quinta-feira (5), substitutivo do ...
READ MORE
Mão de milho vendida a partir de R$ 25, em João Pessoa
Feira Móvel do Produtor vende a mão de milho a partir de R$ 25, a partir desta sexta; veja horários e locais A Feira Móvel do Produtor, além de contar com ...
READ MORE
Cabaceiras, no semiárido nordestino, é coisa de cinema!
Senado autoriza US$ 126,9 milhões do BID para
destinos mais procurados do país: Nordeste forma maioria
Fecomércio-PB recomenda que comércio paraibano funcione normalmente no
Ibovespa cai de tal forma que perde tudo
Marcha dos municípios: CNM dá início às inscrições
Feiras Rurais de Brasília: opção para consumo e
PIB de 2019, no Brasil, cresceu abaixo de
Senado aprova parcelamento de dívidas de micros e
Mão de milho vendida a partir de R$

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.