Pombal mantém tradição afro-brasileira secular na Festa do Rosário

Festa do Rosário, em Pombal, garante tradição mais do que secular das irmandades dos pretos, de todo o Brasil

Festa do Rosário, em Pombal, garante tradição secular das irmandades dos pretos, de todo o Brasil

Festa do Rosário em Pombal
Festa do Rosário, em Pombal. Foto: Iphan

Inicialmente difundida na África, pelos portugueses, com o objetivo de cristianizar o continente, Nossa Senhora do Rosário evoluiu ao status de forte protetora dos escravos, no Brasil Colônia, e símbolo de resistência cultural.

DÓLAR, VIAGENS AÉREAS, HISTÓRIA HOJE, BOLSA, ANIVERSÁRIOS MUNICIPAIS, APROVEITE E ASSINE O BLOG POR E-MAIL. ACESSE CLICANDO AQUI

Em lenda disseminada no país, a imagem de Nossa Senhora do Rosário, que pairava sobre as ondas do Atlântico, não obedeceu aos chamamentos nem dos índios nem dos marinheiros brancos. Apenas os negros escravos foram capazes de fazer a santa vir à terra.

A partir da história, que dominou o imaginário dos escravos, no país, foram construídas igrejas a Nossa Senhora do Rosário, onde os pretos são os grandes protagonistas, desde a construção até a liturgia, funcionando como apanágio aos cruéis sofrimentos da escravidão.

Dessa forma, os festejos em homenagem a Nossa Senhora do Rosário, sempre sincretizados com cânticos de umbanda e candomblé, incluindo dialetos africanos, se espalharam e ainda hoje existem pelo Brasil.

São, mais do que tudo, expressões da própria cultura negra, conduzidas por irmandades de pretos que evoluíram de um espaço original de resignação cristã para ambientes de enfrentamento político com os senhores, e de assistência às populações afro-brasileiras.

Pontões, Reisado e Congo são algumas dessas expressões genuínas de reconhecimento da ancestralidade africana, pelos participantes, sob a orientação das antigas irmandades dos homens pretos.

Pombal

Seguindo essa tradição, a cidade de Pombal, no Alto Sertão paraibano, festeja, anualmente, a Nossa Senhora do Rosário, com direito à procissão com simbologia e ritual semelhante ao que existe em todo o país.

Geralmente realizada entre o final de setembro e início de outubro, a Festa do Rosário é uma das efemérides religiosas mais importantes da Paraíba, atraindo milhares de fiéis a Pombal.

Na festa, têm lugar de honra os Pontões, o Reisado e o Congo, em desfile pelas ruas da cidade, onde são tratados como os verdadeiros protagonistas da festa. A Procissão do Rosário, de Pombal, faz parte do Calendário Turístico e Cultural do Estado da Paraíba.

Fontes:

Irmandade dos Negros – Devoção a Nossa Senhora do Rosário

https://www.brasildefatopb.com.br/2019/11/04/artigo-or-irmandades-de-negros-devocao-a-nossa-senhora-do-rosario-e-a-ancestralidade

Sob os holofotes do patrimônio: entre histórias, identidades e políticas na Festa

do Rosário de Pombal/PB – Dissertação de Mestrado – Suelen de Andrade Silva

Quando éramos reis – A Festa do Rosário do Serro, em Minas Gerais, é uma tradição criada pelos escravos há 300 anos. 

Vídeos:

Festa do Rosário de Pombal. Documentário Jurandi Moura 1967- Jerdivan Nobrega de Araujo

Festa do Rosário de Pombal – Vidarretada

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.