Expectativa de vida na América Latina varia em até 14 anos

Tem expectativa de vida, e mais: Bolsa e dólar; tese investiga o que é uma obra de arte feia

🖋 Edição: _Sérgio Botêlho_

*ECONOMIA DO TURISMO*, Ano II, Nº 183 de 22.06.2021

 

Expectativa de vida na América Latina varia em até 14 anos

Nova pesquisa do projeto Saúde Urbana na América Latina (Salurbal), publicada na Revista Nature, identificou uma grande variação na expectativa de vida e de mortalidade entre 363 cidades da região, incluindo Belo Horizonte. “Encontramos enorme heterogeneidade entre países e entre as regiões do mesmo país. Se considerarmos a expectativa de vida, por exemplo, houve variabilidade, tanto para homens quanto para mulheres, de até oito anos dentro de um mesmo país e de até 14 anos entre países”, afirma a professora Amélia Augusta de Lima Friche, coautora do artigo e pesquisadora do Salurbal.

Expectativa de vida II

“Isso significa que a expectativa de vida pode variar muito dependendo de onde se vive. Encontramos, na América Latina, expectativas de vida muito semelhantes às de países ricos e outras muito próximas às de países pobres ou em guerra”, acrescenta a professora.

Matéria sobre o estudo foi publicada no Portal da Faculdade de Medicina.

Tese investiga o que é uma obra de arte feia

Você já sentiu prazer ao deparar com uma obra de arte considerada feia, desagradável, capaz até de fazer despertar asco? A experiência estética do feio, ou seja, a forma como ele nos afeta, provocando sentimentos como prazer, comoção ou indiferença, é tema de tese de doutorado defendida no Programa de Pós-graduação em Filosofia da UFMG. 

Obra de arte feia II

Arquiteta de formação, a autora do trabalho, Sulamita Fonseca Lino, sempre considerou o feio intrigante e decidiu se dedicar ao tema quando percebeu que os estudos acadêmicos dispensam mais atenção ao que é belo do que ao desagradável.

Obra de arte feia III

Um dos primeiros passos da pesquisa foi estudar autores que escreveram sobre o feio na filosofia, como o grego Aristóteles, os alemães Karl Rosenkranz e Theodor Adorno e o irlândes Edmund Burke. A pesquisadora também buscou obras de artistas que pudessem servir de referência para o trabalho. Entre os que ela investiga estão Peter Paul Rubens, Paul Cézanne, Frida Kahlo e Barnett Newman. Saiba mais sobre a pesquisa no novo episódio do programa Aqui tem ciência, da Rádio UFMG Educativa. 

Bolsa de Valores

Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) fechou a segunda-feira, 21, em alta de 0,67%, a 129.265 pontos. O dólar terminou o dia em baixa de -0,93%, a R$ 5,02.

⏳ Destaques:

Leia: Destaques da Grande Mídia Impressa.
Notícias sobre Economia do Turismo

You may also like

Leave a Reply