Estação Ciência, assinada por Niemeyer, na Paraíba, é referência turística

Na Ponta do Cabo Branco, a Estação Ciência se destaca em cenário paradisíaco que emoldura o litoral de João Pessoa, a capital paraibana

618views

Na Ponta do Cabo Branco, a Estação Ciência se destaca em cenário paradisíaco que emoldura o litoral de João Pessoa

Uma das últimas obras de Oscar Niemeyer é a Estação Cabo Branco – Ciência, Cultura e Arte, na Ponta do Cabo Branco, em João Pessoa. O complexo possui mais de 8.500m² de área construída, com a missão de levar cultura, arte, ciência e tecnologia à população de forma gratuita. Inaugurado em 03 de julho de 2008, a Estação Cabo Branco recebeu esse nome por meio de votação popular.

Segundo o site da Prefeitura de João Pessoa, é composto por um conjunto cinco edifícios. Entre eles uma torre espelhada erguida em forma octogonal, com 43 metros de distância entre lados opostos e apoiada sobre uma parede cilíndrica com 15 metros de diâmetro. É a principal edificação entre as cinco que compõem o complexo:

Torre
Dotada de dois pavimentos, está situada em um espelho d’água. Nela encontram-se exposições permanentes e temporárias, salas audiovisuais, café e restaurante. Do terraço panorâmico o visitante desfruta de uma visão em 360º, podendo ver em seu entorno a Ponta do Seixas, extremo oriental do continente americano e o Farol do Cabo Branco, além de grande parte da faixa litorênea que banha a cidade.

Auditório
Abriga confortavelmente 500 pessoas. Conta ainda com duas salas com 200 lugares para a realização de eventos e um conjunto de salas especiais para a formação artístico-cultural dos alunos da rede pública.

Anfiteatro
Inteiramente integrado a paisagem, foi projetado para abrigar 300 pessoas.

Loja e lanchonete
Espaço de apoio aos visitantes, com loja de souvenir e lanches.

Bloco Administrativo
Abriga a área administrativa do complexo e situa-se na parte posterior do mesmo.

Estacionamento
Tem capacidade para quase 200 veículos, incluindo ônibus.

 

 

 

You may also like

Comente