CNI alerta governo sobre adesão a acordo sobre compras com a OMC

Tem compras com a OMC, e mais: Bolsa e dólar; licor baiano incrementa festas de São João, no estado, apesar da pandemia

🖋 Edição: _Sérgio Botêlho_

*TRANSVERSAIS DO TURISMO*, Ano II, Nº 177 de 16.06.2021

 

CNI alerta governo sobre adesão a acordo sobre compras com a OMC

A Confederação Nacional da Indústria (CNI) avalia que o governo brasileiro precisa ter cautela na negociação para a adesão ao Acordo de Compras Governamentais (ACG) da Organização Mundial do Comércio (OMC). Estudo da confederação, em conjunto com 12 entidades industriais, mostra que, embora possa trazer oportunidades em acesso a mercados, o acordo apresenta também uma série de riscos que precisam ser observados com atenção pelo governo.

Compras com a OMC II

Esses riscos envolvem desde a falta de contrapartida no acesso ao mercado de outros países até a criação de um cenário de competição não isonômica de empresas estrangeiras dentro do próprio Brasil.

Compras com a OMC III

O estudo aponta, por exemplo, que não há clareza sobre os benefícios de acesso a terceiros mercados. Por meio das cláusulas do acordo, nem sempre é possível entender o que está ou não coberto por ele em cada país. Também há inúmeras barreiras regulatórias que não serão removidas pelos países desenvolvidos nesse acordo, o que pode manter, na prática, obstáculos aos exportadores brasileiros. Matéria completa no Portal da CNI.  

Licor baiano incrementa festas de São João, no estado, apesar da pandemia

Chegou o mês de junho e com ele o São João, a maior festa da agricultura familiar. Pela Bahia, a produção e comercialização da bebida junina típica, saborosa e mais querida desta época, o licor, está em pleno vapor, com os mais variados sabores. No Território Sisal, em Monte Santo, a Associação Tapera, vinculada à Cooperativa Regional de Agricultores Familiares e Extrativistas da Economia Popular e Solidária (Coopersabor) tem licores nos sabores jenipapo, umbu, licuri, cajá, amendoim, maracujá do mato, maracujá, abacaxi e maracujá cremoso. 

Licor baiano II

Cleonice Costa, agricultora e uma das produtoras de licor da Associação Tapera, conta que, apesar da pandemia, a expectativa este ano é de aumentar as vendas: “Estamos otimistas. No ano passado, chegamos a produzir 900 litros e, este ano, a gente tá na expectativa de comercializar, aproximadamente, 2 mil litros de licor. Um licor que a gente produz aqui, com frutos nativos da região e, principalmente, da comunidade. Foi essa produção variada que despertou a gente para produzir licor”. Matéria completa na Agência Bahia de Notícias.

Bolsa de Valores

Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) fechou a terça-feira, 15, em baixa de -0,09%, a 130.091 pontos. O dólar terminou o dia em baixa de -0,47%, a R$ 5,04.

⏳ Destaques:

Leia: Destaques da Grande Mídia Impressa.
Notícias sobre Economia do Turismo
Related Posts
Photo by Leon Macapagal on Pexels.com
Tem coronavírus em esgotos, e mais: Bolsa e dólar; investimentos em robótica incrementa educação no Distrito Federal 🖋 Edição: _Sérgio Botêlho_ *ECONOMIA DO TURISMO*, Ano II, Nº 165 de 04.06.2021 Carga viral do ...
READ MORE
Pandemia derruba taxa de empreendedorismo brasileiro
Tem empreendedorismo brasileiro e mais: Bolsa e dólar; 𝒇𝒖𝒏𝒈𝒐 𝒏𝒂𝒕𝒊𝒗𝒐 𝒅𝒐 𝑪𝒆𝒓𝒓𝒂𝒅𝒐 𝒑𝒐𝒅𝒆 𝒂𝒋𝒖𝒅𝒂𝒓 𝒔𝒆𝒕𝒐𝒓 𝒔𝒖𝒄𝒓𝒐𝒆𝒏𝒆𝒓𝒈é𝒕𝒊𝒄𝒐 🖋 Edição: _Sérgio Botêlho_ *ECONOMIA DO TURISMO*, Ano II, Nº 180 de 19.06.2021   Pandemia derruba taxa de ...
READ MORE
Dia da Terra: “Estamos no limite”, diz o papa Francisco
Afora Dia da Terra, leia: dólar e Bolsa; efeito estufa baixo da indústria no Brasil; Huawei faz parceria com Educação baiana 🖋 Edição: _Sérgio Botêlho_ *ECONOMIA DO TURISMO*, Ano II, Nº 123 ...
READ MORE
Crédito: reprodução
Tem controvérsias ambientais, e mais: Bolsa e dólar; Concessão de aeroportos vão gerar R$ 36 bilhões até 2056 🖋 Edição: _Sérgio Botêlho_ *ECONOMIA DO TURISMO*, Ano II, Nº 164 de 03.06.2021 Ministra suspende ...
READ MORE
Crédito da foto: Acnur/Lucas Novaes
Além de Covid na Páscoa, leia: dólar e Bolsa; restrições na Câmara; Mercosul em debate no Senado; Museu do Recôncavo restaura mobiliário 🖋 Edição: _Sérgio Botêlho_ *ECONOMIA DO TURISMO*, Ano II, Nº ...
READ MORE
Photo by Tim  Samuel on Pexels.com
Tem teses de inclusão digital, e mais: Bolsa e dólar; Fapesp analisa projetos de investimentos em mulheres inovadoras 🖋 Edição: _Sérgio Botêlho_ *ECONOMIA DO TURISMO*, Ano II, Nº 163 de 02.06.2021 Câmara debate ...
READ MORE
CCJ da Câmara aprova venda direta de etanol a postos
Tem venda direta de etanol, e mais: Bolsa e dólar; R$4,25 milhões serão investidos em gestão ambiental na BA; DF mapeia ameaças socioambientais 🖋 Edição: _Sérgio Botêlho_ *ECONOMIA DO TURISMO*, Ano II, ...
READ MORE
Argentina pode fechar fronteiras com o Brasil
E MAIS: Palmeiras estreia no Mundial de Clubes. Presidente do Congresso quer prorrogação do auxílio emergencial. Presidente do Congresso quer prorrogação do auxílio emergencial. Jogos Olímpicos de Inverno promove cidade, ...
READ MORE
Crédito da foto: Canva
Além de era pós-covid, leia: dólar e Bolsa; Cartel de Combustíveis; Linha Amarela; máscara é arma poderosa contra o vírus; leilão de aeroportos 🖋 Edição: _Sérgio Botêlho_ *ECONOMIA DO TURISMO*, Ano II, ...
READ MORE
Famílias endividadas no país chegam a 67,3% do total, em março 
Além de famílias endividadas, leia: dólar e Bolsa; selo turísticos internacionais; concessão de rodovias no Rio; usinas de oxigênio no DF  🖋 Edição: _Sérgio Botêlho_ *ECONOMIA DO TURISMO*, Ano II, Nº 101 ...
READ MORE
Carga viral do novo coronavírus em esgotos diminui,
Pandemia derruba taxa de empreendedorismo brasileiro
Dia da Terra: “Estamos no limite”, diz o
Ministra suspende controvérsias ambientais em Onça Puma
ONU alerta Brasil sobre reforço da prevenção à
Câmara debate em comissão teses de inclusão digital
CCJ da Câmara aprova venda direta de etanol
Argentina pode fechar fronteiras com o Brasil
Nova era pós-covid exigirá políticas públicas globais de
Famílias endividadas no país chegam a 67,3% do

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.