Capital Nacional do Chocolate Artesanal é Gramado

A cidade de Gramado, no Rio Grande do Sul, vai ganhar o título de Capital Nacional do Chocolate Artesanal. Assim, porque o Senado aprovou nesta terça-feira (11) o Projeto de Lei (PL) 4.675/2019, que concede o título ao município gaúcho. A proposta segue para sanção presidencial.

Localizado na Serra Gaúcha, na Região das Hortênsias, o município de Gramado recebe, anualmente, mais de seis milhões de visitantes. Dessa forma, o movimento é responsável pela geração de 90% das receitas do município.

O chocolate artesanal é um dos principais atrativos do turismo na região. Todavia, as belezas naturais e das manifestações culturais remanescentes da cultura de imigrantes alemães e italianos fazem a sua parte.

Hoje, a cidade conta com 19 fábricas que, sob a tutela de chefs chocolatiers, elaboram chocolates finos das mais diversas variedades, qualidades e preços. O pioneiro neste setor foi Jaime Prawer.

Table of Contents

Prawer

O empresário inaugurou a primeira loja de chocolates Prawer em 1976, ano da 4ª Edição do Festival de Cinema Brasileiro de Gramado. Assim, o evento proporcionou mídia espontânea ao empreendimento.

“Essa é uma daquelas agradáveis e doces matérias, em que não se precisa de muito argumento. Quem vai a Gramado inevitavelmente compra chocolate artesanal. A cidade se caracterizou há anos pela produção de chocolate”. O comentário é do senador Lasier Martins (Podemos-RS), que deu parecer favorável à medida na Comissão de Educação (CE).

O senador Luis Carlos Heinze (PP-RS) destacou que a cidade é um grande polo de desenvolvimento da região e agradeceu a homenagem ao município gaúcho.

Gramado

Gramado é uma cidade marcada pelas colonizações alemã, italiana e portuguesa. O resultado da colonização está marcado pelos traços culturais presentes na hospitalidade, beleza. Tudo isso acabou transformando a vila construída por volta de 1875 na acolhedora cidade de nossos dias.

A ‘Suíça Brasileira’, assim chamada por seu clima temperado, arquitetura típica e manifestações culturais, tem no turismo a base da economia. Dessa maneira, é considerada o segundo destino turístico no País.

A indústria, marcadamente a partir dos anos 50, criou ciclos de riqueza nas áreas do calçado, mobiliário, malhas e confecções. E, especialmente, pelo delicioso chocolate caseiro que, acompanhado da gastronomia e serviços hoteleiros, encantam os visitantes e orgulha seu povo.

Fontes: Agência Senado e Prefeitura de Gramado

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.