Brasília: patrimônio cultural do mundo inteiro há 32 anos

A transferência da capital do Brasil ao interior era projeto de Estado ainda à época do país como colônia portuguesa. O objetivo tinha a ver com segurança e, também, com o desenvolvimento do interior.

No entanto, somente a partir de 1891, no Brasil República, é que essa transferência passou a ser preceito constitucional. E o local escolhido, foi, já naquele momento, o sítio onde hoje está localizada Brasília, no Planalto Central do Brasil.

Juscelino

Contudo, somente em 1956, após a ascensão do mineiro Juscelino Kubitschek à Presidência da República, é que o projeto andou. Foi nesse ano que o novo presidente abriu concurso para o projeto de construção da nova capital.

Para resumir a história, venceu o projeto do arquiteto Lúcio Costa, que previa uma cidade horizontal. Brasília teria a forma de um avião, onde o eixo central, chamado de monumental, comportaria a gestão pública. Enquanto que no outro eixo, estaria o setor residencial.

Equipe

Para a equipe que iria construir Brasília Lúcio Costa convidou dois pesos pesados da arquitetura nacional, de então. Para bolar as construções, Oscar Niemeyer, e para o paisagismo, Burle Marx.

A partir daí, rapidamente Brasília começou a ser edificada. Dessa forma, a nova capital do país estaria sendo inaugurada, em 1960, com menos de 4 anos de construção. E o Rio de Janeiro deixava de ser a capital do país, após quase 300 anos.

Plano piloto

Segundo o decreto 10 829/87, os limites do Plano Piloto são definidos pelo lago Paranoá, a leste; pelo córrego Vicente Pires, ao sul; pela Estrada Parque Indústria e Abastecimento (EPIA), ao oeste; e pelo córrego Bananal, ao norte. Dessa forma, abrange áreas das regiões administrativas do Cruzeiro, do Sudoeste/Octogonal e da Candangolândia.

A região administrativa do Plano Piloto, denominada de “Região Administrativa I”, já recebeu o nome de “Brasília” entre 1960 e 1989, quando passou a se chamar “Plano Piloto”. Voltou a ser denominada “Brasília” de 1990 até 1997, quando houve nova alteração do nome para “Plano Piloto”.

A região administrativa está formada basicamente pelo projeto urbanístico de Lúcio Costa e pelo Parque Nacional de Brasília. Ela é dividida em diferentes setores, como as Asas Sul e Norte, Setor Militar Urbano (SMU), Noroeste, Setor de Indústrias Gráficas (SIG), Granja do Torto, Vila Planalto e Vila Telebrasília.

Entre as regiões que já fizeram parte da região administrativa, podem-se citar o Cruzeiro, desmembrado em 1989; os Lagos Norte e Sul, que se tornaram regiões administrativas separadas em 1994; e o Sudoeste/Octogonal, criado como região administrativa em 2003.

Patrimônio cultural da humanidade

Pois bem, foram esses limites que, em 07 de dezembro de 1987, passaram a ser considerados ‘patrimônio cultural da humanidade’ pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco).

Assim, Brasília passou a se constituir como um dos sítios do Patrimônio Mundial. Isso quer dizer que Brasília pertence a todos os povos do mundo, independentemente de ser território brasileiro. Um orgulho nacional, e uma grande responsabilidade nossa, portanto.

Memória

Este é mais um texto do Memória, publicado pelo Para Onde Ir

You may also like

Comente