Brasileiros qualificados em Portugal revelam imigração recorde

Brasileiros qualificados em Portugal revelam imigação recorde. Assim mostra reportagem do site do O Globo, nesta quinta-feira, 16. De acordo com a matéria, o número de brasileiros no país ibérico já chega a 151 mil.

Muitos desses brasileiros, segundo mostra a reportagem do jornal fluminense, estão deixando seus empregos no Brasil para migrarem. Dessa forma, seguem a Portugal em busca de segurança, geralmente em companhia de suas famílias.

Médicos

Uma das curiosidades da matéria é o número de médicos brasileiros que estão deixando o país em meio a esses brasileiros qualificados em Portugal. A saber, ao território português, os médicos brasileiros chegam para ocupar vagas de médicos locais que deixaram o país. E o mais interessante: os profissionais portugueses migraram em busca de melhores salários em outros países.

Por conta do processo, metade do efetivo médico em Portugal tem origem em outros países. Especialmente, no Brasil. Frequentemente, a migração dos médicos brasileiros em Portugal não trazem como resultado melhores salários. Diferentemente disso, há casos – e não são poucos – de remunerações reduzidas.

Maior comunidade

Como efeito dessa onda migratória Brasil-Portugal, a comunidade brasileira é a maior entre os estrangeiros naquele país. No entanto, esse número continua crescendo uma vez que o governo português segue oferecendo vatagens aos que desejam residir por lá.

Ainda conforme a reportagem do O Globo, Portugal tem atualmente 580 mil imigrantes ao todo. Isso significa a primeira vez na história do país que a quantidade de residentes estrangeiros ultrapassa a barreira do meio milhão.

Mais imigração

Frente à baixa natalidade do país, o governo português continua investindo na captação de mais imigrantes. Assim, tenta impulsionar a economia visando enfrentar o problema que, aliado ao contínuo envelhecimento da população, prejudica o desenvolvimento.

Ao mesmo tempo, a adminitração de Portugal procura trazer de volta migrantes do próprio país que fugiram da crise da zona do euro. Mas também atrair imigrantes que possam ocupar postos de trabalho fundamentais.

 

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.