Apicultura é foco de treinamento promovido pelo Sindialcool-PB

Treinamento promovido pelo Sindialcool-PB sobre apicultura foi realizado no Centro de Treinamento Parque da Mata, do SESI, na cidade de Rio Tinto

O Sindicato da Indústria de Fabricação do Álcool da Paraíba – Sindalcool-PB, promoveu no último fim de semana, dias 13 e 14, no Centro de Treinamento Parque da Mata, do SESI, na cidade de Rio Tinto, uma capacitação para os colaboradores do setor. 

O curso Introdução à apicultura e instalação de apiário, com carga horária de 24 horas, teve aulas teóricas e práticas, e foi realizado com a colaboração do instrutor Leon Dênis, do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar), da Paraíba. 

Nas aulas os participantes tiveram acesso a um conteúdo programático que incluiu: Noções de segurança e saúde no trabalho, cidadania e conservação do meio ambiente; História e Biologia das abelhas; Conhecimento e manuseio de apetrechos, ferramentas, implementos, acessórios e EPI apícolas; Preparo do fumigador, incrustação de cera alveolada e arameo de quadros; Escolha do local e Instalação do apiário; e Captura e povoamento do apiário.

Edmundo Barbosa, presidente do Sindalcool-PB, comentou sobre o envolvimento dos alunos e o objetivo do curso. “Para nossa satisfação os alunos trouxeram para as aulas suas experiências e reforçaram a necessidade de preservação das nascentes, algo que é o nosso desejo, a nossa meta, manter a preservação das nascentes da água e focar na sustentabilidade, que é um dos propósitos do SESI e da indústria, pois só teremos desenvolvimento equilibrado, com sustentabilidade”, afirmou. 

O presidente do sindicato reforçou ainda que através da capacitação dos colaboradores na área de apicultura, a indústria do álcool vai promover transformações ambientais e sociais. “Procuramos na indústria de fabricação do álcool incentivar cada vez mais a qualidade do ar, evitando o particulado dos combustíveis fosseis, aquele pozinho fino que entra na corrente sanguínea. E nada melhor para preservar a natureza, através do incentivo da apicultura, uma vez que sabemos que a abelha é quem faz a polinização. Temos a satisfação de incentivar os trabalhadores a terem, também, uma renda complementar através de atividades como a produção do mel, que vai nos ajudar ainda a preservar as matas nativas”, disse Edmundo Barbosa.

O Centro de Treinamento Parque da Mata, localizado no SESI, em Rio Tinto possui dois auditórios e sala de apoio para a realização de eventos e capacitações. Informações adicionais sobre o curso e o CT podem ser obtidas através do telefone: (83) 3291-4750.

Edição do Para Onde Ir: Sérgio Botêlho, com informações da Fiep

You may also like

Leave a Reply