TRF-4 confirma condenação de Lula. Pré-candidaturas à Presidência tem acréscimo de movimento

Palácio do Planalto: forte objetivo de desejo político nas eleições de outubro

Sérgio Botêlho

Como já era esperado, o Tribunal Regional Federal da Quarta Região, em Porto Alegre, rejeitou os recursos da defesa de Lula contra sua (de Lula) condenação. Outra vez, o resultado foi por unanimidade dos votos de três desembargadores.

Segundo afirmam especialistas, ouvidos pela mídia, apesar de condenado por órgão colegiado, como foi o caso, e, a princípio, ser considerado ficha suja, o ex-presidente não pode ser definitivamente inscrito no rol dos inelegíveis.

É que, segundo esses especialistas, a inelegibilidade precisa ser explicitamente decretada pelo Tribunal Superior Eleitoral. Com base nisso, Lula continua afirmando sua candidatura à Presidência da República.

No entanto, por via das dúvidas, o partido, com aval do próprio Lula, já prepara candidato substituto, que pode ser o ex-prefeito de São Paulo, Fernando Haddad, já que outro potencial candidato, o ex-governador baiano, Jacques Wagner, não se mostra disposto.

Nesses últimos dias, Haddad tem conversado com gente da cúpula petista buscando consolidar-se como candidato petista, no caso de Lula vir mesmo a ser impedido pelo Tribunal Superior Eleitoral, conforme é muito provável.

Falar nisso, as eleições 2018 tem acréscimo de movimento nos últimos dias. Depois de o presidente Temer se lançar à reeleição, os governistas também preparam a candidatura do ministro da Fazenda, Henrique Meirelles.

Os dois, Temer e seu ministro, vão testar popularidade e índices de rejeição até as convenções partidárias, entre 20 de julho a 05 de agosto. Meirelles vai mesmo para o MDB, e fica de stand buy.

Enquanto isso, o PPS, que realizou convenção nacional no último final de semana, na capital paulista, resolveu apoiar a candidatura de Geraldo Alckmin, ainda governador de São Paulo, pelo PSDB.

Já Marina Silva, da Rede, que estava meio calada, voltou a falar e se prepara, mais uma vez, para ser candidata à Presidência, num quadro que já tem Bolsonaro, pelo PSL, Ciro Gomes, pelo PDT e Fernando Collor de Melo, pelo PTC .

Do rol de pré-candidatos consta, ainda, Guilherme Boulos, pelo PSOL, Rodrigo Maia, pelo DEM, Álvaro Dias, pelo Podemos, afora a candidatura permanente de Eymael, pelo PSDC.

Por enquanto, assim, corre a barca da política no rumo das eleições 2018.  

Related Posts
Veja taxa inquérito contra UFSC de “pífio”; Época diz que trair é tão fácil quanto esconder a traição
Veja e Época já circulando. Veja esmiunça o inquérito na Universidade Federal de Santa Catarina que culminou com o suicídio do reitor. Segundo a revista, o relatório da PF é ...
READ MORE
Congresso Nacional
Sérgio Botêlho A semana terminou na Câmara dos Deputados sem que fossem compostas as comissões permanentes da Casa. É nas comissões permanentes onde começam os debates e as votações sobre as ...
READ MORE
Dia mais ameno, teve até projetos aprovados; mas, segue a resistência oposicionista
Sergio Botelho Após as ações judiciais e policiais mais fortes, nos últimos dias, atingindo o setor político, essa quarta-feira, 11, pode ser considerado um dia mais ameno. Começa com a decisão ...
READ MORE
Revistas de final de semana: Veja sai em busca da vida de Lula na prisão. Época perscruta como pensam os jovens sobre a disputa presidencial
Enquanto a Veja perscruta a vida de Lula na prisão, Época faz enquete com jovens para saber de suas opções de candidaturas presidenciais. Sobre as eleições 2018, Dora Kramer diz na ...
READ MORE
Brasília - A presidente do Supremo Tribunal Federal e do Conselho Nacional de Justiça, ministra Cármen Lúcia, durante reunião para tratar da crise no Complexo Prisional de Aparecida de Goiânia. O encontro está sendo realizado no Tribunal de Justiça do Estado de Goiás (Marcelo Camargo/Agência Brasil)
Sérgio Botêlho O grave momento político vivido no Brasil, acentuado após a prisão do ex-presidente Lula, só tende a piorar. As investigações não param e as diligências, também, conforme se viu, ...
READ MORE
Semana agoniada, a próxima
Sérgio Botêlho Há um clima de apreensão política que se evidencia ainda mais no momento em que o presidente da República, mesmo que de forma indireta, entra na linha de investigação ...
READ MORE
Assassinatos promovidos pela ditadura, no Brasil, segundo a CIA, é destaque nos portais de notícias
Noticiário dos portais de notícias Edição: Sérgio Botêlho PORTAIS DE NOTÍCIAS: Manchete e destaques da hora de O Globo online: Matias Spektor: 'O Planalto decidia sobre vida e morte de cidadãos'. Para pesquisador, documento ...
READ MORE
Prisão de Lula: expectativas
Sérgio Botêlho Não há outro assunto de maior destaque para esta sexta-feira, 06, do que a ordem de prisão exalada pelo juiz Sérgio Moro, do Paraná, contra o ex-presidente Lula, que ...
READ MORE
Vaquinha eleitoral-virtual
Desde ontem, 15, que os candidatos foram autorizados a recorrer aos eleitores, por meio da Internet, para conseguir recursos destinados à campanha de cada um. A arrecadação é feita por ...
READ MORE
Governança, economia e eleições 2018 são os destaques da mídia do Mato Grosso do Sul
Sinopse MS Edição: Sérgio Botêlho Manchete e submanchetes do portal do Correio do Estado. Desconto no IPTU para casa com câmera não será aplicado. Benefício promulgado pela Câmara, além "autorizativo" é inconstitucional, diz ...
READ MORE
Veja taxa inquérito contra UFSC de “pífio”; Época
Clima envenenado em Brasília
Dia mais ameno, teve até projetos aprovados; mas,
Revistas de final de semana: Veja sai em
Momento grave da política brasileira
Semana agoniada, a próxima
Assassinatos promovidos pela ditadura, no Brasil, segundo a
Prisão de Lula: expectativas
Vaquinha eleitoral-virtual
Governança, economia e eleições 2018 são os destaques

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.