Sertão da Paraíba pode ter nova instituição com cursos de Controle e de Gestão Ambiental

O desmembramento do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Paraíba (IFPB) poderá ser desmembrado possibilitando a criação do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sertão da Paraíba (IFSPB).

É o que está propondo o deputado federal Wilson Santiago, por meio do Projeto de Lei 3057, deste ano de 2019, segundo registrou em discurso pronunciado no plenário da Câmara dos Deputados.

A proposta do deputado sugere que a sede da nova instituição fique em Cajazeiras ou Sousa, a depender da viabilidade técnica do Ministério da Educação, por questão de logística particular à região.

“O IFPB abriga atualmente dez campi com planejamento de expansão para catorze. São muitos cursos, professores e alunos para um instituto federal apenas. Com o desmembramento e um instituto com sede e foco no Sertão, haverá um impulsionamento da qualidade e quantidade de cursos nas unidades de ensino situadas na região”, defendeu.

O PL prevê que os bens patrimoniais dos campi a serem desmembrados sejam repassados ao IFSPB e que orçamento da nova instituição fique por conta do Orçamento Geral da União, através do Ministério da Educação.

Os campi de Sousa, Cajazeiras, Catolé do Rocha, Itaporanga, Patos e Princesa Izabel, que farão parte do desmembramento, já têm em funcionamento cursos que atendem em grande parte às necessidades da região, no que tange à formação de técnicos.

Estamos falando de cursos como Controle Ambiental, Desenho de Construção Civil, Edificações, Educação Profissional e Tecnológica, Eletromecânica, Eletrotécnica, Engenharia Civil, Engenharia de Controle e Automação, Gestão Ambiental, Higiene Ocupacional, Informática, Matemática, Medicina Veterinária e Segurança do Trabalho. ,t.SPACE

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.