Praia da Penha, tradição, mistério e um mar gostoso e tranquilo

DICA DE LIVRO (Vendas também na Amazon e no Mercado Livre. Portanto, é só clicar nos links que vai direto ao Memórias Pessoenses)

Sérgio Botêlho – Um das últimas praias ao sul de João Pessoa é a Praia da Penha. Antes da atual denominação, já se chamou Praia de Aratu (uma espécie de caranguejo). A Penha surgiu de uma antiga vila de pescadores, e, dessa forma, foi uma das primeiras praias ocupadas por profissionais de pesca artesanal no espaço geográfico que viria a ser da capital do estado da Paraíba, hoje João Pessoa.

Ainda que estejamos há mais de dois séculos dos primeiros habitantes da Penha, os moradores da praia pessoense ainda se comportam como uma comunidade marcadamente tradicional.

Leia também: Tambaú, linda praia do Atlântico Sul

Portanto, os pescadores ainda são a mais forte marca social e humana da praia. A essa característica humana junta-se a forte presença religiosa que empresta à Penha uma atmosfera mística. Por certo, a Igreja da Penha é o principal emblema da localidade e será tema para uma abordagem especial que pretendemos fazer.

Na seara do tur

ismo, a praia da Pe

Praia da Penha
Praia da Penha – Youtube

nha tanto pode ser vista como atrativa do ponto de vista de sol e mar quanto religioso, que é uma classificação praticamente imbatível. 

O acontecimento mais expressivo e numeroso do ponto de vista turístico é a Romaria da Penha. Porém, como já dissemos, o aspecto religioso, em virtude de sua dimensão atual e histórica, será tema de uma postagem especial do Para Onde Ir.

|ACESSE OS SERVIÇOS OFERECIDOS PELO ‘PARA ONDE IR’, DÓLAR, VIAGENS AÉREAS, HISTÓRIA HOJE, BOLSA, ANIVERSÁRIOS MUNICIPAIS, E APROVEITE PARA ASSINAR O BLOG POR E-MAIL|

Sol e mar

Contudo, não é possível desprezar as centenas de pessoas que buscam a Praia da Penha em domingos e feriados para curtir o sol e o mar. Principalmente, oriundas do interior da Paraíba e de outros municípios da Grande João Pessoa.

Por lá, ainda r

Piscinas - Extremo Oriental - Praia da Penha
Piscinas do Extremo Oriental – Crédito da foto: Marco Pimentel-PB/TUR

esistem traços de paisagens naturais preservadas, a exemplo de restos da Mata Atlântica, ao longo da estrada que leva do alto da geografia local até a praia. Dá para sonhar com a beleza do litoral nordestino de outrora.

Na praia, tranquila e morna, é preciso força para sair da água. E, nas baixas das marés, tem um passeio muito especial que pode ser feito em barcos ou catamarãs, até umas piscininhas nas formações de corais que não deixam nada a dever ao Caribe. São as piscinas do Extremo Oriental que também favorecem aos frequentadores da vizinha Praia do Seixas.

Leia também: Praia do Sol tem falésias, mata e boas ondas para o surf

Em toda a extensão da Praia da Penha, na parte de cima ou da areia, é possível degustar de excelente e rústica culinária. Certamente, toda ela baseada em frutos do mar com os peixes e camarões pescados na hora. Um desfrute! E não deixe de visitar a Penha quando estiver em João Pessoa!

(Sérgio Botêlho)

ENVIAR MENSAGEM:

07

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.