Procissão de São Pedro entre Penha e Tambaú: tradição centenária

Penha e Tambaú - Procissão de São Pedro
Procissão de São Pedro – Youtube

Sérgio Botêlho – Duas das mais tradicionais colônias de pescadores de João Pessoa são as das praias da Penha e Tambaú. Muito tempo antes de se tornarem parte da urbe pessoense, as colônias da Penha e de Tambaú já estavam instaladas.

Nas Águas dos Potiguaras - ebook - praias de João Pessoa e Cabedelo, no litoral paraibano. Deixe o email e FAÇA O DOWNLOAD.

Praia de Santo Antônio

Já no Século XIX, os pescadores, em casas feitas inteiramente à base do coqueiro (tronco e palhas) haviam se estabelecido em Santo Antônio, denominação original de Tambaú, quase 100 anos antes da região praieira pessoense ser efetivamente ocupada, após a construção da Avenida Epitácio Pessoa.

DÓLAR, VIAGENS AÉREAS, HISTÓRIA HOJE, BOLSA, ANIVERSÁRIOS MUNICIPAIS, APROVEITE E ASSINE O BLOG POR E-MAIL. ACESSE CLICANDO AQUI

Só para efeito de ilustração, as classes média e média alta da capital paraibana, então, Paraíba do Norte, e, mesmo depois de 30, então, João Pessoa, veraneavam nas praias de Cabedelo, especialmente Poço e Ponta de Matos.

Praia do Aratu

Enquanto isso, na antiga Praia do Aratu (espécie de caranguejo) famílias de pescadores começaram a se instalar, também rudimentarmente, dando origem ao que hoje é conhecido como Praia da Penha, onde, a pesca entra como elemento importante de sobrevivência e formação cultural.

MEMÓRIAS PESSOENSES. Crônicas sobre figuras e fatos da João Pessoa das décadas de 50 e 60 do século XX. COMPRE AQUI

Assim, calcula-se que a partir do início do Século XX, portanto, há mais de 100 anos, teve início uma procissão marítima, em homenagem a São Pedro, sempre no dia 29 de junho, inicialmente compostas de jangadas, entre a Praia da Penha e a de Tambaú.

Padroeiro dos pescadores, a imagem de São Pedro acaba na igrejinha dedicada ao santo, em Tambaú, onde é realizada uma missa em sua homenagem, sempre com grande participação de pescadores, mas também da população da Penha, de Tambaú e de municípios da Grande João Pessoa.

É uma festa, além de tradicional, emocionante e bela, na cidade de João Pessoa, envolvendo uma das atividades mais antigas que, desde a ocupação da Capitania da Paraíba, se constitui em atividade econômica histórica de seu povo.

FONTES:

A Evolução da Ocupação de Tambaú – Do início do Século XIX ao Século XXI – Rafael Toscano de Sousa – Geociência – UFPB

https://repositorio.ufpb.br/jspui/bitstream/123456789/504/1/RTS24102013.pdf

João Pessoa tem procissão marítima em celebração a São Pedro

https://g1.globo.com/pb/paraiba/noticia/2019/06/29/joao-pessoa-tem-procissao-maritima-em-celebracao-a-sao-pedro-neste-sabado-29.ghtml

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.