Turismo paraibano: antes e depois da paraibana Juliette e sua luz

Vencedora do BBB21, a paraibana Juliette Freire já fez um bem danado ao turismo paraibano, e pode fazer ainda mais com o tempo

Vencedora do BBB21, a paraibana Juliette Freire já fez um bem danado ao turismo paraibano, e pode fazer ainda mais com o tempo

Sérgio Botêlho – Entre os setores da economia mundial atingidos pela crise sanitária provocada pela Covid-19, o do turismo é o mais prejudicado. Responsável, em 2019, pelo trânsito internacional de 1,5 bilhão de pessoas e de trilhões de dólares, o setor de viagens tem prejuízo calculado também nesses mesmos patamares numéricos, por conta da doença. 

Há regiões, no plano mundial e nacional, que têm na conta do turismo uma de suas principais fontes de renda. No Nordeste brasileiro a atividade turística contribui significativamente para a distribuição de renda.

Na Paraíba, o setor do turismo, com destaque para hospedagem e alimentação, está entre os mais relevantes segmentos da economia local, com ascensão progressiva no número de viagens e de recursos em circulação até o ano de 2019.

No entanto, a pandemia acabou provocando uma queda de enorme magnitude no ano de 2020, e, apesar de alguma recuperação, neste ano de 2021 os números do turismo na Paraíba estão aquém dos de 2019.

Juliette

Pois bem. Apesar dos números da Covid-19 continuarem sendo terríveis, na Paraíba e no Brasil como um todo, frente ao mundo, um fato de importante significado aconteceu, não mais do que de repente, melhorando índices adormecidos, para alegria geral.

Concorrendo com mais 19 participantes do reality show de maior visibilidade na televisão brasileira, a paraibana Juliette Freire espalhou luz por todos os cantos do Brasil, iluminando especialmente a sua terra.

Em 101 dias de presença no Big Brother Brasil, da Rede Globo de Televisão, uma série de entrevistas em programas de larga repercussão nacional, na emissora, e uma quantidade cada vez mais perto de 30 milhões de seguidores no Instagram, Juliette deu um break na crise do turismo da Paraíba.

Convém dizer com todas as letras que o resultado não poderia ser alcançado por qualquer um e nem mesmo pelas mais custosas campanhas. Para chegar a um grau de influência, assim, Juliette, somente conseguiu, por força de atitudes luminares, verdadeiras, honestas e positivas, encantando o Brasil.

E ao encantar o Brasil, a paraibana de Campina Grande, residindo em João Pessoa e com profundo e indiscutível amor à Paraíba desencantou a Paraíba perante o país, que passou a amar cada amor de Juliette como se fora seu próprio amor.

Segundo relato da presidente da Empresa Paraibana de Turismo (PBTur), a jornalista Ruth Avelino, em recente entrevista ao programa de notícias JPB, da Globo, em João Pessoa – há 2 meses, portanto, ainda em pleno decorrer do BBB -, que diversas empresas de turismo nacionais começaram a buscar a empresa paraibana.

Segundo Ruth, essas empresas procuravam saber detalhes do receptivo e das atrações do estado, uma vez que clientes estavam interessados em conhecer a “terra de Juliette”. Dá para entender perfeitamente a influência, não é?!

“Quando Juliette falou sobre Araruna e apareceu, nas redes sociais dela, ela fazendo caminhada, fazendo pêndulo humano lá na Pedra da Boca, no mesmo final de semana que ela falou a cidade recebeu em torno de 16 empresas, e hoje já tem hotéis e pousadas com ocupação cheia até final de 2022”. Compreenderam a força da mulher?!

Dessa forma, a PBTur quer fazer uma parceria com Juliette, pois ela tem de tudo para impulsionar o turismo paraibano, e, mais do que isso, o turismo nordestino como um todo. “Para você ter uma ideia, estados do Nordeste estão conversando comigo para a gente fazer uma coisa, fazendo uma coisa conjunta, se pegando com Juliette para vender, não só a Paraíba, mas todo o Nordeste brasileira”, completou a dirigente da PBTur. Extraordinário ou não!

Mas, tem mais. Na mesma matéria da TV, a presidente dos Artesãos e Lojistas do Mercado de Artesanato da Paraíba está numa comemoração só, disse o locutor. Segundo ela, o efeito Juliette refletiu diretamente nas vendas já que a maioria dos comerciantes vendeu 50% a mais.

Imaginem os leitores o que ela ainda pode fazer pelo seu estado e por sua região. Juliette é a emoção que nos faltava em tempos tão difíceis, sem qualquer medo de estar sendo exagerado. Que coisa boa!

You may also like

Comente