3 fatos sobre Mequinho, maior enxadrista brasileiro de todos os tempos

Mequinho, ou Henrique Mecking, gaúcho de Santa Cruz do Sul, fez história quando em 27 de dezembro de 1965 venceu o Campeonato Brasileiro de Xadrez. Antes de mais nada é preciso saber que, naquele momento, o campeão ainda tinha 13 anos. Portanto, a conquista se revestia de caráter excpcional, espantando os enxadristas nacionais e encantando a juventude da época.

Então, 12 anos depois, em 1977, alcançou o terceiro lugar no ranking internacional de xadrez. Dessa forma, na frente do brasileiro apenas os super-russos, Anatoly Karpov e Viktor Korchnoi. Principalmente, foi um feito extraordinário para o xadrez brasileiro. Antes disso, porém, em 1972, o brasileiro recebeu o cobiçado título de Mestre Internacional, glória de poucos enxadristas.

Biografia breve

Mequinho nasceu em 23 de janeiro de 1952 e com 4 anos de idade consta que já sabia jogar xadrez. Dessa maneira, aos 7 anos já disputava partidas com adultos. E aos 13, por conseguinte, foi campeão brasileiro. Assim, influenciou fortemente o interesse pelo xadrez, no país.

Certamente, o vitorioso enxadrista brasileiro havia de ter muito mais futuro no ranking internacional. No entanto, apenas 1 ano após ter conquistado o 3º lugar no ranking internacional, foi acometido de miastenia.

Para os que não sabem, essa doença ataca os músculos causando fraqueza e fadiga anormalmente rápida dos músculos voluntários. Os músculos voluntários são aqueles atuam sob o domínio da vontade, contriamente aos involuntários que se contraem independente da vontade.

Onde vive Mequinho?

Mequinho, ainda vivo, mora no interior de São Paulo, na cidade de Taubaté. Sua decisão deveu-se, principalmente, à doença que contraiu. Ocorre que ele encontrou refúgio na Igreja Católica, por meio de freira Tia Laura, dedicada a curar doentes pela fé.

Dessa maneira, apesar de ainda estudar xadrez e participar de torneios, mesmo que sem o intenso brilho antigo, é profundamente dedicado à religião. Reza constantemente e toma remédios homeopáticos. Costumeiramente frequenta as missas, em Taubaté, e ainda tentou ser padre. Hoje, Mequinho é formado em Teologia e Filosofia.

Assim, em negrito estão os três fatos que nem todos conhecem sobre Mequinho.

Fontes

https://terceirotempo.uol.com.br/que-fim-levou/mequinho-5551

https://www1.folha.uol.com.br/fsp/esporte/fk0611201114.htm

Memória

Assim, Mequinho passa a fazer parte das Memórias do Para Onde Ir.

 

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.