Mundo deve triplicar investimentos em soluções mais ligadas à natureza

Relatório das Nações Unidas realça que o mundo precisa triplicar os investimentos em soluções ligadas à natureza até 2030 

Esse conjunto de ações pretende proteger, gerenciar de forma sustentável e restaurar ecossistemas naturais ou modificados para enfrentar desafios e beneficiar o ser humano e a biodiversidade. 

Crises 

O relatório “Estado de Finanças para a Natureza” destaca que se isso não ocorrer, a lacuna em finanças para a natureza será de US$ 4,1 trilhões até 2050. 

O estudo divulgado esta quinta-feira estima que US$ 8,1 trilhões devem ser investidos nessa área nos próximos 29 anos. 

A cada ano enfrentar crises relacionadas ao clima, à biodiversidade e à degradação da terra requerem US$ 536 bilhões. O valor é quatro vezes maior em relação aos atuais US$ 133 bilhões investidos. 

A publicação envolveu o Programa da ONU para o Meio Ambiente, Pnuma, o Fórum Econômico Mundial, a Iniciativa de Economia da Degradação da Terra e a Agência Alemã de Cooperação Internacional, GIZ. O apelo a governos, instituições financeiras e empresas é que superam essa lacuna de investimento, colocando a natureza no centro de futuras decisões econômicas. 

Brasil 

Para isso, o relatório enfatiza que é preciso acelerar rapidamente os fluxos de capital para soluções baseadas na natureza. 

Desse modo, levar em consideração a natureza será fundamental para decidir sobre desafios da sociedade nos setores público e privado, incluindo o enfrentamento das crises climáticas e de biodiversidade. 

O relatório menciona o Brasil, ao lado da Índia e da Arábia Saudita, entre os que provavelmente gastam altas somas no setor público, sem no entanto relatar esses dados para que sejam comparados em nível internacional.

Esta área de investimento tem os Estados Unidos liderando a lista com US$ 36 bilhões. A seguir estão a China com US$ 31 bilhões, seguida por Japão, Alemanha e Austrália.   

Lacuna 

Em momento de recuperação pós-pandemia, o estudo recomenda a criação de outros incentivos econômicos e regulatórios como uma atuação mais sustentável aliada ao reaproveitamento dos subsídios agrícolas e de combustíveis fósseis.   

O estudo aponta ainda que o investimento na natureza favorece a saúde humana, animal e do planeta, melhorando a qualidade de vida e criando empregos. Mas somente 2,5% dos gastos previstos para o estímulo econômico no pós-Covid-19 serão aplicados nessa área. 

O relatório ressalta que deve ser aumentado o capital privado de forma significativa para fechar a lacuna de investimento na natureza.  

As sugestões incluem criar e alargar fluxos de receita dos serviços ecossistêmicos e o uso de modelos de financiamento combinado para atrair capital privado. Outra medida seria compartilhar o risco entre entidades deste setor.  

Biodiversidade  

Em relação aos maiores destinos do investimento financeiros na natureza estima-se que US$ 53 bilhões seriam necessários para a biodiversidade e a proteção da paisagem, sua reabilitação e restauração. 

Pelo menos  US$ 23 bilhões seriam aplicados na agricultura e US$ 17 bilhões em favor de ações para proteger, administrar e restaurar ecossistemas  em benefício humano e da biodiversidade. 

Da redação do Para Onde Ir com informações da ONU 

Related Posts
Meio ambiente. Crédito da foto: Canva
Mudanças feitas no Conselho Nacional do Meio Ambiente (Conama), reduzindo o número de conselheiros do órgão, o que afetou drasticamente a representação das ONGs, vai ser debatido nesta quarta-feira, 07, ...
READ MORE
Chapada do Araripe ganha apoio legal rumo a patrimônio da Unesco
Ao criar Chancela de Paisagem Cultural do Ceará, governo cearense fortalece patrimônio da Chapada do Araripe O governo cearense acaba de criar a Chancela de Paisagem Cultural do Ceará. A ação ...
READ MORE
Inova Amazônia seleciona projetos inovadores vinculados à biodiversidade
Empresas inovadoras têm até próximo domingo, 5, para se inscreverem no Programa Inova Amazônia vinculado à biodiversidade Apoiar empreendedores e pesquisadores na criação ou desenvolvimento de pequenos negócios que atuem de ...
READ MORE
ONU: árvores podem reduzir consumo de combustíveis fósseis nas cidades
Não apenas as árvores podem reduzir a poluição do ar, nas cidades, como contribuem para esfriar as temperaturas urbanas, e, assim, diminuir a utilização do uso de ar condicionado, reduzindo, ...
READ MORE
Facebook.
No município de Sapé, incrustado na Zona da Mata paraibana, fica a Reserva Particular do Patrimônio Natural Fazenda Pacatuba. Trata-se de importante área de preservação ambiental paraibana definida como RPPN ...
READ MORE
Saídas tecnológicas em energias renováveis e mudanças climáticas
UFRJ juntou-se a Inmetro, PUC-Rio, FGV, Microsoft, Nvidia e mais 16 instituições para estudos em tecnologias para energias renováveis e mudanças climáticas No dia 13/8, a UFRJ lançou a Rede Temática ...
READ MORE
Deslizamentos de terra das chuvas que atingiram o Rio de Janeiro na semana passada próximo à estrada de ferro do Trem do Corcovado, único acesso ao Cristo Redentor.
Rio, Paraty, Angra dos Reis, principalmente no norte fluminense e na região dos Lagos há alerta para temporais neste sábado, segundo o Clima Tempo, em virtude de chuva forte e ...
READ MORE
Ecossistema agradece: Baiana inventa embalagens plásticas comestíveis
Visando a proteção do meio ambiente, filha da Bahia, em Feira de Santana, após pesquisas, inventou embalagens plásticas comestíveis O cuidado com o meio ambiente tem sido pauta ao longo ...
READ MORE
Foto: Secom-JP
Curso de capacitação e reciclagem sobre manejo e captura de animais silvestres reuniu guarda municipal O Parque Zoobotânico Arruda Câmara (Bica) promoveu, nesta quarta-feira (11), mais um curso de capacitação e ...
READ MORE
Energia solar em Malta, na Paraíba
Energia solar na Paraíba foi motivo para um discurso do deputado federal Wilson Santiago, no plenário da Câmara. Na íntegra, o discurso: Venho à tribuna, nesta quarta-feira, para anunciar fato positivo ...
READ MORE
Frente Ambientalista vai analisar ato de redução da
Chapada do Araripe ganha apoio legal rumo a
Inova Amazônia seleciona projetos inovadores vinculados à biodiversidade
ONU: árvores podem reduzir consumo de combustíveis fósseis
Reserva Particular do Patrimônio Natural Fazenda Pacatuba: atração
Saídas tecnológicas em energias renováveis e mudanças climáticas
Rio e região sujeitos a fortes temporais e
Ecossistema agradece: Baiana inventa embalagens plásticas comestíveis
‘Bica’ treina servidores em manejo e captura de
Energia solar na Paraíba é prioridade do MME

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.