Lei Rouanet: governo faz mudanças por decreto e oposição recorre

Seis partidos políticos de oposição acionaram o STF contra decreto do governo que regulamenta a Lei Rouanet, de incentivo à cultura

E-BOOK GRATUITO - Todas as praias de João Pessoa e Cabedelo, no Litoral Paraibano

Seis partidos políticos de oposição acionaram o Supremo Tribunal Federal (STF) contra o Decreto 10.755/2021, que regulamenta a Lei de Incentivo à Cultura (Lei 8.313/1991, conhecida como Lei Rouanet) e estabelece nova sistemática de execução do Programa Nacional de Apoio à Cultura (Pronac). 

VACINA, SIM! VACINA, JÁ! VACINA PARA TODOS! Saiba mais, CLICANDO AQUI.

O relator da Arguição de Descumprimento de Preceito Fundamental (ADPF) 878 é o ministro Edson Fachin, que pediu a manifestação da Presidência da República, do advogado-geral da União e do procurador-geral da República

Os autores da ação – Partido dos Trabalhadores (PT), Partido Democrático Trabalhista (PDT), Partido Socialismo e Liberdade (PSOL), Partido Comunista do Brasil (PCdoB), Partido Socialismo e Liberdade (PSB) e Rede Sustentabilidade – alegam que o novo decreto altera, de forma autoritária e inconstitucional, a sistemática de análise dos projetos apresentados por meio da Lei Rouanet, que institui o Pronac, excluindo das finalidades da legislação a menção expressa ao combate a discriminações e preconceitos, por exemplo.

Segundo os partidos, com as alterações promovidas pelo decreto, a Comissão Nacional de Incentivo à Cultura (CNIC) deixa de ser órgão de deliberação colegiada definidora dos projetos culturais financiados ou apoiados com recursos captados através da lei para tornar-se instância recursal, sem capacidade deliberativa. As decisões sobre os incentivos fiscais ficam, agora, sob a atribuição da Secretaria Especial de Cultura. Também foi redefinida a forma de indicação dos membros da sociedade civil que vão compor a CNIC, que passaria a ter como base segmentos culturais novos, ligados a setores conservadores da sociedade.

As legendas argumentam que, em grande parte, as determinações do novo decreto dizem respeito à concentração das avaliações e das aprovações dos projetos culturais na Secretaria Especial de Cultura, que poderá possibilitar ou inviabilizar a liberação de recursos para determinados projetos, em clara afronta ao princípio da isonomia e da impessoalidade na administração pública e ao direito fundamental à cultura.

Edição de SEO, no Para Onde Ir: Sérgio Botêlho

Com informações do portal STF 

Related Posts
Piscinas do Extremo Oriental - Crédito da foto: Marco Pimentel-PB/TUR
Sérgio Botêlho - Um das últimas praias ao sul de João Pessoa é a Praia da Penha. Antes da atual denominação, já se chamou Praia de Aratu (uma espécie de ...
READ MORE
Foto: Governo da Paraíba
Motivo do adiamento no Conselho de Cultura do estado foi pandemia e medidas de segurança sanitária adotadas em decreto pelo Governo do Estado A comissão responsável pelo processo eleitoral que vai ...
READ MORE
Foco: Canva (gratuita)
Cada artista que integram os projetos selecionados para o Apoio Emergencial Cultural vai receber um total de R$ 600 dividido em duas parcelas A Prefeitura de João Pessoa, através da Fundação ...
READ MORE
Salão do Artesanato Paraibano virtual é prorrogado
Com o tema "Retalhos que conectam vidas", 32º Salão do Artesanato Paraibano, que acontece virtualmente, vai prosseguir O Governo do Estado, juntamente com o Sebrae-PB, resolveu prorrogar o 32° Salão do ...
READ MORE
140 vozes femininas paraibanas vão ao ar nesta quinta-feira, 1
A apresentação das 140 vozes femininas integra a programação do Mês das Mulheres, sob a responsabilidade da Fundação Espaço Cultural (Funesc) A quarta e última parte da série especial do programa ...
READ MORE
Secult divulga eleitos no Conselho Estadual de Política Cultural
Resultado final das eleições do Conselho Estadual de Política Cultural foi divulgado pela Secretaria de Estado da Cultura O resultado final das eleições do Conselho Estadual de Política Cultural (Consecult) foi ...
READ MORE
Crédito da foto: Rafael Passos - Setur-JP
Lourdes Luna, Gonzaga Rodrigues, José Octávio, Ângela de Castro, Celso Mariz, Juarez Batista, Virginius da Gama, Linduarte Noronha, Severino Ramos, Hélio Zenaide e Neroaldo Pontes são alguns deles A Fundação Casa ...
READ MORE
paraiba.pb.gov.br
Desde 2015, a Funesc realiza o projeto De Repente no Espaço mensalmente, sempre na primeira quarta-feira de cada mês, sem interrupção A Fundação Espaço Cultural da Paraíba (Funesc) exibe, nesta quarta-feira ...
READ MORE
Samba e singles paraibanos no Espaço Cultural
Programa Espaço Cultural tem TBT do Dia do Samba e lançamento de singles paraibanos na Sala de Concertos da Funesc O programa Espaço Cultural, desta quinta-feira (9), vai transmitir um TBT ...
READ MORE
23 de fevereiro de 1455: Bíblia de Gutenberg é o primeiro livro impresso
O extraordinário inventor Johann Gutenberg escolheu a Bíblia para ser o primeiro livro impresso em tipos móveis. Dessa maneira, a obra ficou conhecida como a Bíblia de Gutenberg O extraordinário inventor ...
READ MORE
Praia da Penha, tradição, mistério e um mar
Escolha dos conselheiros de Cultura do estado é
Apoio Emergencial Cultural em João Pessoa abre inscrições
Salão do Artesanato Paraibano virtual é prorrogado
140 vozes femininas paraibanas vão ao ar nesta
Secult divulga eleitos no Conselho Estadual de Política
Interlocutores do autor de A Bagaceira comporão galeria
Funesc promove cantoria em mais um De Repente
Samba e singles paraibanos no Espaço Cultural
23 de fevereiro de 1455: Bíblia de Gutenberg

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.