Números da energia solar ganham expressividade

Afora o crescimento da energia solar, saiba mais sobre cursos gratuitos na área de TI; prorrogação do Estado de Calamidade como proposta no Senado Federal; liberação de recursos para o setor turístico em Brasília; e mais facilidade de licitação para o MEI.

*ECONOMIA DO TURISMO*, Ano II, Nº 18, de 09.01.2020

🖋 Edição: _Sérgio Botêlho_

Energia solar

Um levantamento feito pela Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (ABSOLAR) aponta que 2020 foi um ano muito favorável para a energia solar no Brasil. O volume de investimentos bateu um recorde de R$ 13 bilhões, um crescimento de 52% em oito anos. O número inclui grandes usinas e os sistemas de geração em telhados, fachadas e pequenos terrenos. Com isso, no ano passado, o setor gerou mais de 86 mil novos empregos, segundo o Agrolink.

Cursos gratuitos na área de TI

Senai incrementa divulgação de cursos online inteiramente gratuitos. Introdução à cibersegurança, Cibersecurity Essentials, Introdução a Internet das Coisas, Get Connected e Privacidade e Proteção de Dados (LGPD) são alguns deles. Mais informações basta acessar o site do Portal Indústria.

Prorrogação do Estado de Calamidade

O senador Alessandro Vieira (Cidadania-SE) apresentou na quarta-feira (6) requerimento em que solicita a convocação de sessão legislativa extraordinária do Congresso Nacional para debater a prorrogação do estado de calamidade pública e do auxílio emergencial e o processo de vacinação no país. O estado de calamidade pública, decretado em março, terminou em 31 de dezembro e o fim da vigência dificulta a destinação de recursos para políticas de assistência social e ações emergenciais na saúde e no setor produtivo.

BRB libera recursos para o setor turístico

O Banco de Brasília (BRB) já tem disponíveis os recursos do Fundo Geral de Turismo (Fungetur) para conceder financiamento especial ao setor turístico do Distrito Federal.  No fim do ano passado, o banco recebeu aporte de R$ 521 milhões e o credenciamento junto ao Ministério do Turismo para a oferta de empréstimo a um dos setores mais impactados pela crise da Covid-19. Informação da Agência Brasília.

MEI ganha facilidade em licitações governamentais

Desde o último dia de 23 dezembro, todos os microempreendedores individuais (MEI) passaram a contar com mais uma facilidade para participar de processos licitatórios do governo federal. Para se cadastrar como prestador de serviços, o MEI não será mais obrigado a fornecer os dados da certificação digital no Sistema de Cadastramento Unificado de Fornecedores (Sicaf). A simplificação do cadastro tem como objetivo estimular a maior participação dos empreendedores no mercado de compras públicas governamentais que, por ano, movimenta R$ 50 bilhões com mais de 100 mil contratações. Informação é da Agência Sebrae de Notícias.

Bolsa de Valores

Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) fechou em alta de 2,20%, a 15.077 pontos. O dólar terminou o dia em alta de 0,33%, a R$ 5,42.

You may also like

Leave a Reply