Salvador autorizada a tomar empréstimo de R$125 mi no BIRD

Tem empréstimo de US$125 mi, e mais: Bolsa e dólar; Congresso lança Frente Parlamentar Pelo Brasil Competitivo

🖋 Edição: _Sérgio Botêlho_

*TRANSVERSAIS DO TURISMO*, Ano II, Nº 191 de 30.06.2021 

Salvador autorizada a tomar empréstimo de US$125 mi no BIRD

Em votação simbólica, o Senado aprovou nesta terça-feira (29) proposta que autoriza a Prefeitura de Salvador a tomar um empréstimo de US$125 milhões junto ao Banco Internacional para Reconstrução e Desenvolvimento (Bird). A operação visa financiar a segunda fase do Projeto Salvador Social. A mensagem da Presidência da República que trata desse empréstimo (MSF 18/2021) teve parecer favorável do senador Angelo Coronel (PSD-BA) e agora segue para promulgação. O Projeto Salvador Social começou a ser implantando em 2018 e tem como objetivo melhorar a prestação de serviços de saúde, educação e assistência social.

Salvador II

No caso da saúde, os focos são a construção de unidades básicas de saúde e de multicentros, a capacitação de profissionais de saúde e o estabelecimento de protocolos clínicos e de acesso para organização do fluxo assistencial. Em relação à educação, a intenção é ampliar a oferta de educação infantil, melhorar a qualidade do ensino fundamental e implantar um modelo de gestão por resultados. Já no que se refere à assistência social, o projeto prevê adequação da rede de proteção social básica e dos postos de atendimento do Cadastro Único, para assegurar a identificação e a ajuda à população pobre.

Salvador III

Segundo Angelo Coronel, a Secretaria do Tesouro Nacional entendeu que o município de Salvador apresenta suficiência das contragarantias oferecidas e capacidade de pagamento para fazer frente a esse acréscimo de endividamento.

Congresso lança Frente Parlamentar Pelo Brasil Competitivo

O Congresso Nacional lança a Frente Parlamentar Pelo Brasil Competitivo (FPBC) nesta quarta-feira (30). Presidido pelo deputado federal Alexis Fonteyne (Novo/SP) e composto por mais de 200 parlamentares, entre senadores e deputados, o grupo vai trabalhar para reduzir o Custo Brasil. Entre as prioridades, estão as reformas tributária e administrativa. Na pauta entram ainda temas como qualificação profissional, segurança jurídica e infraestrutura. O lançamento foi realizado na Confederação Nacional da Indústria (CNI). 

Brasil Competitivo II

A estratégia é unir forças para melhorar o ambiente de negócios e permitir que as empresas brasileiras compitam de igual para igual com as concorrentes internacionais. De acordo com estudo do Ministério da Economia em parceria com o Movimento Brasil Competitivo, o Custo Brasil chega a R$ 1,5 trilhão ou 22% do PIB do país. Este é o valor que as empresas do Brasil gastam a mais que os países da OCDE todos os anos por conta de problemas internos. 

Bolsa de Valores

Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) fechou a terça-feira, 29, em baixa de -0,08%, a 127.327 pontos. O dólar terminou o dia em alta de 0,28%, a R$ 4,94.

⏳ Destaques:

Leia: Destaques da Grande Mídia Impressa.
Notícias sobre Economia do Turismo

You may also like

Leave a Reply