Diário de Pernambuco, mais antigo jornal da AL, surge em 07 de novembro de 1825

Em 07 de novembro de 1825 era criado, em forma de folha, o Diário de Pernambuco. Nessa condição, o jornal editado em Recife se constituiu no primeiro jornal da América Latina.

Em 07 de novembro de 1825 era criado, em forma de folha, o Diário de Pernambuco. Dessa maneira, o jornal editado em Recife se constituiu no primeiro jornal da América Latina. Por consequência, a marca destaca o Diário de Pernambuco perante o continente.

Contra a escravidão

Há episódios notáveis na história do jornal nordestino. A saber, já na década de 1850, o DP defendia a abolição da escravatura. Com efeito, é o que registra o Centro de Pesquisa e Documentação de História da Fundação Getúlio Vargas.

Aliás, decretada a abolição, em 1888, o Diário de Pernambuco concedeu 5 dias de férias aos seus funcionários. Tal decisão, com o fim de comemorarem as “festas da liberdade”. Por outro lado, na Guerra do Paraguai, no entanto, fez campanha para que o povo se alistasse.

Intelectuais

Durante sua história, o que não faltou nas páginas do Diário de Pernambuco foram intelectuais. Um deles, por exemplo, foi Gilberto Freire, de Casa Grande e Senzala, livro que acentua as relações entre senhores e escravos.

Freire entrou no Diário de Pernambuco na condição de repórter. Mas, entre os anos de 1907 e 1908 assinou coluna chamada “Golpes de vista”. Além de Gilberto Freire, escreveram no Diário diversos outros intelectuais.

Podem ser citados Assis Chateaubriand, Gilberto Amado, Tristão de Ataíde e Otávio Tarquino de Souza, E, ainda, José Lins do Rego, Menotti Del Picchia, Murilo Mendes e Augusto Frederico Schmidt.

Períodos históricos

Entre as notícias publicadas referentes à história do Brasil, há significativos exemplos. Entre elas: o 1º Império, a Proclamação da República em 1889, as duas grandes guerras entre 1914 e 1945. E, mais: a Revolução de 30, o Estado Novo, a redemocratização de 1946, o golpe de 1964, e Nova República.

Ao completar 83 anos, em 1908, o jornal adotou o slogan: “Jornal mais antigo em circulação na América Latina”. Slogan que perdura nas edições do Diário de Pernambuco, até hoje. A partir de 1931, o jornal passou à propriedade dos Diários Associados, de Assis Chateaubriand, condição que ainda ostenta.

Leia mais memorias de cada um, aqui, no Para Onde Ir

 

 

 

 

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.