Destaques da Economia Para Onde Ir 12.01.2022

Destaques da Economia Para Onde Ir 12.01.2022: Inflação fora da meta, avanço da covid, nível dos resrvatórios, renegociação do MEI. Esses são alguns dos destaques do noticiário econômico.

https://wp.me/p95iIb-3Ts

“Inflação de 2021 fecha acima de 10%, a maior desde Dilma. .’”.*Na Folha*.

“Inflação fora da meta deve representar risco para 2022. Inflação em 2021 foi de 10,6%, a maior desde 2015. . Ômicron deve infectar mais da metada dos europeus em 2 meses. Média de casos na região triplicou; mundo registra recorde de casos em um dia. Em uma semana sistemas de saúde devem colapsar. Governo cria renegociação alternativa para MEI e Simples. Ampliar Santos Dumont deve piorar acesso ao centro.*No O Globo*.

“Após maior inflação em 6 anos, novo estouro da meta é previsto. IPCA de 2021 foi de 10,06%, puxado por combustível, gás e energia” Nível de reservatórios melhora, mas não alivia conta de luz. Volume de chuva desde outubro afasta o País do quadro da maior crise hídrica em 91 anos; comitê avalia hoje situação. Nova onda de covid fecha agências bancárias em pelo menos 4 Estados. Sindicatos afirmam que infecções entre bancários crescem e levam à interrupção do serviço presencial por alguns locais. Grupos disputam protagonismo na elaboração do plano econômico de Lula. Programa de Doria prevê privatização do BB e fatiamento e leilão da Petrobras. Commodities devem aliviar inflação em 2022. São Paulo avalia retomar restrições a grandes eventos. Projeto no RS entrega a mais pobres R$ 100 por trimestre. Governo anuncia programas para dívidas do Simples. Editorial: Desastres em dois dígitos. Com inflação e desemprego acima de 10%, o Brasil de Bolsonaro mantém desempenho muito pior que o da maior parte do mundo*No Estadão*.

“Inflação vai a 10%, a maior em seis anos. Aposentadorias sobem e teto passa de R$ 7 mil *No Correio Braziliense*.

“IPCA supera 10% e reforça quadro de juro alto em 2022. É o nível mais alto desde os 10,67% de 2015, terceiro maior desde 2000 e muito superior à meta perseguida pelo Banco Central (BC), de 3,75%.” Frete marítimo se mantém em nível recorde. As rotas mais afetadas pelas altas são as de importação da Ásia e exportação para os EUA; desde janeiro de 2020, a alta acumulada é de 397%, segundo a CNI*No Valor Econômico*.

Destaques da Economia na Grande Mídia

*Editoriais do dia*:

_*O GLOBO*_. 

““Inflação fora da meta representa risco para 2022.”

*ESTADÃO*_

“Desastres em dois dígitos. Com inflação e desemprego acima de 10%, o Brasil de Bolsonaro mantém desempenho muito pior que o da maior parte do mundo.” 

*VALOR ECONÔMICO*_

“Com demanda fraca, queda da inflação depende do dólar. Janeiro é mês típico de pressão nos índices e o IPCA em doze meses até fevereiro ainda estará perto dos 10%.” 

Bolsa de Valores

O Íncide da Bolsa de Valores de São Paulo (Ibovespa) fechou a terça-feira, 12, em alta de 1,80%, a 103.779 pontos. O dólar termnou o dia em baixa de 1,60%, a R$ 5,58.

Destaques:

Leia: Destaques da Grande Mídia Impressa.

Notícias sobre Turismo

Sinopse de Economia Para Onde Ir – Sérgio Botêlho

You may also like

Comente