Bolsa e dólar tiveram comportamento preocupante nesta quinta-feira, 21

E MAIS: Proteção de dados às micro e pequenas empresas. Combate ao racismo estrutural. Uma Brasília diferente para o turista. Segurança aeroportuária será alvo de estudo acadêmico. 

E MAIS, além de bolsa e dólar: Proteção de dados às micro e pequenas empresas. Combate ao racismo estrutural. Uma Brasília diferente para o turista. Segurança aeroportuária será alvo de estudo acadêmico. 

🖋 Edição: _Sérgio Botêlho_

 *ECONOMIA DO TURISMO*, Ano II, Nº 31, de 22.01.2020

Bolsa e dólar tiveram comportamento preocupante nesta quinta-feira, 21. 

Enquanto a Bolsa de Valores de São Paulo fechou a quinta-feira, 21, em baixa de -1,10%, a 118.329 pontos, o dólar terminou o dia em alta de 1,04%, a R$ 5,37. Segundo enfatiza o InfoMoney, foi a 3a queda consecutiva e o pior fechamento do Bovespa, no ano. Os especialistas encontraram como causa para o comportamento do dólar em declarações do senador Rodrigo Pacheco, candidato à Presidência do Senado Federal, admitindo sacrifício das contas em favor da prorrogação do auxílio emergencial. “O agravamento da crise sanitária em meio à percepção de desorganização no governo tem tido efeitos sobre a popularidade do presidente Bolsonaro e, por sua vez, alimentado temores no mercado de criação de mais despesas –o que ameaçaria o teto de gastos, visto pelo mercado como âncora fiscal do país”, analisa o InfoMoney.

Proteção de dados às micro e pequenas empresas

Em um debate público sobre a regulamentação da Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD), a diretora da Autoridade Nacional de Proteção de Dados (ANPD) Miriam Wimmer destacou que o órgão está atento à necessidade de adequar o texto legal à realidade das micro e pequenas empresas brasileiras e essa é uma das prioridades a serem tratadas na regulamentação. Providencial.

Combate ao racismo estrutural

Instalada nesta quinta-feira, 21, na Câmara dos Deputados, uma comissão de juristas com a incumbência de aperfeiçoar as leis de combate ao racismo estrutural e institucional no Brasil. A comissão foi criada em dezembro do ano passado, conta com 20 membros e tem como presidente o ministro Benedito Gonçalves, do Superior Tribunal de Justiça (STJ). O relator é o advogado e professor Silvio de Almeida, autor do livro “Racismo estrutural”.

Uma Brasília diferente para o turista

O turista que desembarcar no Aeroporto Internacional de Brasília já pode perceber um tipo de serviço de informação jamais oferecido no terminal. Cinco atendentes bem qualificados irão mostrar a ele uma cidade diferente da que costuma visitar. Um lugar que vai além dos gabinetes da Esplanada dos Ministérios e do turismo arquitetônico e cívico, rotas bastante famosas pelos país afora. Ele vai poder conhecer pontos turísticos nas cidades do Distrito Federal pouco explorados. A porta de entrada dessa Brasília a partir de agora é o novo Centro de Atendimento ao Turista (CAT), que volta a funcionar depois de quatros anos fechado.

Segurança aeroportuária será alvo de estudo acadêmico

A Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo (FSP/USP) realizará, no âmbito do projeto “Pesquisa para diagnóstico de questões associadas à influência dos fatores humanos nos profissionais que realizam atividades com alto impacto na segurança”, um detalhado estudo sobre as implicações dos fatores humanos na segurança operacional dos aeroportos de Congonhas, Campos de Marte e Guarulhos. A pesquisa, contratada pela Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC), terá duração de dois anos (até dezembro de 2022) e conta com o apoio da Infraero e da GRU Airport, concessionárias dos aeroportos analisados.

Bolsa de Valores

Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) fechou 

You may also like

Comente