Em quadro aflitivo, trade turístico e economia sofrem à espera da vacina

Sérgio Botêlho – À espera da vacina, não precisa dizer o prejuízo que o trade turístico seguirá tendo, na busca pela recuperação do setor, neste final de ano. No mundo, e também no Brasil, a tendência das autoridades é fechar equipamentos de lazer, incluindo orlas marítimas, com o fito de evitar aglomerações e ainda mais prejuízos, estes, representados pelo recrudescimento da propagação do coronavírus, agora, se apresentando em nova versão ainda mais poderosa.

Nesta quarta-feira, 23, o Reino Unido voltou a descobrir uma nova variante do coronavírus. De acordo com o secretário de saúde britânico, Matt Hancock, a nova variante é muito preocupante em virtude de ser ainda mais transmissível e parece ter sofrido mais mutação do que a (primeira) nova variante que foi descoberta bem recentemente no Reino Unido, e que já pode estar circulando no Brasil.

E-BOOK GRATUITO - Todas as praias de João Pessoa e Cabedelo, no Litoral Paraibano

A partir de sábado, Londres e mais Sussex, Oxfordshire, Suffolk, Norfolk, Cambridgeshire, parte de Hampshire e de Essex, além das cidades do sudeste da Inglaterra, estarão adotando restrições mais rígidas contra o avanço do coronavírus. A Itália, que já detectou um caso de infecção pela nova cepa do coronavírus, surgida no Reino Unido, interrompeu suas conexões aéreas entre os dois países.

DÓLAR, VIAGENS AÉREAS, HISTÓRIA HOJE, BOLSA, ANIVERSÁRIOS MUNICIPAIS, APROVEITE E ASSINE O BLOG POR E-MAIL. ACESSE CLICANDO AQUI

Nos Estados Unidos o número de mortes já está superando os 3 mil por dia, a terceira maior contagem para 24 horas. Já as internações nos EUA deram um salto de 2.426 ontem, para o nível recorde de 117.777, de acordo com o acompanhamento do Covid Tracking Project. A Alemanha registrou 962 mortes nas últimas 24 horas, segundo dados divulgados nesta quarta-feira (23) pelo Instituto Robert Koch de virologia.

Afora os números em si, e o que representam imediatamente no aumento do número de mortos, há o receio altamente fundados nas informações que vêm sendo evidenciadas de que o mês de janeiro pode representar o colapso do sistema de saúde, o que afetará diretamente o atendimento hospitalar a diversas outras doenças, este, o maior medo de médicos e especialistas em saúde pública de uma maneira geral.

No Brasil, a Prefeitura do Rio de Janeiro resolveu fechar Copacabana na noite da passagem do ano. Somente terão acesso os moradores do bairro, mesmo que já tenha sido suspensa a tradicional queima de fogos, na praia. Em São Paulo, o estado inteiro está voltando à fase vermelha da pandemia. Assim, entre os dias 25 e 27 de dezembro, e 1 e 3 de janeiro, funcionarão somente os serviços essenciais, e todo o resto do comércio e demais atividades estarão fechados.

Ainda em São Paulo, os prefeitos da Baixada Santista, no litoral de São Paulo, vão fechar as praias nos dias 31 de dezembro e 1º de janeiro. A decisão foi tomada em conjunto por líderes das nove cidades da região (Bertioga, Cubatão, Guarujá, Itanhaém, Monguaguá, Peruíbe, Praia Grande, Santos e São Vicente), em reunião nesta quarta-feira, 23.

Fica claro que o setor turístico está vivendo, na atual pandemia, o mais sério desafio de sua história. Os primeiros meses da crise foram particularmente cruéis com o segmento de viagens, em todo o mundo. Hotéis, restaurantes, empresas de transporte, e os setores da economia que se vinculam mais diretamente à indústria de turismo restaram seriamente abalados pela pandemia, tendo como resultado falências generalizadas.

Nos últimos meses, o setor vinhaexperimentando uma retomada gradual de atividades e ganhos. Para o final do ano, por outro lado, a expectativa geral era de que essas atividades experimentassem forte impulso adicional. Contudo, o que não se esperava era o aumento absurdo do número de casos de infecção pelo coronavírus, o que afeta enormemente as programações feitas com antecedência, aumentando ainda mais os prejuízos.

O mundo não pode mais viver, em 2021, o que viveu neste ano de 2020, em vias de se findar. A situação nos faz alimentar a esperança na vacinação em massa da população mundial. Sem que isto aconteça, o mundo vai viver cada vez mais na dependência de uma evolução natural do coronavírus. O que, diante dos acontecimentos mais recentes, fará com que a economia viva de forma permanente na corda bamba. A transmutação do vírus é a face mais perversa e de previsões mais sombrias que se pode ter.

Portanto, não há outra saída senão a vacina. Sem ela, o caos permanece. 

Related Posts
Segurança e economia: caem compras de smartphones e crescem as de acessórios
Pelo que dizem pesquisas reproduzidas pelo Canal Tech, os consumidores, entre 2018 e 2017, reduziram em cerca de 4% as compras de smartphones, embora haja aumentado a diversidade de modelos, ...
READ MORE
Baía Formosa
Imagens fantásticas das praias de Baía Formosa e Sagi, no Rio Grande do Norte, amada por brasileiros, especialmente surfistas, do mundo inteiro. É o último município norte-rio-grandense na divisa com ...
READ MORE
Como se comportaram Bolsa e dólar nesta sexta-feira, 02, e o porquê
A Bolsa de Valores de São Paulo fechou a sexta-feira, 02, em baixa de -1,53%, a 94.014 pontos, marcando a quinta semana de queda. O dólar terminou o dia em ...
READ MORE
Fortaleza de Cabedelo pode não ser privatizada; SP perde 16 milhões de turistas; Rio fecha Copacabana; Embraer orienta transporte de vacinas; CNT quer derrubada de veto presidencial 
*ECONOMIA DO TURISMO*, Ano I, Nº 2, de 24.12.2020 Fortaleza de Cabedelo pode não ser privatizada; SP perde 16 milhões de turistas; Rio fecha Copacabana; Embraer orienta transporte de vacinas; CNT ...
READ MORE
Embratur se empenha em atrair turistas peruanos
A Embratur está empenhada em atrair turistas peruanos, ao Brasil e, com esse objetivo, está intensificando promoções naquele país latino-americano.Associada ao Setor de Promoção Comercial da Embaixada do Brasil no ...
READ MORE
10 destinos no exterior para 2019 escolhidos por quem entende
Veja, na opinião de Lipe Travel Show, dicas sobre os 10 melhores destinos no exterior, levando em consideração as inprecindíveis questões econômico-financeiras, as facilidades locais e, inevitavelmente, as belezas e ...
READ MORE
Indicadores econômicos - Imagem Canva
Embora a perspectiva de inflação para 2019 tenha permanecido estável, em 4,07%, o mercado reduziu, mais uma vez, a expectativa do Produto Interno Bruto do Brasil para este ano.Segundo o ...
READ MORE
Cresce turismo em João Pessoa
Na referência entre os meses de março de 2018 e de 2019 cresceu o número de turistas em João Pessoa, na ordem de 4,29%.Segundo levantamento da PB-Tur, 108.126 hóspedes foram ...
READ MORE
Nova pesquisa CNT-MDA inspeciona o quadro eleitoral
Sérgio Botêlho Nesta segunda-feira, 14, a Confederação Nacional dos Transportes, pela MDA Pesquisa, divulga pesquisa de opinião pública sobre a disputa presidencial, no país, levando em conta a lista de pré-candidatos. Será ...
READ MORE
Decisão de suspender ‘regra de ouro’ é de parlamentares e não tem apoio da equipe econômica, questiona Henrique Meirelles
Dispositivo que garante que a dívida pública não pode financiar despesas correntes do governo federal, a regra de ouro é fundamental para a governabilidade do país e não pode ser ...
READ MORE
Segurança e economia: caem compras de smartphones e
Vídeo: Baía Formosa e Sagi, no RN, praias
Como se comportaram Bolsa e dólar nesta sexta-feira,
Fortaleza de Cabedelo pode não ser privatizada; SP
Embratur se empenha em atrair turistas peruanos
10 destinos no exterior para 2019 escolhidos por
Mercado segue reduzindo PIB 2019
Cresce turismo em João Pessoa
Nova pesquisa CNT-MDA inspeciona o quadro eleitoral
Decisão de suspender ‘regra de ouro’ é de

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.