25 de fevereiro na história: negro senador nos EUA; nasce grande escritor

25 de fevereiro ha história. Há fatos obscurecidos pela história sobre os quais é preciso jogar luz. Um desses fatos foi a eleição, em 25 de fevereiro de 1870, do primeiro negro para o Senado dos EUA. Apesar de intensa e ruidosa oposição branca, ele tomou posse e cumpriu o mandato para o qual foi eleito.

Falo de Hiram R. Revels, pastor formado em seminário e representante do estado do Mississipe. A saber, durante o período conhecido como de Reconstrução da América do Norte, após a guerra civil.

Hiram já havia sido eleito para o Senado do Mississipe. Então, para o Senado Federal. quando houve vaga deixada por Jefferson Davis, ex-presidente dos Estados Confederados da América. Dessa forma, Hiram cumpriu um mandato de 1 ano.

No Senado, defendeu eloquentemente a igualdade racial nos EUA, sendo constantemente elogiado pela imprensa. Sobre ele e outros negros, vale repetir observação feita por um senador branco, James G. Blaine, e que chegou a ser candidato à Presidência da República.

Ao tempo de Revels, outros negros haviam sido eleitos para a Câmara dos Representantes. “Os homens de cor que tomaram posse tanto no Senado quanto na Câmara dos Representantes são estudiosos, esforçados, ambiciosos, cuja conduta pública honraria qualquer raça”, comentou Blaine.

No entanto, somente entre 1964 (com a Lei dos Direitos Civis) e 1965, (com a Lei do Direito ao Voto) é que a igualdade racial acabou formalmente com a segregação racial. Embora a segregação ainda exista, latente, nas relações sociais norte-americanas.

Victor Hugo

Foi também em um dia 25 de fevereiro na história, no caso, do ano de 1802, que nasceu, na França, o escritor Victor-Marie Hugo. Autor de obras mundialmente consagradas, como Os Miseráveis e O Corcunda de Notre Dame, ficaria conhecido como Victor Hugo.

O Corcunda de Notre Dame é obra de conteúdo histórico e de análise da sociedade francesa. Dramaticamente, envolve personagens como Quasímodo (o corcunda), o arcebispo Frollo, a cigana Esmeralda, e o capitão Febo. O cenário é a Catedral de Notre Dame, em Paris.

Os Miseráveis expõe a história de um cidadão, de nome Jean Valjean, que após roubar um pão para alimentar a família, é preso por cinco anos. Por várias tentativas de fuga, acaba condenado a 19 anos de prisão.

No texto, já várias vezes adaptado para cinema e teatro, Victor Hugo retrata a miséria em tom de veemente denúncia. Aliás, expondo literariamente situação que transcende a época em que viveu o autor, alcançando os dias de hoje.

Mais sobre Victor Hugo:

https://revistagalileu.globo.com/Cultura/noticia/2018/02/conheca-10-curiosidades-sobre-o-escritor-vitor-hugo.html

https://www.culturagenial.com/corcunda-de-notre-dame/

https://www.culturagenial.com/livro-os-miseraveis/

No Para Onde Ir, você fica conhecendo mais fatos ocorridos em 25 de fevereiro, CLICANDO AQUI.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.