10 de julho: Dia do Engenheiro de Minas

10 de julho é Dia do Engenheiro de Minas, data do aniversário de Pedro Demóstenes Rache, engenheiro de minas idealizador e primeiro presidente do CONFEA

Faz parte do dia a dia do Engenheiro de Minas realizar pesquisas para localizar áreas de depósitos minerais, identificar a composição dos minérios que estão presentes nestes depósitos, a localização e, também, a extensão das minas.

A mineração é essencial para a vida humana pois está presente em tudo o que fazemos e consumimos, desde os chips de computadores e telefones até a construção civil e a agricultura. Daí a importância destes profissionais caminharem sempre lado a lado com a consciência ambiental, buscando utilizar os recursos naturais de forma a promover o desenvolvimento sustentável.

A profissão de Engenheiro de Minas foi regulamentada durante o primeiro governo de Getúlio Vargas, pelo decreto nº 23.569/1933, mas sua história vem do século 19, sendo o segundo curso de Engenharia no país, pela Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP) e sua Escola de Minas – hoje, Universidade Federal de Ouro Preto -, em 12 de outubro de 1876.

O Brasil tem grande potencial mineral devido à variedade de tipos de solos e sua grande extensão territorial. Por este motivo, conta com 30 cursos ministrados por 28 Instituições de ensino. Como outras engenharias, os primeiros anos da graduação são destinados a uma formação mais ampla, com disciplinas que abrangem as áreas da física, química e a matemática. O curso tem duração de 5 anos, mas somente próximos a sua conclusão os estudantes passam a ter contato com disciplinas específicas da área como geologia, topografia e mineralogia, além de visitas técnicas.

Vale destacar que, para exercer a função de Engenheiro, é necessário registro no Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e Agronomia (CREA).

FONTE:

10 de julho – Dia do Engenheiro de Minas — Português (Brasil) (www.gov.br)

You may also like

Comente

Up ↑

%d bloggers like this: