Tensão em bolsas com vírus, emprego e Orçamento

Tensão em bolsas com vírus, emprego e Orçamento. Estes são alguns dos destaques econômicos da grande mídia, neste sábado, 29 de fevereiro de 2020.

🖋 Edição: Sérgio Botêlho

📃 Destaques do dia:

“Bolsas revivem tensão de 2008 com expansão do coronavírus. Mercados de Brasil, EUA e Europa despencam; dólar tem 8ª alta seguida.” Manchete de capa do O Globo.

“Desalento sobe, e desemprego tem queda. Índice recua para 11,2% em janeiro. Presidente comemora resultado. País ainda tem 11,9 milhões em busca de trabalho.” Destaque de capa do O Globo.

“Governo quer rever acordo com Congresso sobre o Orçamento. Poderes. Bolsonaro tenta rever acordo com Congresso sobre destinação de recursos direcionados por parlamentares; temor é de que crise desta semana contamine economia.” Destaque de capa do Estadão.

“Adriana Fernandes: Críticos apontam que o governo dá “pedalada social” ao represar concessões de Bolsa Família e de benefícios do INSS.” Destaque de capa do Estadão.

“Óleo de navio atinge raio de 1 km no MA. Cálculo inicial aponta mancha de 330 litros, vazados de navio que carrega minério; Ibama e Petrobrás enviam barcos para conter danos. ” Destaque de capa do Estadão.

“Empresas investem em neurociência para estimular bem-estar no trabalho.” Destaque de capa da Folha.

“Míriam Leitão: A crise política do Orçamento. O Orçamento agora é impositivo. Isso é incontornável. Já está aprovado. Significa que o governo manda o projeto, o Congresso aprova, e aí o governo tem que cumprir.” Em O Globo.

“Renato Andrade: Quem olhou para os mercados ontem concluiu que o planeta mergulhou em uma pandemia de coronavírus e o fracasso global está contratado. O quadro real ainda está longe disso, mas o comportamento das Bolsas e de outros ativos, como o dólar, reflete a preocupação com uma retração mais acentuada e prolongada da economia mundial.” Em O Globo.

“BC dos EUA diz estar pronto para coronavírus. Jerome Powell, presidente do Fed, afirma que banco vai agir conforme necessário para proteger economia e indica que pode cortar juros. Larry Kudlow, conselheiro da Casa Branca, ataca pânico nos mercados: ‘Eles foram longe demais’.” Em O Globo.

“Após epidemia, eventos suspensos ou só pela web. Enquanto Salão do Automóvel de Genebra é cancelado, a Semana de Moda de Xangai terá desfile filmado e transmitido pela internet. Aéreas relatam queda na demanda, enquanto Hyundai suspende produção em fábrica na Coreia do Sul.” Em O Globo.

“Em 12 estados, renda ‘per capita’ é inferior ao salário mínimo.” Em O Globo.

“Caixa terá linha de crédito com imóvel de garantia. Banco pretende lançar financiamento para pessoa física com taxa abaixo de 1% ao mês e prazo de pagamento de até cinco anos. Objetivo é atrair quem nunca tomou empréstimo habitacional na instituição.” Em O Globo.

“Navio contratado pela Vale tem vazamento de 300 litros de óleo. Mancha no mar já ocupa 830 metros ao redor da embarcação no Maranhão.” Em O Globo.

“Óleo de navio atinge raio de 1 km no MA. Cálculo inicial aponta mancha de 330 litros, vazados de navio que carrega minério; Ibama e Petrobrás enviam barcos para conter danos. ” No Estadão.

“Coronavírus acelera saída de capital da Bolsa para o exterior. Até quarta-feira, o investidor estrangeiro havia retirado R$ 35 bilhões. Epidemia elevou aversão a risco e intensificou movimento iniciado com queda de juros no País. ” No Estadão.

“Percepção sobre Ibovespa está mais negativa. Os investidores estão mais cautelosos sobre o desempenho do mercado de ações, mostra o Termômetro Broadcast Bolsa. ” No Estadão.

“Preço da carne faz IGP-M cair em fevereiro. ” No Estadão.

“José Márcio Camargo: Plataformas digitais. Por que a dúvida sobre haver ou não vínculo empregatício no caso da intermediação feita por elas? ” No Estadão.

“Nos EUA, a pior semana desde 2008. Diante da expansão dos casos de coronavírus, mercado global segue em crise; Ibovespa reage e fecha em alta de 1,15% após oscilar. ” No Estadão.

“Grau de incerteza está no radar de economistas. Preocupação é saber até que ponto comércio e produção mundiais serão afetados pela crise causada pelo coronavírus. ” No Estadão.

“Adriana Fernandes: Críticos apontam que o governo dá “pedalada social” ao represar concessões de Bolsa Família e de benefícios do INSS.. ” No Estadão.

“‘O mercado hoje vende tudo que cheire a risco’. Para economista, crise com a propagação do coronavírus deixou no mundo um grau de incertezas ‘boçal’. ” No Estadão.

“Nova política para o mínimo deve ser a 1ª pauta-bomba. Há no Congresso propostas para ampliar o reajuste concedido ao salário mínimo; equipe econômica teme efeitos nas contas públicas. ” No Estadão.

“Taxa de desemprego cai para 11,2% em janeiro, diz IBGE. Segundo Pnad Contínua, País ainda tem 11,9 milhões de pessoas desocupadas; cresce emprego formal. ” No Estadão.

“Dívida bruta do País chega a 76,1% do PIB. ” No Estadão.

“Hypera entra na disputa por ativos da Takeda no Brasil e na América Latina. Companhia japonesa, que no Brasil é dona das marcas Neosaldina e Nebacetin, quer levantar US$ 1 bilhão com venda da área de medicamentos isentos de prescrição e unidades na Argentina e no México; ex-Hypermarcas e EMS, rivais no Brasil, estão no páreo. ” No Estadão.

“BC americano sai em socorro do mercado após semana de perdas históricas.” Na Folha.

“Petrobras reduzirá gasolina em 4% e o diesel em 5% nas refinarias no sábado.” Na Folha.

“Bolsa e commodities se descolam pela primeira vez em 20 anos.” Na Folha.

“Setor de alumínio quer levar ao governo estudo sobre concorrência chinesa.” Na Folha.

“Salão do Automóvel de Genebra é cancelado por causa do coronavírus.” Na Folha.

“Governo monitora três variáveis para medir impacto do coronavírus no PIB.” Na Folha.

“Estatísticas de vagas formais passam a ser divulgadas com diferença de quase dois meses.” Na Folha.

“Setor público consolidado tem superávit primário recorde para janeiro.” Na Folha.

“Entre robôs e tradição, cultura do vinho gira R$ 3 bilhões no RS.” Na Folha.

📃 Editoriais do dia:

“Menos escorchante. Juro do cheque especial cai com limite do BC; agenda deve buscar mais competição.” Editorial da Folha.

Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) fechou a sexta-feira, 28, em alta de 1,15%, a 104.172 pontos. O dólar terminou o dia em alta de 0,29%, a R$ 4,49.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.