Política industrial verde vira tese de Pós-Doutorado

Investimentos para a implementação da política industrial verde promoveriam o aumento da produtividade e da eficiência energética

A UFPR promove nesta sexta-feira, 13 de agosto, a partir das 14 horas, a sessão pública de pós-doutorado em Desenvolvimento Econômico de Tarik Marques do Prado Tanure. Ele vai apresentar a pesquisa “Política industrial verde no Brasil: impactos econômicos de opções de mitigação de gases de efeito estufa – uma análise através de Equilíbrio Geral Computável (EGC)”.  O trabalho tem como supervisores  os professores Alexandre Porsse (UFPR) e  Edson Domingues (UFMG) . O evento é aberto a todos os interessados e será realizado através da plataforma Microsoft Teams.

O ponto de partida de Tarik Tanure é que o Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI) apresentou em 2017 o projeto “Trajetórias de Mitigação e Instrumentos de Políticas Públicas para Alcance das Metas Brasileiras no Acordo de Paris” com a finalidade de indicar medidas necessárias em setores estratégicos para a redução das emissões de Gases de Efeito Estufa (GEE) no Brasil, em conformidade com as metas estabelecidas pelo país no âmbito do Acordo de Paris. Os investimentos necessários para a implementação das medidas promoveriam o aumento da produtividade e da eficiência energética em setores estratégicos, condizentes com premissas de uma política industrial verde. O trabalho de pós-doutorado procura avaliar quais seriam os efeitos econômicos, diretos e indiretos, das políticas industriais relacionadas às melhores tecnologias disponíveis (MTD) para mitigação de GEE no médio e longo prazo e seus efeitos sobre a estrutura produtiva brasileira, assim como mensurar o volume de GEE emitido pela economia durante a implementação das políticas.

Para tal, utiliza-se de um modelo de Equilíbrio Geral Computável (EGC) nacional denominado BeGreen, com desagregação de 138 setores. Os resultados indicam que a alocação setorial estratégica dos investimentos nas MTD contribuem para o crescimento econômico, a redução líquida de emissões e a equidade de bem-estar. No longo prazo, investimentos oriundos desses fluxos monetários provocariam relevante crescimento econômico, com elevação das emissões totais na economia, comprometendo o objetivo inicial de redução de GEE.

Para acompanhar a sessão pública basta enviar um e-mail para a Secretaria do PPGDE-UFPR: ppgde@ufpr.br.

Edição: Sérgio Botêlho

Da redação do Para Onde Ir, com informações da UFPR 

Related Posts
Photo by Kervin Edward Lara on Pexels.com
Relatório das Nações Unidas realça que o mundo precisa triplicar os investimentos em soluções ligadas à natureza até 2030  Esse conjunto de ações pretende proteger, gerenciar de forma sustentável e restaurar ...
READ MORE
Ideias do bem, que vi: plantar árvores e homenagear vítimas e nascidos na pandemia
Sérgio Botêlho - Em meio aos desacertos atuais que poluem o pensamento ambiental, convém apostar em gente com ideias do bem. Especialmente, ideias que se imponham no sentido contrário a ...
READ MORE
Crédito da foto: Canva
Há outras datas em que se homenageia os animais, além do Dia Nacional dos Animais, todas elas importantes para a formação de uma consciência protetora da natureza Sejam eles animais selvagens ...
READ MORE
Bica: submissão humana à natureza em instante de sublime lucidez
Sérgio Botêlho - A cidade de João Pessoa foi muito mimada pela natureza. Há por todas as partes de sua geografia predominantemente urbana exemplos magníficos dos mimos que lhe sobraram ...
READ MORE
Ecossistema agradece: Baiana inventa embalagens plásticas comestíveis
Visando a proteção do meio ambiente, filha da Bahia, em Feira de Santana, após pesquisas, inventou embalagens plásticas comestíveis O cuidado com o meio ambiente tem sido pauta ao longo ...
READ MORE
Poluição hídrica é tema de fragata ancorada em Cabedelo
Poluição hídrica é tema de fragata ancorada no Porto de Cabedelo. Assim, a embarcação, pertencente à Marinha do Brasil, pode ser visitada nestes sábado (18) e domingo (19), das 14 ...
READ MORE
OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Sérgio Botêlho {Ugulino de Araújo} Há quem cumprimente a estação mais esperada do ano na base do “Seja bem vindo primavera”. Mas, não é assim. Para começar bem a chamada ‘estação ...
READ MORE
2 intervenções necessárias a serem feitas em Brasília
2 intervenções necessárias a serem feitas em Brasília, pelo GDF. Primeiramente, na Área de Relevante Interesse Ecológico (Arie) do Bosque, localizada na QL 10, do Lago Sul. Igualmente, no Parque ...
READ MORE
Crédito da foto: Canva
Além de medidas restritivas, leia: dólar e Bolsa; camarão da Argentina; ajuda ao setor de eventos; PEC Emergencial; animais silvestres 🖋 Edição: _Sérgio Botêlho_ *ECONOMIA DO TURISMO*, Ano II, Nº 70 de ...
READ MORE
Facebook.
No município de Sapé, incrustado na Zona da Mata paraibana, fica a Reserva Particular do Patrimônio Natural Fazenda Pacatuba. Trata-se de importante área de preservação ambiental paraibana definida como RPPN ...
READ MORE
Mundo deve triplicar investimentos em soluções mais ligadas
Ideias do bem, que vi: plantar árvores e
14 de março: Dia Nacional dos Animais é
Bica: submissão humana à natureza em instante de
Ecossistema agradece: Baiana inventa embalagens plásticas comestíveis
Poluição hídrica é tema de fragata ancorada em
Seja bem-vinda primavera, a mais bela estação do
2 intervenções necessárias a serem feitas em Brasília
Bahia vai prorrogar medidas restritivas contra Covid
Reserva Particular do Patrimônio Natural Fazenda Pacatuba: atração

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.