Municipalistas expõem preocupação com os mínimos a saúde e educação

Mínimos a saúde e educação e auxílio emergencial são petições da CNM ao presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, que defende equilíbrio fiscal

O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, reuniu-se remotamente nesta quinta-feira (25) com lideranças do movimento municipalista para discutir sua pauta prioritária no âmbito do Legislativo. O presidente da Confederação Nacional dos Municípios revelou sua preocupação com o fim dos mínimos estabelecidos para a educação e para a saúde. 

Pacheco ouviu as reivindicações e defendeu junto aos prefeitos a busca pelo equilíbrio fiscal e simplificação do sistema tributário para que União, estados e municípios consigam superar a crise econômica e assegurar as políticas públicas, principalmente nas áreas da saúde e da educação.

A pauta de prioridades do movimento municipalista dá destaque à retomada do auxílio emergencial para a população mais vulnerável e à prorrogação do decreto de calamidade, enquanto o país ainda enfrenta a pandemia da covid-19. Também há temas econômicos, como o parcelamento da dívida previdenciária, o novo Pacto Federativo e a reforma tributária.

—  Trata-se de uma síntese da pauta de interesse dos municípios e temos uma responsabilidade enorme em trabalhar essas questões com a urgência que os temas exigem. Reafirmo a defesa do federalismo e o fortalecimento dos municípios, buscando o equilíbrio necessário — disse o presidente do Senado.    

Educação e saúde públicas

De acordo com Glademir Aroldi, presidente da Confederação Nacional dos Municípios (CNM), a entidade atuará junto à Câmara e ao Senado com foco em medidas para o enfrentamento das dificuldades econômicas e sociais.

— Nos preocupa de sobremaneira o fim dos mínimos estabelecidos para a educação e para a saúde. As pessoas estão nos municípios. Se hoje há dificuldades para os investimentos necessários em educação e saúde, em razão dessa falta de equilíbrio, imagina se esses repasses não forem obrigatórios? — questionou o presidente da CNM. 

No Senado, a CNM acompanha a votação da PEC do Pacto Federativo (PEC 188/2019). O artigo que prevê a extinção de mais de 1,2 mil municípios brasileiros é um ponto considerado inaceitável pela confederação. O movimento municipalista também está atento à emenda 30, que estabelece critérios de distribuição das receitas do petróleo. No encontro, o presidente do Congresso Nacional reafirmou sua posição contrária à extinção dos municípios.

Da Redação do Para Onde Ir, com Agência Senado, e Assessoria de Imprensa da Presidência do Senado 

Related Posts
Reforço Coronavac aumenta anticorpos em 17 vezes, revela estudo
Estudo apontou que dose do reforço Coronavac potencializa rapidamente e de forma robusta os níveis de anticorpos neutralizantes contra a proteína S Uma dose de reforço da CoronaVac, vacina do Butantan ...
READ MORE
Prefeitos da Grande João Pessoa e governador planejam vacinação
Foi discutida na reunião com os prefeitos da Grande João Pessoa a logística dos municípios para a aplicação das doses das vacinas contra a Covid-19 em março O governador João Azevêdo ...
READ MORE
Crédito da foto: Canva
Relação dos 150 médicos se refere à 1ª Convocação dos candidatos inscritos no Processo Seletivo Simplificado do Edital 09/2021/SEAD/SES/ESPEPGoverno da Paraíba divulgou, no Diário Oficial do Estado do último sábado ...
READ MORE
Canal Futura apetrecha Fundac com Maleta Juventudes
Maleta Juventudes é projeto da Fundação Roberto Marinho que procura valorizar trajetórias pessoais, projetos de vida e promoção social O trabalho realizado no âmbito da socioeducação levou a Fundação Desenvolvimento da ...
READ MORE
Foto: Canva
Medidas sociais adotadas pelo governo paraibano visam reduzir impactos econômicos causados pela pandemia do novo coronavírus As medidas sociais anunciadas pelo governador João Azevêdo, a fim de minimizar os impactos econômicos ...
READ MORE
O contragolpe da Covid-19, na Europa: e nós aonde vamos?
Sérgio Botêlho - Na Europa há choro e ranger de dentes por todo canto devido ao contragolpe da Covid-19, a bater na porta do povo europeu. Antecedendo a recidiva, uma ...
READ MORE
Crédito da foto: Canva
Nesta quinta, 1, vacinaram-se pessoas a partir de 63 anos; nesta sexta, 2, as pessoas a partir de 62; sábado, 3, a partir de 60 anos A Secretaria de Saúde de ...
READ MORE
Haverá um novo vírus pandêmico ou o mundo vai mudar?
Não há um segmento da sociedade livre do atual ataque virótico. A saúde pública, esta é a parte mais exposta por conta de sua fragilidade, no mundo inteiro. Mas também ...
READ MORE
Em João Pessoa, supermercado descumpre horário e é punido
Interditado por 7 dias supermercado, descumpre horário estabelecido pelos órgãos de fiscalização do município de João Pessoa Desde a implantação de medidas mais rígidas para conter a disseminação do coronavírus, anunciadas ...
READ MORE
Pela 5ª semana consecutiva sobe número de óbitos por Covid-19 na PB
Levantamento universitário projeta que até o dia 13 próximo a Paraíba chega aos 236.581 casos, com 4.281 óbitos por Covid-19 Pela quinta semana consecutiva, o número de óbitos decorrentes da pandemia ...
READ MORE
Reforço Coronavac aumenta anticorpos em 17 vezes, revela
Prefeitos da Grande João Pessoa e governador planejam
Mais 150 médicos são convocados para o combate
Canal Futura apetrecha Fundac com Maleta Juventudes
Governo da Paraíba registra apoios por medidas sociais
O contragolpe da Covid-19, na Europa: e nós
Cabedelo vacina a partir de 60 anos no
Haverá um novo vírus pandêmico ou o mundo
Em João Pessoa, supermercado descumpre horário e é
Pela 5ª semana consecutiva sobe número de óbitos

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.