16 de julho: Dia de Nossa Senhora do Carmo

16 de julho: Dia de Nossa Senhora do Carmo: Os primeiros carmelitas eram eremitas que viviam no Monte Carmelo, na Terra Santa, entre o final do século XII e meados do século XIII

Nossa Senhora do Monte Carmelo ou Nossa Senhora do Carmo é o título dado à Maria, Mãe de Jesus, em honra de sua função como padroeira da Ordem dos Carmelitas, assim como testemunha o Cardeal Piazza: “O Carmo existe para Maria e Maria é tudo para o Carmelo, na sua origem e na sua história, na sua vida de lutas e de triunfos, na sua vida interior e espiritual”. 

A palavra Carmelo em hebraico: (“Carmo” significa vinha, portanto, “Vinha do Senhor”): este nome nos aponta para a famosa montanha que fica na Palestina, onde o profeta Elias e o sucessor Elizeu fizeram história com Deus e com Nossa Senhora, que foi prefigurada pelo primeiro num pequena nuvem (cf. l Rs 18,20-45). 

Os primeiros carmelitas eram eremitas que viviam no Monte Carmelo, na Terra Santa, entre o final do século XII e meados do século XIII. Eles construíram, no meio de seus eremitérios, uma capela que dedicaram à Santíssima Virgem.

Desde o século XII, a devoção popular a Nossa Senhora do Carmo está centrada em seu escapulário, que originalmente é dois pedaços de tecido ligados por finas fitas que o fiéis leigos carregam em seus ombros, é um resumo da devoção maior do Escapulário marrom como uma veste ´hábito’ usado por religiosos monges e monjas carmelitas, é também um sacramental associado às promessas de ajuda feitas por Maria para a salvação do devoto portador, o uso do escapulário é uma via de salvação, mas primeiramente de conversão dos devotos, para que possam viver uma nova espiritualidade. 

Originalmente, o escapulário em si mesmo, significa a obediência, ou seja, o jugo suave, o fardo leve de Nosso Senhor Jesus Cristo, os monges e monjas carmelitas faziam votos de obediência, e havia nas constituições primitivas uma penalidade para quem deixasse de usar o escapulário na ordem religiosa, por que significava que não queriam mais carregar no ombros o peso da obediência o leve fardo de Nosso Senhor Jesus Cristo. A tradição da Santa Igreja afirma que Nossa Senhora entregou o escapulário ao carmelita chamado Simão Stock.

A festa litúrgica de Nossa Senhora do Carmo foi celebrada, pela primeira vez, na Inglaterra, no final do século XIV. O objetivo era agradecer a Maria pelos benefícios concedidos nos tempos de dificuldades dos primeiros anos da Ordem do Carmo. O poema Flor do Carmelo (Flos Carmeli em latim) aparece como a sequência para esta missa. O dia escolhido inicialmente foi 17 de julho, entretanto no continente europeu esta data conflitava com a festa de Aleixo de Roma, o que exigiu uma mudança para o dia 16 de julho, que continua a ser, até hoje, a data da festa de Nossa Senhora do Carmo em toda a Igreja Católica.

Em Parintins, no estado brasileiro do Amazonas, ocorre uma grande festa em honra a padroeira da cidade, localizada na ilha Tupinambarana, no meio do Rio Amazonas. As festividades acontecem logo após o Festival Folclórico de Parintins. Duram de 6 a 16 de julho, muitas pessoas vão em romaria até a Catedral da cidade, para pedir e agradecer a mãe de nosso senhor, Jesus. Meses antes da festa , uma imagem peregrina da Virgem do Carmo viaja de casa em casa, e de cidade em cidade, indo para junto de seus devotos.

FONTE:

https://pt.wikipedia.org/wiki/Nossa_Senhora_do_Carmo

Por Sérgio Botêlho, na edição dos Destaques do Dia do Para Onde Ir

You may also like

Comente