Comissão acata seguro-desemprego a pescador vítima de dano ambiental

Texto da Câmara dos Deputados também prevê que o responsável pelo dano ambiental restitua à Previdência os valores gastos com o seguro

A Comissão de Agricultura, Pecuária, Abastecimento e Desenvolvimento Rural da Câmara dos Deputados aprovou proposta que concede, excepcionalmente, seguro-desemprego ao pescador artesanal enquanto perdurarem os efeitos decorrentes de danos ambientais, causados por terceiros ou por fenômenos da natureza, que impeçam o exercício da atividade pesqueira.

A proposta acrescenta a possibilidade à Lei do Seguro-Defeso. Atualmente, a norma prevê a concessão do seguro-desemprego no valor de um salário mínimo mensal durante o período de defeso de atividade pesqueira para a preservação da espécie, limitada a um benefício por ano. Esse limite, no entanto, não se aplica em caso de prejuízo ambiental, conforme a proposta.

O texto aprovado é um substitutivo apresentado pela deputada Clarissa Garotinho (Pros-RJ) ao Projeto de Lei 5626/19, do deputado Daniel Almeida (PCdoB-BA) e outros parlamentares.

O substitutivo aperfeiçoa o projeto original e inclui a previsão de que o responsável pelo dano ambiental restitua à Previdência Social os valores desembolsados para o pagamento do seguro-desemprego aos pescadores artesanais prejudicados.

Contaminação no Nordeste

A razão de Daniel Almeida apresentar a proposta foi a contaminação do litoral nordestino por manchas de petróleo no segundo semestre de 2019. Em casos como esse, o prejuízo para os pescadores é grande, uma vez que ninguém quer comprar os pescados por medo de contaminação.

Clarissa Garotinho concordou com a medida. “Se, em condições normais, as famílias de pescadores e marisqueiros artesanais já são socioeconomicamente vulneráveis, em situações de desastre ambiental, as condições de vida dessa parcela da população se tornam críticas, sendo imprescindível o apoio financeiro emergencial para a sua sobrevivência”, afirmou a parlamentar.

Na mesma votação, foi rejeitado o PL 5689/19, que tramita em conjunto e trata de assunto semelhante.

Tramitação

A proposta tramita em caráter conclusivo e ainda será analisada pelas comissões de Trabalho, de Administração e Serviço Público; de Finanças e Tributação; e de Constituição e Justiça e de Cidadania.

Edição do Para Onde Ir: Sérgio Botêlho, com informações da Agência Câmara 

Related Posts
Crédito da foto: Agência Brasília
Árvores nativas do cerrado combinadas com mais espaços de lazer, como academia ao ar livre para idosos, parques infantis, ciclovias e uma praça principal, na Quadra 500. Árvores nativas do cerrado ...
READ MORE
Compostos químicos no rio Amazonas ameaçam a biodiversidade local
Cafeína, nicotina, hormônios, analgésicos e psicoestimulantes são algumas das substâncias presentes nas águas do rio Amazonas A presença de compostos químicos na bacia hídrica do Rio Amazonas foi estudada por uma ...
READ MORE
Parque Sólon de Lucena: da Lagoa dos Irerês às artes de Burle Marx
Sérgio Botêlho - Contar a história do Parque Sólon de Lucena é passear pela própria história da atual cidade de João Pessoa. Expandindo-se, a partir do Sanhauá, a velha cidade ...
READ MORE
Poluição hídrica é tema de fragata ancorada em Cabedelo
Poluição hídrica é tema de fragata ancorada no Porto de Cabedelo. Assim, a embarcação, pertencente à Marinha do Brasil, pode ser visitada nestes sábado (18) e domingo (19), das 14 ...
READ MORE
Saídas tecnológicas em energias renováveis e mudanças climáticas
UFRJ juntou-se a Inmetro, PUC-Rio, FGV, Microsoft, Nvidia e mais 16 instituições para estudos em tecnologias para energias renováveis e mudanças climáticas No dia 13/8, a UFRJ lançou a Rede Temática ...
READ MORE
2 intervenções necessárias a serem feitas em Brasília
2 intervenções necessárias a serem feitas em Brasília, pelo GDF. Primeiramente, na Área de Relevante Interesse Ecológico (Arie) do Bosque, localizada na QL 10, do Lago Sul. Igualmente, no Parque ...
READ MORE
Praia de Cabo Branco tem mutirão de limpeza ambiental neste sábado, 18
Superintendência de Administração do Meio Ambiente realiza, neste sábado mutirão de limpeza ambiental na Praia de Cabo Branco, em Jampa A Superintendência de Administração do Meio Ambiente realiza, neste sábado mutirão ...
READ MORE
Oceano
Um novo artigo publicado na revista Science mostra que as concentrações de oxigênio no oceano estão caindo, não apenas como resultado das mudanças climáticas, mas também da poluição. Tal fenômeno ...
READ MORE
Senado: Projeto que proíbe sacolas e canudos plásticos está pronto para ir a plenário
Apresentado por um cidadão, no portal e-Cidadania, projeto de lei do Senado pode, enfim, proibir a circulação de sacolas e canudos plásticos, no Brasil, produtos alvos de permanente contestação por ...
READ MORE
Chapada do Araripe ganha apoio legal rumo a patrimônio da Unesco
Ao criar Chancela de Paisagem Cultural do Ceará, governo cearense fortalece patrimônio da Chapada do Araripe O governo cearense acaba de criar a Chancela de Paisagem Cultural do Ceará. A ação ...
READ MORE
Quadra 500 do Sudoeste tem paisagismo aprovado pelo
Compostos químicos no rio Amazonas ameaçam a biodiversidade
Parque Sólon de Lucena: da Lagoa dos Irerês
Poluição hídrica é tema de fragata ancorada em
Saídas tecnológicas em energias renováveis e mudanças climáticas
2 intervenções necessárias a serem feitas em Brasília
Praia de Cabo Branco tem mutirão de limpeza
Vida marinha: mundo em alerta com redução do
Senado: Projeto que proíbe sacolas e canudos plásticos
Chapada do Araripe ganha apoio legal rumo a

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.